Fotografia

Conheça as Fotografias Preferidas dos Nossos 100 Milhões de Seguidores no Instagram

Publicámos quase 20.000 fotografias. Estas são as histórias com que os nossos leitores criaram uma ligação. Quinta-feira, 21 Fevereiro

Por Sydney Combs

A conta @natgeo do Instagram não tem filtros e é genuína. Os 135 fotógrafos que contribuem para esta conta partilharam quase 20.000 fotografias e cada publicação detalha um momento íntimo e impressionante das suas viagens. Cada imagem nesta página recebeu mais de 750.000 interações (likes e comentários), oferecendo um vislumbre do tipo de histórias e fotografias que fazem eco pelo mundo inteiro. De tempestades gigantescas, a animais curiosos, estas são as histórias que nos unem.

A forma como se conta uma história evoluiu muito desde que a primeira edição da National Geographic foi publicada há mais de 130 anos. Inicialmente, o percurso de uma fotografia desde a câmara fotográfica até ao assinante era longa, com os fotógrafos a receberem muito raramente reações dos leitores. Agora, com o Instagram, os fotógrafos podem partilhar os seus trabalhos diretamente com os leitores. As reações são imediatas e apaixonadas.

Nos últimos quatro anos, as fotografias receberam mais de 4 mil milhões de likes e 20 milhões de comentários. Publicações como a fotografia de Vincent Musi, de pegadas de cães e humanos na areia, têm quase um milhão de likes e mais de 3 mil comentários recheados de histórias pessoais. “Eu adoro a ligação que podemos fazer com o nosso público. É isso que tem de especial. Sentimos que fazemos parte da conversa em vez de sermos os únicos a falar", diz Musi.

A LIGAÇÃO HUMANO-ANIMAL

Vínculos genuínos entre o homem e a natureza

De lamas e cães a pandas-gigantes, dependemos dos animais tanto quanto eles dependem de nós. Partilhamos com eles este planeta e os seus recursos. Às vezes, a nossa ganância e ignorância conduzem espécies à extinção, mas, em todas as situações, há quem intervenha para proteger aqueles que são incapazes de falar por si próprios.

ANIMAIS CURIOSOS

Os humanos não são os únicos com mentes curiosas

Os humanos são criaturas estranhas, especialmente os fotógrafos da National Geographic. Não é de admirar que os animais em cantos remotos do mundo parem para investigar os nossos fotógrafos e as suas câmaras. Desde peixes-palhaço a ursos-polares, quase que parecem vir dizer olá.

OLHAR PARA O CÉU

Momentos em que o nosso mundo e os céus colidem

Há muito que os céus nos intrigam e emocionam. A Via Láctea, os eclipses e os arco-íris duplos lembram-nos forças muito maiores que nós.

FRAGILIDADE HUMANA

O risco por trás de cada descoberta

Os feitos e as descobertas notáveis envolvem frequentemente fatores de risco. Enfrentar e aceitar esses desafios é o que nos faz seguir em frente, ao mesmo tempo que nos torna mais humildes – lembrando-nos do quão pequenos, mas corajosos os humanos podem ser.

AO NÍVEL DO MAR

O desconhecido mundo debaixo das ondas

Mais de 70% do nosso planeta é coberto por água e os humanos só exploraram uma pequena fração do mesmo. Com câmaras à prova de água, os fotógrafos da National Geographic descobriram como fundir o nosso mundo com o misterioso mundo subaquático.

A EXPERIÊNCIA HUMANA

O desafio e a alegria de abraçar a vida

Algumas experiências humanas são universais: a preciosidade de um recém-nascido; a difícil jornada de sarar; e as dores de um coração apaixonado. As fotografias de indivíduos a prosseguir o seu caminho pela vida ecoam em todas as culturas, enquanto enfrentamos este mundo juntos.

FOTÓGRAFOS A TRABALHAR

Atravessar o mundo para captar a fotografia

Os fotógrafos da National Geographic procuram predadores de topo, escalam penhascos e suportam o implacável frio do Ártico para captar a fotografia perfeita. Ocasionalmente, os seguidores têm um vislumbre das suas proezas e de como é perseguir histórias pelo mundo inteiro.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler