Animais

12 Fotografias do Adorável Pangolim

Conheça o pangolim – um animal como nenhum outro na Terra.quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Por Rachael Bale
ver galeria

Parecem répteis, todos cobertos de escamas. Parecem tatus, pela forma como se enrolam numa bola. Parecem papa-formigas, com os seus longos focinhos e línguas. Parecem dinossauros, lentos e de uma época distante.

Os pangolins são diferentes de qualquer animal que eu alguma vez tenha visto. São parentes afastados dos ursos e dos cães, mas estão na sua própria família taxonómica. E são mamíferos – o único mamífero do mundo com escamas verdadeiras.

Mas quando conheci os pangolins pela primeira vez na vida real, o que mais me surpreendeu foi a sua personalidade. Tamuda era ousada e teimosa. Luleko era tímido e doce. Ambos tinham sido resgatados do comércio ilegal de animais selvagens, no Zimbabué, e estavam a recuperar aos cuidados da Fundação Tikki Hywood , uma organização sem fins lucrativos dedicada ao resgate e conservação de vida selvagem. Os pangolins estão entre os mamíferos mais caçados de forma ilegal – as suas escamas têm muita procura na medicina tradicional chinesa.

Quando olhei para os seus olhos, parecia que eles estavam mais admirados comigo do que eu com eles.

Segui Tamuda e Luleko durante horas enquanto vagueavam pelo centro de reabilitação de Tikki Hywood. Cada pangolim tinha um tratador que o ajudava a procurar formigas e térmitas para comer. Às vezes, o pangolim cheirava, percebia que o formigueiro ou o monte de térmitas tinham algo de errado e seguia em frente. Outras vezes, usava as suas grandes garras para espetar a cabeça nos buracos, deixando apenas a cauda de fora a balançar, enquanto se alimentava dos insetos por baixo.

Outra coisa que aprendi sobre os pangolins durante esta visita foi que estes seres – os pangolins-comuns de Temminck – gostam de rebolar no estrume. Nós assistimos a um pangolim a fazer isto durante cerca de 10 minutos. Não tenho certeza se já vi algum animal tão satisfeito como este. Lisa Hywood, fundadora e diretora da Tikki Hywood Foundation, diz que eles fazem isto para se livrarem dos parasitas. É como tomar um banho de lama.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler