Fotografia

Frans Lanting – Uma Lente Onírica no Exodus

Frans Lanting documenta a vida selvagem de África à Antártida há mais de três décadas, revelando o seu amor pela natureza e a sua preocupação pelo nosso planeta. É um dos oradores do National Geographic Exodus Aveiro Fest de 2019.quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Por National Geographic
Uma das muitas imagens que ilustram o poder sublime da fotografia.

As suas imagens são mais do que maravilhosas. São sublimes... vão mais além. Frans Lanting é aclamado como um dos maiores fotógrafos do nosso tempo. As suas fotografias figuram em livros, revistas e (mais de 100) exposições em todo o mundo. Nascido em Roterdão, na Holanda, fez mestrado em economia e mudou-se para os Estados Unidos para estudar planeamento ambiental. A seguir começou a fotografar o mundo natural e nunca mais parou.

Há mais de três décadas que Frans documenta a vida selvagem da Amazónia à Antártida, para promover a compreensão sobre a Terra e sua história natural, através de imagens que transmitem a sua paixão pela natureza, e uma admiração e preocupação com o nosso planeta. De acordo com a BBC “estabeleceu os padrões para uma geração de fotógrafos de vida selvagem”.

VEJA ALGUMAS IMAGENS MAGNÍFICAS DE FRANS LANTING

ver galeria

Frans trabalha frequentemente para a National Geographic, onde foi fotógrafo residente. Para o antigo Diretor de Fotografia da marca, “ele tem a mente de um cientista, o coração de um caçador e os olhos de um poeta”. Nas suas expedições, já viveu durante meses com aves marinhas no Oceano Pacífico e acampou com tartarugas gigantes dentro de um vulcão nas Galápagos.

O seu trabalho também inclui estudos ecológicos da Índia à Nova Zelândia, bem como características da beleza e do sofrimento dos albatrozes, as quase extintas chitas asiáticas no Irão, e um notável estudo de chimpanzés no Senegal, que está a lançar uma nova luz sobre a evolução humana.

Os livros de Frans receberam inúmeros prémios e elogios: “Nenhum fotógrafo transforma os animais em arte mais completamente do que Frans Lanting”, segundo a revista The New Yorker. Em 2000, o seu livro Eye to Eye foi nomeado pela National Public Radio-KQED como um dos 50 livros de não-ficção mais influentes do século XX.

Frans foi galardoado várias vezes pelo seu trabalho. Em 2001 o Príncipe Bernhard condecorou-o como cavaleiro na Ordem Real da Arca Dourada, a mais alta honra da Holanda. Recebeu os principais prémios do World Press Photo, o título de Fotógrafo de Vida Selvagem do ano da BBC, e o prémio Ansel Adams do Sierra Club. Foi indicado como membro da Royal Photographic Society em Londres, e recebeu o prémio Lennart Nilsson, da Suécia.

Não perca as histórias à frente da sua lente, no National Geographic Exodus Aveiro Fest a 30 de novembro e 1 de dezembro, no Centro de Congressos de Aveiro. Consulte aqui os bilhetes disponíveis.

Acompanhe os seus projetos:
Website Oficial de Frans Lanting
Instagram Oficial de Frans Lanting

 

Continuar a Ler