SpaceX Lança a sua Primeira Cápsula de Tripulação

Este voo não tripulado até à estação espacial é um passo fundamental nos planos da NASA para colocar astronautas em órbita, em naves comerciais.

Publicado 13/03/2019, 15:48
A nave Crew Dragon, da SpaceX, pousada no topo de um foguetão Falcon 9, antes do ...
A nave Crew Dragon, da SpaceX, pousada no topo de um foguetão Falcon 9, antes do seu lançamento a 2 de março no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida.
Fotografia de Joel Kowsky/NASA

Passaram quase oito anos desde que astronautas entraram em órbita a partir de uma rampa de lançamento nos EUA, mas isso pode estar prestes a mudar.

No dia 2 de março, pouco antes das 3 da manhã, um foguetão que transportava a primeira cápsula projetada pela SpaceX para humanos, a Crew Dragon, levantou voo de Cabo Canaveral, na Flórida. Tal como aconteceu em voos anteriores do Falcon 9, este foguetão reutilizável de primeira fase regressou à Terra, aterrando num navio drone 10 minutos depois de ter descolado.

Neste momento não existe ninguém dentro da cápsula. É apenas um lançamento de teste, chamado Demo-1 (linguagem da NASA), e foi criado para ajudar cientistas e engenheiros a encontrar defeitos no novo hardware e testar as operações do sistema em órbita. Este lançamento bem-sucedido representa um passo importante para o regresso dos voos espaciais aos Estados Unidos. Se um segundo voo de teste não tiver problemas, poderá descolar, já em julho, o primeiro voo da SpaceX com astronautas.

"Esta é realmente uma conquista significativa na história dos voos espaciais norte-americanos", disse o administrador da NASA, Jim Bridenstine, durante a transmissão do lançamento.

Com a Crew Dragon agora em órbita, vamos detalhar tudo o que precisa de saber sobre este marco espacial.

Nos Bastidores: Veja Como Elon Musk Celebrou o Lançamento da Falcon Heavy
A National Geographic teve acesso exclusivo a imagens de Elon Musk durante o lançamento do Falcon Heavy da SpaceX na terça-feira. As imagens mostram a excitação nos bastidores durante o histórico teste.

 

Se a cápsula de tripulação não leva ninguém, o que transporta?
Ripley, um “dispositivo de teste antropomórfico” – em homenagem à personagem interpretada por Sigourney Weaver na saga Alien – está a caminho da ISS (Estação Espacial Internacional) e vai ajudar os engenheiros a avaliar as condições dentro da cápsula de tripulação. Segundo o relatório da Sociedade Planetária, a cápsula transporta também uma Terra de peluche para indicar a entrada da cápsula em microgravidade, lastro para simular o peso da tripulação e da carga e quase 180 quilos de carga real para a estação espacial, como hardware e mantimentos.

“Assim que Ripley regressar a casa, vai dar-nos todos os dados, fazendo com que estejamos mais perto dos voos espaciais para todos”, diz Alireza Farjoud, da SpaceX.

Para onde vai a cápsula Crew Dragon?
A Crew Dragon vai acoplar-se autonomamente à ISS para que os astronautas a bordo da Estação Espacial possam descarregar os seus mantimentos, e os engenheiros possam garantir que o software da cápsula está em condições. Depois, no dia 8 de março, a Crew Dragon soltar-se-á da ISS e mergulhará no Oceano Atlântico, na costa da Flórida, transportando Ripley e carga nova, incluindo amostras de investigações científicas da Estação Espacial. A nave de resgate da SpaceX, chamada Go Searcher, recuperará a nave.

No que é que difere da cápsula de carga Dragon?
As naves de abastecimento de carga da SpaceX têm transportado itens entre a Terra e a ISS desde 2012. Mas a Crew Dragon é maior e mais pesada, e tem três janelas que ajudarão os passageiros a apreciar a vista. Está equipada com assentos, sistemas cruciais de suporte à vida e pode transportar até sete astronautas. Além disso, os oito motores de fuga SuperDraco dão aos astronautas a capacidade de escapar de “uma improvável situação de emergência na plataforma de lançamento ou durante a subida”, segundo a NASA.

Quando é que os humanos vão viajar numa?
Partindo do princípio de que este teste e o próximo correm bem, pode ser já em julho deste ano. A NASA designou os astronautas Robert Behnken e Doug Hurley para pilotar o voo inaugural.

O que é que isto significa para os acordos da NASA com a Rússia e com outras companhias espaciais?
A NASA está atualmente a comprar lugares a bordo da nave russa Soyuz, por cerca de 80 milhões de dólares, por bilhete; a agência espacial também está a investir numa cápsula comercial projetada pela Boeing, chamada CST-100 Starliner. O primeiro lançamento de teste da Starliner está marcado para abril, e se esse e os testes subsequentes correrem bem, a Starliner poderá levar a sua primeira tripulação ao espaço em agosto.

"A NASA continua a trabalhar com a Boeing e a SpaceX para projetar, construir, testar e operar sistemas de transporte de humanos, confiáveis e económicos, para a órbita terrestre baixa", disse, por email, Joshua Finch, representante da agência.

A NASA também está a trabalhar na sua própria cápsula Orion, que está a ser projetada para transportar astronautas para o espaço mais profundo. Se todas estas naves puderem transportar astronautas para a estação espacial e vice-versa, possivelmente, a NASA deixará de pagar lugares a bordo da Soyuz. Mas isso não significa necessariamente que os cosmonautas e os astronautas não possam partilhar viagens no futuro.

“A NASA e a Roscosmos continuarão a trabalhar de perto como parceiros na sustentabilidade de sistemas de exploração humana. Para operações seguras da Estação Espacial Internacional, enviámos tripulações que incluíam membros dos EUA e da Rússia ”, escreve Finch. Afinal de contas, e como o próprio nome indica, a estação espacial é feita de módulos projetados e construídos por vários países.

“Com tripulações integradas nos voos”, escreve Finch, “asseguramos que a Estação Espacial tem sempre um membro da tripulação dos EUA e da Rússia”.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler

Também lhe poderá interessar

Ciência
Espaço Interestelar Mais Estranho do Que se Pensava
Ciência
Primeiro Passeio Espacial Completamente Feminino Realça Design dos Fatos Espaciais
Ciência
Entre Estes Astronautas Pode Estar a Primeira Mulher a Pisar a Lua
Ciência
Nova Missão Lunar da China Vai Ser a Primeira a Recolher Amostras da Lua Desde 1976
Ciência
Lançamento da SpaceX Assinala Arranque de Voos Comerciais Regulares em Órbita

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados