O Olhar de Annie Griffiths por Trás da Câmara

Uma das primeiras fotógrafas a colaborar com a National Geographic, Annie Griffiths é uma inspiração no campo da fotografia.segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Por National Geographic

Annie Griffiths é norte-americana e uma das primeiras mulheres fotógrafas a trabalhar com a National Geographic. Já trabalhou em mais de 150 países durante a sua carreira. Annie Griffiths é foto-jornalista, mãe e fez como sua a missão de retratar a beleza em todo o mundo, mesmo quando se evidenciam problemas existentes na sociedade.

Retratos da Necessidade

Durante a sua carreira com a National Geographic, que começou em 1978, Annie trabalhou em dezenas de projetos. Além do seu trabalho para revistas, Annie assumiu o compromisso de fotografar o mundo real, pessoas em necessidade e as organizações que respondem ao redor do mundo.

Annie é, também, diretora executiva do Ripple Effect Images, um coletivo de fotógrafos sem fins lucrativos que documenta programas de apoio a mulheres e meninas de países em desenvolvimento. Programas focados em aliviar o impacto das alterações climáticas na vida destas pessoas...

Annie Griffiths estabelece uma conexão através das suas fotografias com quem fotografou, entre realidades diferentes. Aproxima culturas e tradições, com um olhar que mistura a arte com o jornalismo. As suas temáticas envolvem frequentemente o espaço pessoal, as dificuldades do dia-a-dia, o poder da empatia e do respeito, retratando causas e consequências, mas também... a simples beleza de um sorriso ou de uma paisagem deslumbrante.

Olhar de Mãe, de Mulher e de Carinho

Os trabalhos de Annie Griffiths, que a levaram a Petra, Sidney, Nova Zelândia ou Jerusalém, entre muitos outros, resultam em várias séries de imagens ternas e belas que retratam e humanizam.

Pela excelência do seu trabalho e pelo profundo conhecimento e empatia que a fotógrafa emprega em cada pessoa, cada situação e cada momento, tornou-se uma das oradoras mais populares da National Geographic Speakers Bureau.

Annie Griffiths é talvez a única fotógrafa da história a partir para o deserto com os dois filhos, levando a sua câmara e muitas fraldas. Uma aventura retratada em “A Camera, Two Kids and a Camel” (Uma Câmara, Dois Míudos e Um Camelo). Com a ternura e criatividade que lhe são características, explora as realidades de conciliar a maternidade com a carreira.

Distinções e Trabalhos Premiados

O trabalho da fotógrafa esteve presente em diversas publicações como a LIFE, Geo, Smithsonian, Fortune, Merian ou Stern. Em colaboração com Barbara Kingsolver produziu o livro Last Stand: America's Virgin Islands, que celebra o último paraíso intocado do território norte-americano. Da venda do livro arrecadaram-se mais de 250 mil dólares para a conservação do território.

Em 2010, o livro Simply Beautiful Photos foi considerado o livro de arte do ano pela Amazon e Barnes and Noble.

A fotógrafa Annie Griffiths recebeu ainda prémios e distinções da National Press Photographers Association, da Associated Press, da National Organization of Women, da Universidade do Minnesota e da White House News Photographers Association.

Conheça mais sobre a fotógrafa e o seu trabalho no site oficial de Annie Griffiths.

 

 

O artigo foi atualizado no dia 15 de outubro por motivos editoriais, alheios ao trabalho da fotógrafa Annie Griffiths.

Continuar a Ler