David Chancellor – Uma Lente Selvática no Exodus

O trabalho de David Chancellor foca-se no mapeamento onde o homem e o animal se cruzam.terça-feira, 10 de setembro de 2019

Por National Geographic

Nasceu em Londres, mas foi na ilha de Guernsey, na costa da Normandia, que o seu pai lhe apresentou a fotografia. David Chancellor começou por fazer retratos ao fim de semana no mercado de Bull Ring em Birmingham, onde começou a receber comissões de um jornal local. Estava lançado.

Daí passou a um projeto sobre lutadores de boxe, mas foi na África do Sul que descobriu a sua paixão e aquele que viria a ser o foco da sua carreira: documentar a linha ténue e sangrenta onde o Homem e o animal se cruzam. David explora a relação complexa que existe entre o Homem e o animal, o caçador e o caçado

O fotógrafo documental premiado participou em inúmeras exposições expostas em grandes galerias e museus, e publicou o seu trabalho em todo o mundo. Reconhecido pelo World Press Photo, pelo The Taylor Wessing National Portrait Prize e pelo Pictures of the Year International, David publicou a monografia Hunters em 2012. As suas imagens continuam a expor e explorar a mercantilização da vida selvagem pela humanidade.

Visualmente reminiscente dos daguerreótipos do século XIX, as fotografias de David são profundas, envolventes e estimulantes. A sua paixão permite que consiga consistentemente mover-se pelos campos minados que cercam os temas que escolhe. Os seus trabalhos nunca deixam de atrair pessoas, e criam um espaço para um diálogo há muito necessário.

Nomeado Fotógrafo do Ano pela Nikon por três vezes, recebeu um World Press Photo Award em 2010 por ‘Elephant Story’ da série ‘Hunters’. David também ganhou o prémio Taylor Wessing National Portrait em 2010, exibido na National Portrait Gallery London. David Chacellor não vai poder comparecer no National Geographic Exodus Aveiro Fest.


Acompanhe os seus projetos:
Website Oficial de David Chancellor
Instagram Oficial de David Chancellor

Continuar a Ler