Fotografia

Brian Skerry, 'Debaixo de Água' Há 30 Anos

Brian Skerry é um fotojornalista especializado em temas do mundo subaquático e histórias sobre a vida marinha. Skerry colabora com a revista da National Geographic desde 1998, fazendo a cobertura fotográfica de uma ampla diversidade de conteúdos.Tuesday, September 4

Por National Geographic
O objetivo de Skerry é criar "imagens que celebrem o mar, mostrando ao mesmo tempo os problemas ambientais."

Brian Skerry é um fotojornalista especializado na vida marinha e ambientes subaquáticos. Skerry é um fotógrafo freelancer que colabora com a revista da National Geographic desde 1998, dedicando-se à cobertura fotográfica de um vasto leque de temáticas.

Distinguido com vários prémios, Skerry é aclamado em todo o mundo pelo seu sentido estético e pelo olho jornalístico para a pertinência e relevância dos conteúdos. As suas fotografias particularmente criativas não só contam histórias que sublimam o mistério e a beleza dos oceanos, como também ajudam a chamar a atenção para o vasto número de questões que ameaçam os nossos oceanos e os seus habitantes.

Singularmente única no domínio da fotografia subaquática é a capacidade de Skerry para procurar temas de grande diversidade. A sua agenda de trabalho ocupa-lhe o ano quase por inteiro, e é frequente vê-lo em ambientes de extremo contraste, desde os recifes em regiões tropicais às águas sob o gelo polar. O trabalho levou-o a habitar o fundo do mar, a passar meses a bordo de navios e a viajar numa diversidade de meios, desde as motos de neve, passando pelas canoas, ao dirigível da Gooyear para conseguir uma boa fotografia. Skerry passou mais de 10 000 horas debaixo de água nos últimos 30 anos.

Para a revista da National Geographic, Skerry fez a cobertura fotográfica de um vasto espectro de histórias desde a luta da foca-da-Gronelândia para sobreviver nas águas geladas à diminuição alarmante das populações de peixes à escala global, ambas temas de capa.

Entre os conteúdos produzidos para a National Geographic destacam-se os artigos de fundo sobre os últimos recifes de coral que resistem intocados ou a frágil condição das reservas marinhas, das baleias-francas, dos tubarões das Bahamas, das tartarugas marinhas e das lulas. Skerry encontra-se, atualmente, a trabalhar na sua vigésima história para a National Geographic

Skerry produziu também conteúdos ou viu fotografias da sua autoria publicadas em várias revistas, tais como a Sports Illustrated, a U.S. News & World Report, a BBC Wildlife, a GEO, a Smithsonian, a Esquire, a Audubon e a Men's Journal, bem como num sem-número de publicações em todo o mundo. Em novembro de 2011, a National Geographic Books publicou a sua mais recente monografia, sob o título Ocean Soul.

Skerry preside, frequentemente, a conferências sobre fotografia e temáticas relacionadas com a conservação em locais como o TED Talks, a Universidade de Harvard, a Imprensa Nacional em Washington, D.C., e a Royal Geographical Society em Londres. O fotojornalista é também presença assídua em programas como Today da NBC, Sunday Morning da CBS e Good Morning America da ABC.

Depois de três décadas a explorar os oceanos, Skerry continua a procurar boas histórias que promovam a sensibilização relativamente à condição dos mares. “Os oceanos estão em perigo. Creio que o público em geral não tem verdadeiramente noção da gravidade dos problemas que atingem o universo marinho. Espero poder encontrar novas formas de produzir imagens e narrativas que enalteçam a importância e a beleza dos oceanos, ao mesmo tempo que põem em evidência questões ambientais. A fotografia pode ser um instrumento poderoso de mudança.”  

Sharks, uma das exposições mais emblemáticas da National Geographic, está instalada na Galeria da Biodiversidade da Universidade do Porto até ao final do ano. Não perca a oportunidade de ver uma nova perspetiva dos tubarões, pelo olhar de Brian Skerry.

Este artigo foi publicado originalmente em inglês em nationalgeographic.com.

Continuar a Ler