‘Flower Power’: Combinar Ciência e Arte Para Colocar as Crianças a Explorar

Estas dicas vão inspirar as crianças a tornarem-se peritas em prensagem de flores.

Friday, July 17, 2020,
Por Ruth A. Musgrave
Fotografia de Elva Etienne / Getty Images

Nós sabemos que a frase “prensagem de flores” provavelmente evoca visões de uma trisavó a fazer uma decoração para colocar ao lado de um naperon. Mas por vezes a melhor escolha é optar pelas coisas de antigamente.

Apanhar flores com as crianças ao ar livre promove atividades de exploração; e o arranjo e prensagem de flores estimula a curiosidade e a criatividade. Para além disso, as crianças podem aprender um pouco sobre ciências botânicas e ambientais.


Ainda não está convencido? Eis como trazer algum flower power para a sua vida familiar.

Encontrar as flores certas
Onde quer que procure flores – seja no seu quintal, no campo, ou no relvado do seu vizinho (com permissão, é claro) – procure flores fininhas, pequenas e de prensagem fácil, como malmequeres, cosmos, papoilas ou petúnias. As flores mais grossas, como as rosas, são mais difíceis de achatar e mais propensas a criar bolor. Não subestime os dentes-de-leão, trevos brancos ou outras flores frequentemente consideradas ervas daninhas. As crianças adoram, são fáceis de encontrar e de trabalhar.

Cerca de 12 flores são suficientes; assim, não ocupam muito espaço na sua casa e dão menos trabalho na prensagem. Mas considere visitar alguns locais diferentes e escolher duas ou três flores em cada local – ajudando assim a proteger os habitats das abelhas, dos pássaros e de outros animais, e as plantas restantes irão continuar a produzir frutos e mudas. (Bónus para os pais: acabaram de ensinar aos filhos lições sobre biodiversidade.) Certifique-se de que segue as regras locais na colheita de flores silvestres.

Evite os dias de chuva, as madrugadas – devido ao orvalho – ou os momentos a seguir à rega de um aspersor, pois as pétalas tendem a ganhar bolor quando a flor está molhada. Procure flores com pétalas coloridas, em vez de acastanhadas. (Quando as flores começam a murchar, as cores perdem a sua vivacidade.) Corte os caules com uma tesoura que seja segura para as crianças; os adultos podem usar tesouras de podar.

Evite plantas espinhosas ou venenosas, como a hera venenosa. As crianças também devem estar atentas à vida selvagem que pode viver nas plantas ou que depende das mesmas – não é necessário perturbar as joaninhas, porque são benéficas, ou as abelhas, que podem acabar por picar alguém.

Princípios básicos da prensagem de flores
A prensagem de flores é tão fácil quanto abrir e fechar um livro. Os únicos recursos que necessita são um livro grande e pesado; seis guardanapos; e um jornal ou papel vegetal.

Coloque uma folha de jornal ou papel vegetal na página do lado direito de um livro aberto e depois coloque duas ou três camadas de guardanapos por cima da folha de jornal ou papel vegetal.

Coloque uma flor por cima dos guardanapos. Se o caule for flexível, adicione curvas para a tornar mais interessante. As pétalas ou folhas delicadas podem ser arranjadas com uma pinça ou um palito.

Quando a flor estiver do seu agrado, cubra-a cuidadosamente com duas ou três camadas adicionais de guardanapos. Use uma pinça ou um cotonete para manter a flor no lugar enquanto coloca os guardanapos. Pressione e segure suavemente a flor no lugar e adicione outra folha de jornal ou papel vegetal por cima. Depois, feche cuidadosamente o livro.

Empilhe outros livros sobre o livro e deixe-os assim durante uma semana ou duas. É durante este período que a ciência acontece: à medida que a flor seca, os guardanapos ajudam a absorver a humidade da planta e a impedir que se decomponha. As pétalas secas, caule e folhas retêm grande parte dos pigmentos da flor, ou as substâncias que produzem cor.

Quando a flor estiver completamente seca, remova-a cuidadosamente com uma pinça.

E agora? As flores prensadas, depois de coladas em papel e colocadas numa moldura, são ótimas obras de arte, mas seguem-se algumas ideias para ajudar a criatividade do seu filho a florescer.

Vitral de flores. Crie um efeito de vitral pintando dois pedaços de papel de cera com cola líquida branca. Coloque a flor prensada no lado pintado de uma das peças; coloque a outra peça com o lado pintado para baixo sobre a flor. Pressione suavemente para retirar as bolhas de ar. Depois de secar, faça uma moldura de cartolina e pendure-a numa janela.

Álbum de recordações. Apanhe flores durante as férias ou durante um passeio pela natureza para fazer um álbum de recordações. Anote o tipo de flor e onde foi colhida, adicione fotografias tiradas no momento em que as apanhou e escreva outros detalhes sobre esse dia.

Trabalho científico. Registe quando, onde e como é que a flor foi colhida. Adicione o nome científico da flor e as coordenadas de GPS da sua localização.

Postais de pétalas. Digitalize flores prensadas, imprima-as em cartolina e depois envie as suas criações a amigos e familiares. (Veja outras ideias para fazer postais artesanais.)

Folhas personalizadas. Organize e cole flores prensadas nos cantos ou extremidades de uma folha de papel. Depois, digitalize e imprima, ou fotocopie a folha.

Marcador de livros botânico. Coloque as flores prensadas em papel ou cartão e cubra-as com fita adesiva transparente. Faça um furo na parte superior do marcador e passe um fio pelo furo para fazer uma borla.

Criatividade floral. Use as pétalas para criar arte. Por exemplo, os dentes-de-leão podem ser a juba de um leão; e as pétalas sobrepostas de flores roxas podem ser as penas de um pássaro.
 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com.

Continuar a Ler