Meio Ambiente

A Exposição Photo Ark nas Notícias - Veja os Destaques

Quinta-feira, 9 Novembro

Por National Geographic

RTP

 

OBSERVADOR

Assim nasceu o Photo Ark, um dos projetos com maior visibilidade da National Geographic. O objetivo é documentar 12 mil espécies em 25 anos. Mais de metade já está, o que faz do Photo Ark a maior Arca de Noé arquivística do mundo.

“Estamos no início do caminho. Temos de tornar esta causa tão popular quanto o futebol, ou a roupa, ou a comida. Salvar os animais tem de se tornar moda.” Se não por compaixão, pela própria sobrevivência. “É errado acharmos que se perdermos metade das espécies vamos ficar bem. A biodiversidade é essencial à sobrevivência." (Joel Sartore)

in "Photo Ark: a maior Arca de Noé da National Geographic está no Porto"

 

SIC

 

PÚBLICO

"Quem vê as imagens pode “olhar profundamente os animais e apreciar a sua verdadeira beleza e o seu valor”, acredita. “Espero que esta ligação possa inspirar as pessoas a agir e a protegê-los, antes que seja tarde demais.” - (Joel Sartore)

in "O “Noé da fotografia” já retratou 7000 animais, olhos nos olhos"

EXPRESSO

Lémures, pandas, urubus, rinocerontes, elefantes, serpentes, moscas, formigas, coalas, tigres da Malásia ou um pequeno macaco da Guiné Equatorial, com uma expressão traquina, a ver-se pela primeira vez ao espelho. Todos têm a mesma importância e nenhuma espécie em vias de extinção fica esquecida na “Photo Ark”, construída por Joel Sartore e em viagem pelo mundo para encontrar mentes férteis para a defesa das mais diversas formas de vida e a sustentabilidade do planeta.

Organizada pela “National Geographic”, a mostra chega pela primeira vez a Portugal. Permanecerá na Galeria da Biodiversidade, no Jardim Botânico do Porto, até 29 de abril de 2018.

in "Arca fotográfica do “Noé dos tempos modernos” atraca no Porto"

Continuar a Ler