Animais

As 11 Histórias de Animais Mais Estranhas de 2017

De chimpanzés canibais a uma nova espécie de sapo-roxo, apresentamos as nossas escolhas das melhores prendas da Mãe Natureza em 2017. Quarta-feira, 20 Dezembro

Por Christine Dell'Amore

A Natureza nunca deixa de nos surpreender — e 2017 não foi exceção. Este ano trouxe-nos aligátores que se alimentam de tubarões, pássaros que dão de comer a peixes-dourados e um texugo que — sozinho — enterrou uma vaca.

Por isso, para aqueles que gostam daquilo que é estranho e selvagem à nossa volta, escolhemos as nossas histórias favoritas sobre animais de 2017.

11) EXCLUSIVO: UM RARO GATO-BRAVO PRETO CAPTADO EM FILME EM ÁFRICA

Para Sergio Pitamitz, ver um gato preto foi um momento de sorte. Em fevereiro, no Parque Nacional de Tsavo, no Quénia, o fotógrafo avistou um pretíssimo gato-serval — um gato-bravo que habitualmente apresenta uma pelagem semelhante à de uma chita. (Relacionado: "Saídos da Sombra: Felinos que Nunca Viu Antes.")

O animal tem melanismo, ou seja, tem genes que apresentam uma mutação que cria mais pigmentos escuros do que claros, de acordo com Eduardo Eizirik, biólogo e especialista em melanismo em felinos na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

10) UM NOVO LAGARTO QUE MUDA DE PELE DE ACORDO COM AS NECESSIDADES E FICA A PARECER UMA GALINHA SEM PELE

 

As calças de velcro podem servir para criar momentos de comédia no grande ecrã, mas, para alguns lagartos, perder a pele depressa pode ser a diferença entre a vida ou a morte. Conheça o Geckolepis megalepis, uma nova espécie de lagarto com escamas de peixe do Madagáscar que é capaz de perder as escamas quando necessário — e até ao músculo.

Esta criatura tropical junta-se a quatro outras espécies de lagarto que perdem a pele quando se sentem ameaçadas, uma estratégia semelhante à dos répteis que perdem a cauda para fugir dos predadores, de acordo com um estudo divulgado em fevereiro.

9) ESTREIA: TEXUGO ENTERRA BEZERRO INTEIRO EM IMPRESSIONANTE NOVO VÍDEO

Ao longo de cinco dias, na Grande Bacia do Utah, um único texugo-americano escavou túneis sob a carcaça do vitelo até que o animal caiu inteiro num buraco. De seguida, o texugo cobriu a carcaça completamente e, ao lado, construiu um esconderijo, dentro do qual se deliciou com carne de vaca durante 11 dias consecutivos, noticiámos em março.

Uma investigação posterior em literatura científica revelou que nunca ninguém tinha registado um texugo a sepultar algo maior do que uma lebre.

8) VISTO PELA PRIMEIRA VEZ: UMA LEOA A AMAMENTAR UMA CRIA DE LEOPARDO

 

Os leões e os leopardos  africanos não são aquilo a que chamaríamos amigos. Na verdade, os leões têm o hábito de matar leopardos.

Por isso, não deixou de surpreender que uma leoa de cinco anos tenha sido avistada a amamentar uma cria de leopardo com poucas semanas em julho, na Zona de Conservação de Ngorongoro, na Tanzânia.

"É algo inaudito", diz Luke Hunter, presidente e diretor de conservação da Panthera, uma organização global sem fins lucrativos para a proteção de felinos selvagens. "Nunca vemos isto a acontecer na natureza."

7) PÁSSARO FILMADO A ALIMENTAR PEIXES-DOURADOS — SAIBA PORQUÊ

Originalmente publicado no YouTube em 2010, este vídeo mostra um cardeal a saltitar ao longo de um lago com peixes-dourados e a deixar cair o que parecem ser sementes nas suas bocas abertas.

"O que me parece mais provável é que o aspeto a boca aberta do peixe-dourado à superfície da água é bastante semelhante, no tamanho e no formato, à boca aberta de uma cria, o que ativa o instinto do pássaro adulto para lhes fornecer alimento", disse Christina Riehl, bióloga de Princeton, em agosto.

