A Jardinagem Pode Ensinar Lições Valiosas às Crianças

Sugerimos também ideias para incentivar as crianças a tratar do jardim.

Monday, June 8, 2020,
Por Kier Holmes
Fotografia de Ariel Skelley / Getty Images


Há alguns anos, surpreendi um jovem aluno numa das minhas aulas de jardinagem quando lhe disse que ele não podia realmente cultivar pickles – só pepinos. A partir desse momento, ele ficou com vontade de aprender mais.

Independentemente de o seu jardim estar na varanda de um apartamento ou num quintal, envolver as crianças no cuidado das plantas pode ser uma ferramenta poderosa de ensino para temas como ciência, matemática e leitura. Mas a arte do cultivo também pode promover capacidades importantes para a vida das crianças. Descubra como o seu jardim pode incutir responsabilidade, empatia e outros valores nos seus filhos.

Paciência
É importante para as crianças porque:
Ser paciente é algo com que muitas crianças têm dificuldade em lidar, mas pode ser um fator importante para o futuro do seu sucesso escolar. E também ajuda as crianças a manter a calma em situações stressantes, fomentando uma boa saúde mental. “A maioria das crianças vive apenas o momento”, diz o psiquiatra David Scott May, de Mill Valley, na Califórnia. “A vida é uma mistura entre gratificação imediata e tardia, e as crianças beneficiam com a aprendizagem de ambas.”
Um jardim ajuda porque: As coisas boas surgem no final de uma época de cultivo – sejam frutas deliciosas ou flores bonitas – mas as crianças precisam de saber aguardar. Por exemplo, uma semente de cenoura pode demorar entre 70 a 80 dias a maturar.
Como cultivar: Opte por opções que brotem mais depressa para facilitar uma atitude paciente, como por exemplo girassóis que germinam entre cerca de 7 a 10 dias; ou rúcula que pode estar pronta para comer entre 5 a 7 dias. Nas plantas de crescimento mais longo, as crianças podem fazer um diário para documentar o progresso das mudas com palavras, desenhos ou fotografias.

Mindfulness
É importante para as crianças porque:
Os estudos mostram que a prática de mindfulness ajuda a aliviar o stress, incluindo nas crianças. “Quando as crianças se apercebem que o que está a acontecer ‘naquele momento’ as afeta pessoalmente, ficam mais autoconscientes”, diz a terapeuta infantil Jennifer Couture, de Kentfield, na Califórnia. “Isto ajuda a fortalecer qualidades como empatia, amabilidade, gratidão e generosidade.”
Um jardim ajuda porque: Cuidar de um jardim coloca as crianças em contacto com diversos sons, aromas e com imagens de coisas diferentes. As atividades que incentivam as crianças a concentrarem-se em tudo isto ao mesmo tempo podem acalmar as suas mentes. Quando as crianças tomam consciência do que estão a pensar e a aprender, “percebem que podem controlar os seus sentimentos e pensamentos”, diz Couture.
Como cultivar: Incentive as crianças a ficarem tranquilas enquanto fazem tarefas rotineiras, seja a regar ou a cavar. (Será melhor se fizerem isto sem estarem a ouvir música com auscultadores!) O envolvimento com várias experiências sensoriais – a sensação e o cheiro da terra, o som e a visão da água – ajuda-as a concentrarem-se no momento, trazendo-lhes uma sensação de calma.

Generosidade
É importante para as crianças porque:
Os estudos sugerem que as crianças que se consideram úteis conseguem obter melhores notas na escola e alcançar sucesso mais tarde na carreira. E claro, a generosidade pode ajudar as crianças a desenvolverem empatia – tanto em relação aos outros como a si próprias. “Ser generoso ajuda as crianças a desenvolverem relações positivas”, diz a psicóloga Christine Curtin, de Mill Valley, na Califórnia. “Isto também pode ajudá-las a gerir os sentimentos de ansiedade e de depressão.”
Um jardim ajuda porque: Quando as crianças percebem que um jardim está repleto de coisas vivas que precisam da sua ajuda para sobreviver, podem desenvolver sentimentos de carinho e reflexão.
Como cultivar: Pense em opções para manter um jardim saudável, como por exemplo colocar as crianças a plantar coisas como tomilho e atanásia, plantas que possuem óleos fortes que afastam insetos irritantes como pulgas ou moscas. Os pais também podem ajudar as crianças a colocar joaninhas nas flores (em rosas, por exemplo) para afastar as pulgas.

Responsabilidade
É importante para as crianças porque:
As crianças que se consideram responsáveis sentem geralmente que têm mais controlo e são mais confiantes. E aprender a assumir a responsabilidade pelas escolhas que fazem ensina as crianças a optar entre o que está certo ou errado. “Ensinar o que é responsabilidade ajuda as crianças a desenvolverem capacidades de pensamento crítico”, diz a psiquiatra Tracy Asamoah, de Austin, no Texas. “Para além disso, as crianças aprendem a contribuir para um bem maior.”
Um jardim ajuda porque: A manutenção de qualquer tipo de jardim – mesmo que seja um pequeno vaso numa janela – exige um compromisso constante a longo prazo e de um acompanhamento que garanta a subsistência das plantas.
Como cultivar: Coloque as crianças a cuidar de um vaso ou de uma pequena parte do jardim pela qual têm responsabilidade total. Tente encontrar um tema infantil para essa área do jardim: por exemplo, com ervas ou legumes que podem usar para fazer uma pizza.

Autoestima
É importante para as crianças porque:
As crianças com boa autoestima têm mais probabilidades de viver experiências novas e de ultrapassar os momentos de fracasso. “É mais provável que atinjam os seus objetivos, apesar dos contratempos”, diz a psicoterapeuta Laurie Javier, de San Rafael, na Califórnia. “E também ganham mais respeito por si próprias e pelos outros.”
Um jardim ajuda porque: A jardinagem proporciona às crianças uma sensação de realização porque assistem ao progresso das suas plantas desde que são semeadas, passando pelas mudas, até ao momento em que se transformam num alimento ou numa flor. E a observação de uma planta a florescer, enquanto que outra não, ajuda as crianças a aprenderem com erros inofensivos.
Como cultivar: Para aumentar a confiança das crianças, escolha atividades que demonstrem mais depressa o resultado do seu trabalho árduo, como a monda ou poda de flores. Também pode pedir às crianças para plantarem e cuidarem de uma pequena árvore, como um limoeiro, que as irá recordar dos frutos do seu trabalho durante muito tempo.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com.

Continuar a Ler