Espaço

Marte 2030 – Conversas com os Pés Assentes em Marte

Marte 2030 é um ciclo de quatro conversas com os especialistas desta área sobre a hipótese de vivermos um dia no planeta vermelho.Saturday, October 13, 2018

Por National Geographic
Cartaz de Marte 2030 com os oradores do evento: Zita Martins, Adriano Henriques, Rui Agostinho, Pedro Fevereiro, Pedro Machado, Isabel Abreu, Nuno Santos e Ricardo Louro.

As quatro conversas vão decorrer uma vez por mês, no Centro Cultural de Belém, de outubro de 2018 a janeiro de 2019, sempre às 21h00. Este modelo de conferência, irá dar hipótese ao público de questionar as décadas de sucesso e fracassos aos maiores especialistas portugueses na área da investigação do planeta vermelho. Os espectadores podem também questionar as hipóteses e condições futuras da vida humana futura em Marte.

 

Primeira Sessão – Vida em Marte, 26 de Outubro de 2018 às 21h00 (adiada devido às condições meteorológicas do passado dia 13 de outubro)

Zita Martins (Instituto Superior Técnico) – Astrobióloga e co-investigadora de duas missões espaciais na Estação Espacial Internacional.

Adriano Henriques (Instituto de Tecnologia Química e Biológica) – Microbiólogo que estuda o comportamento dos mecanismos biológicos e moleculares de bactérias em condições extremas de temperatura, oxigénio e pressão.

 

Segunda Sessão – Ir para Marte, 17 de Novembro de 2018 às 21h00

Rui Agostinho (Instituto Astrofísica e Ciências do Espaço) - Investigador na área do impacto do meio galáctico nas condições de vida na Terra.

Pedro Fevereiro (Instituto de Tecnologia Química e Biológica) – Biólogo dedicado ao desenvolvimento de ferramentas moleculares e celulares para a aplicação de biotecnologia e seleção de plantas em programas de melhoramento.

 

Terceira Sessão – Sobreviver em Marte, 15 de Dezembro de 2018 às 21h00

Pedro Machado (Instituto Astrofísica e Ciências do Espaço) - Investigador que estuda a dinâmica das atmosferas dos planetas do Sistema Solar e desenvolve pesquisa sobre a atmosfera de Vénus.

Isabel Abreu (Instituto de Tecnologia Química e Biológica) – Bioquímica na área da adaptação das plantas a alterações ambientais, lidera o Laboratório de Regulação do Proteoma em Plantas.

 

Quarta Sessão – Para Além de Marte, 12 de Janeiro de 2019 às 21h00

Nuno Santos (Instituto Astrofísica e Ciências do Espaço) – Investigador especializado na procura e estudo de planetas que orbitam em outras estrelas que não o Sol – exoplanetas.

Ricardo Louro (Instituto de Tecnologia Química e Biológica) – Químico-biólogo dedicado ao estudo dos processos moleculares essenciais à obtenção e transferência de energia por seres vivos.

MARTEeso1629a

Em que altura seremos capazes de viver em Marte? Como poderemos testar a resistência humana numa viagem tão longa? Que desafios fisiológicos teremos? Quantas missões de teste serão necessárias antes dos primeiros civis serem enviados para o planeta vermelho? Como se poderão alimentar e com que recursos? Qual deverá ser o perfil etário e condição física dos primeiros ‘enviados’? Como poderemos tornar o planeta menos frio e habitável? Quantos meses demorará cada viagem? Como poderemos regressar em segurança à Terra e após quanto tempo de espera?

Ciclo de Conversas no Centro Cultural de Belém, sobre a hipótese de vivermos um dia no planeta vermelho.

Todas estas questões irão aproximar-nos um bocadinho de Marte e pretendem tirar dúvidas, lançar mais perguntas e, sobretudo, tirar-nos os pés da Terra e assentá-los em Marte. Este é o planeta do Sistema Solar conhecido, com condições de vida mais semelhantes às que temos. A hipótese de viver em Marte é um grande salto para a Humanidade e Marte pode ser apenas o início.

 

A entrada nas sessões de Marte 2030 tem um custo individual de 2,50€ ou de 8€ para o ciclo completo. As sessões serão transmitidas online, através do link: https://videocast.fccn.pt/live/id_fc_ul/marte2030.

Continuar a Ler