6) ORCAS JUNTAM-SE PARA MATAR BALEIA EM VÍDEO NUNCA ANTES VISTO

Pela primeira vez, cientistas observam a forma como as orcas trabalham em conjunto para cercar e matar uma baleia-da-Gronelândia, que pode ser três vezes mais pesada do que uma orca adulta, de acordo com um artigo de agosto.

"Quando começam a aprender alguma coisa, as orcas continuam a aperfeiçoar a nova técnica, e esta família aprimorou a sua capacidade de caçar com um esforço mínimo", diz Olga Shpak, bióloga no Instituto de Ecologia Severtsov, na Rússia, que viu a caça em primeira mão no mar de Okhotsk.

5) NOVO SAPO-ROXO DESCOBERTO EM MONTANHAS REMOTAS

Em agosto, noticiámos que um grupo de cientistas tinha descoberto uma nova e inaudita espécie de sapo na cordilheira dos Gates Ocidentais indianos. O sapo tem uma pele roxa brilhante, um círculo azul claro em redor dos olhos e um proeminente nariz de porco.

O sapo-roxo-de-Bhupathy é um parente próximo de outro sapo (N. sahyadrensis) descoberto na região em 2003. Estes dois espécimes constituem os únicos membros conhecidos da família. A descoberta surge na sequência de um trabalho patrocinado pelo governo indiano que visa recolher amostras do ADN de todas as espécies de sapo e de rã do país.

4) ALIGÁTORES ATACAM E COMEM TUBARÕES, CONFIRMA ESTUDO

Os aligátores-americanos engolem tudo aquilo em que possam meter as mandíbulas.  Um estudo de setembro acrescentou novos elementos à ementa: tubarões e raias.

É particularmente surpreendente, diz o líder do estudo James Nifong, ecologista da Universidade do Estado do Kansas, porque os aligátores são conhecidos como predadores de água doce.

3) FOTOGRAFIA EXCLUSIVA: ANACONDA FÊMEA ESTRANGULA MACHO APÓS ATO SEXUAL

Quando procurava uma cobra particularmente grande nos pântanos do Brasil, o fotógrafo Luciano Candisani obteve mais do que esperava: a primeira imagem conhecida de uma anaconda-comum fêmea a esmagar o macho até à morte.

A razão para tal é simples: o macho é uma boa proteína para uma mãe prenhe, sobretudo para uma mãe que passa os sete meses da gravidez em jejum, noticiámos em fevereiro.

2) EM MATANÇA RARA, CHIMPANZÉS CANIBALIZAM ANTIGO LÍDER

Foi uma visão perturbadora: um chimpanzé assassinado, com o corpo golpeado, em sangue e parcialmente canibalizado por membros do seu antigo grupo social.

Os investigadores que deram com esta cena horripilante no Senegal em 2013 sabiam que a violência mortal não é novidade para os chimpanzés. Em todas as colónias de chimpanzés estudadas durante mais do que uma década,  os cientistas observaram conflitos que terminaram em morte.

O incidente — descrito em janeiro no International Journal of Primatology, cujo rescaldo foi registado em vídeo — é apenas o nono caso registado de uma comunidade de chimpanzés a matar um dos seus próprios membros.

1) RATAZANA GIGANTE QUE CAIU DO CÉU É UMA NOVA ESPÉCIE

Em novembro de 2015, um conjunto de lenhadores derrubou uma árvore de nove metros na ilha de Vangunu e viu um roedor de tamanho inusitado a cair com ela.

"Soube imediatamente que se tratava de algo novo", disse, em setembro, o mamologista Tyrone Lavery, membro do Museu de Queensland e do Museu de História Natural de Chicago que procura a ratazana desde 2010.

Com mais de 900 gramas de peso e podendo atingir 45 cm de comprimento, a ratazana-gigante-de-Vangunu (Uromys vika) é cerca de quatro vezes maior do que os ratos urbanos que percorrem os becos e as lixeiras do mundo inteiro.

Continuar a Ler