Coronavírus – o que é?

A COVID-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, já infetou dezenas de milhares de pessoas no mundo inteiro. Eis o que precisa de saber.

Monday, March 23, 2020,
Por Amy McKeever
No dia 11 de março de 2020, em Lake Success, Nova Iorque, nos Laboratórios de Saúde ...
No dia 11 de março de 2020, em Lake Success, Nova Iorque, nos Laboratórios de Saúde Northwell, um técnico de laboratório começava a fazer testes semi-automatizados para a COVID-19. Uma autorização de emergência da FDA permitiu aos laboratórios Northwell passar dos testes manuais para os semi-automatizados.
Fotografia de Andrew Theodorakis, Getty Images

Os coronavírus fazem parte de uma grande família de vírus. Existem quatro tipos que provocam doenças mais ligeiras, como constipações, ao passo que outros coronavírus, como o SARS e o MERS, têm impactos muito mais devastadores. Os coronavírus são zoonóticos, o que significa que passam dos animais para os humanos.

Em finais de dezembro de 2019, surgiram informações de um novo surto de coronavírus relacionado com casos de pneumonia num mercado de vida selvagem em Wuhan, na China. A COVID-19, a doença provocada por este novo coronavírus, espalhou-se por todo o país em poucas semanas – e depois tomou de assalto o mundo inteiro. No dia 11 de março, tinham sido registados mais de 118.000 casos em mais de 110 países – incluindo surtos significativos em Itália, no Irão e na Coreia do Sul – e 4.200 mortes no mundo inteiro. Nessa altura, a Organização Mundial de Saúde classificou a COVID-19 como uma pandemia.

(Do Washington Post: Mapa de propagação da COVID-19 a nível mundial.)

Esta ilustração, criada pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, revela a morfologia ultra-estrutural exibida pelo coronavírus. Quando observado ao microscópio eletrónico, os picos que adornam a superfície externa do vírus conferem-lhe a aparência de uma coroa (corona) em torno do virião. O novo coronavírus, denominado Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2), foi identificado como a causa do surto de doença respiratória detetado pela primeira vez em Wuhan, na China, em 2019. A doença provocada por este vírus foi denominada Doença por Coronavírus 2019 (COVID-19).
Fotografia de Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAMS/CDC (ILUSTRAÇÃO)

Ainda há muito para aprender sobre a COVID-19, mas sabe-se que, tal como acontece com outras doenças respiratórias, esta doença propaga-se através de pequenas gotículas – saliva e muco – expelidas pela tosse ou espirros de uma pessoa infetada. E também se pode espalhar através do consumo acidental de matéria fecal. A COVID-19 começa nos pulmões, provocando sintomas semelhantes a uma pneumonia, mas também pode provocar uma 'tempestade' no corpo todo. E isto representa uma ameaça particularmente séria para pessoas com condições subjacentes, como tensão alta, diabetes e doenças cardiovasculares.

Últimas atualizações
Eis algumas das estatísticas mais recentes sobre o coronavírus, com base nos relatórios apresentados pela Organização Mundial de Saúde e pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos EUA. A última atualização foi feita no dia 5 de maio de 2020.

Casos confirmados a nível mundial: 3.517.345 em 215 países, áreas ou territórios
Mortes: 243.401
Taxa de mortalidade global: 6.9%

5 Países com mais casos
1. EUA: 1.171.510
2. Espanha: 218.011
3. Itália: 211.938
4. Reino Unido: 190.588
5. Alemanha: 163.860

5 Países com maior número de mortes (e taxa de mortalidade)
1. EUA: 68.279 (5.8%)
2. Itália: 29.079 (13.7%)
3. Reino Unido: 28.734 (15.1%)  
4. Espanha: 25.428 (11.7%)
5. França: 25.165 (19.3%)

Casos nos EUA: 1.171.510 em 50 estados e Washington D.C., Porto Rico, Guam, Ilhas Virgens Americanas e Ilhas Marianas do Norte
Mortos nos EUA: 68.279 
Taxa de mortalidade nos EUA: 5.8%

Veja toda a cobertura da National Geographic sobre o coronavírus.
 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com.

Continuar a Ler