Cientistas de Coimbra criam verniz para superfícies que mata bactérias

Foi criada uma solução segura e eficaz para prevenir e combater as infeções hospitalares, apresentada por equipa da Universidade de Coimbra.

Publicado 7/06/2021, 15:20
Verniz

Este novo verniz para superfícies mata bactérias e pode tornar-se um importante aliado na remoção de bactérias em ambiente hospital.

Fotografia de SafeSurf, Universidade de Coimbra

A proposta de um verniz para superfícies que mata bactérias, surgiu de uma equipa multidisciplinar de cientistas, liderada por Jorge Coelho e Paula Morais, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). Em apenas 15 minutos, o verniz revela-se uma solução segura e eficaz para prevenir e combater as infeções hospitalares.

O novo verniz inteligente com elevada atividade antimicrobiana, é ativado por ação de luz branca, inócua para o ser humano. O produto foi desenvolvido no âmbito do projeto de investigação “SafeSurf”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

O verniz que mata bactérias através de um composto natural

O projeto contou com a participação de investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), cujos resultados já se encontram publicados na revista científica ACS Applied Materials & Interfaces, compreendeu três fases.


Numa primeira fase, os cientistas desenvolveram e testaram uma nova geração de polímeros catiónicos com propriedades antimicrobianas contra várias espécies de bactérias. De seguida, procuraram um fotossensibilizador com atividade fotodinâmica à superfície, tendo sido utilizado um composto natural que é produzido por plantas, a curcumina.

O verniz para superfícies que mata bactérias combina os polímeros catiónicos com a curcumina. Com efeito, os cientistas verificaram que a atividade antimicrobiana dos polímeros aumentou de forma significativa, permitindo matar um maior número de bactérias em menos tempo.

Relacionado: Equipa portuguesa MicroART investiga subprodutos vitivinícolas com potencial antimicrobiano

Eliminar bactérias em apenas 15 minutos

As diferentes experiências realizadas em superfícies mostraram que, em apenas 15 minutos de exposição, estes dois compostos combinados reduziam mil vezes o número de bactérias gram-positivas e gram-negativas, como por exemplo, da Escherichia coli.

Em suma, foi possível apurar que numa ação conjunta, os dois materiais provocam stress oxidativo nas bactérias, eliminando-as de forma eficaz e segura. Perante tais resultados, e com recurso a uma formulação industrial, desenvolveram um verniz de base poliuretano contendo, pela primeira vez, biocidas poliméricos catiónicos combinados com um fotossensibilizador de curcumina.

Partindo da confirmação de que a grande maioria das infeções surge em ambiente hospitalar, salientam-se que os revestimentos de superfície inteligentes apresentam vários mecanismos de atividade antimicrobiana, surgindo como uma abordagem avançada para prevenir com segurança esse tipo de infeção.

Este novo verniz representa uma solução eficaz e segura para a prevenção e controlo de infeções nosocomiais, contraídas nos hospitais, uma vez que impede a proliferação das bactérias nas superfícies.

Ensaio laboratorial com luz durante o desenvolvimento do trabalho.

Fotografia de SafeSurf, Universidade de Coimbra

O grande objetivo deste verniz para superfícies que mata bactérias é de prevenir as infeções hospitalares causadas, muitas vezes, por bactérias muito resistentes. Estima-se que cerca de 80% das contaminações bacterianas ocorrem por transmissão através de superfícies e, é nesse sentido, que surge a solução para mitigar esse problema, estendendo-se a um largo espectro de estirpes.

O verniz para superfícies que mata bactérias pode ser aplicado em diferentes superfícies, desde paredes a prateleiras e, apesar de pensado para a área da saúde, pode também ser aplicado em outros locais, essencialmente por onde passem diariamente centenas de pessoas, tal como é o caso dos centros comerciais ou aeroportos.

Do ponto de vista científico, o conceito já está provado, tendo sido desenvolvido um verniz eficaz e completamente seguro para o ser humano. Neste momento, torna-se necessário realizar uma avaliação económica do projeto, para que esta solução possa chegar ao mercado.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados