Espaço

Veja as Imagens de Plutão Tornarem-se Mais Surpreendentes com o Avançar do Tempo

Desde a sua descoberta em 1930 até à passagem da nave espacial nesta semana, as imagens de Plutão evoluiram de pontos fracos a retratos deslumbrantes e nitídos.

Por Erika Engelhaupt & Nadia Drake

14 Julho 2015

 

A nave especial da NASA “New Horizons” voou para Plutão uns minutos antes das 8 da manhã, de terça-feira. Durante horas, a nave espacial girou e rodou, apontando um conjunto de sete instrumentos em Plutão e as suas cinco estranhas luas.

Pela primeira vez, o sistema de Plutão é mais do que apenas uma mancha de luz, a milhares de milhões de distância. Quando Clyde Tombaugh descobriu o planeta em 1930, este era apenas um pequeno ponto brilhando com milhares de estrelas como pano de fundo. Ao longo dos anos, as nossas pespetivas de Plutão melhoraram, cortesia de algum hardware pesado. Antes da visita do "New Horizons", o Telescópio Espacial Hubble tirou as melhores imagens do planeta pequenino fosco; e nelas, os cientistas marcaram terrenos com brilhos completamente variáveis, bem como as quatro pequenas luas de Plutão.

Com Plutão no seu espelho retrovisor, a "New Horizons" promete obter imagens ainda mais detalhadas deste sistema complexo. Até agora as vistas a partir da nave espacial são surpreendentes. Assumindo que a "New Horizons" sobrevive à sua viagem através do sistema de Plutão, teremos imagens vistas de perto alucinantes deste mundo estrangeiro distante. O melhor ainda está para vir.

Continuar a Ler