Uma Capital Paralisada Celebra Uma Posse Diferente de Todas as Outras

Guardada, silenciosa e atordoada, a baixa de Washington D.C. está a passar por uma transição presidencial diferente de qualquer outra na história recente.

Fotografias Por NINA BERMAN, ANDREA BRUCE, DAVID GUTTENFELDER, JOHN STANMEYER E STEPHEN WILKES
Publicado 20/01/2021, 11:44 WET, Atualizado 22/01/2021, 12:44 WET
20 de janeiro de 2021: O veículo do presidente Joe Biden sobe a 15th Street em ...

20 de janeiro de 2021: O veículo do presidente Joe Biden sobe a 15th Street em direção à Casa Branca no dia de posse. O 46º presidente dos Estados Unidos prestou juramento pouco antes do meio-dia, numa cerimónia mais pequena e mais silenciosa de que em anos anteriores devido à pandemia de coronavírus e ameaças à segurança.

Fotografia de NINA BERMAN, NATIONAL GEOGRAPHIC

Vazia de pessoas. Vazia de veículos

Perímetros com vedações, armas montadas, soldados e polícias fortemente armados bloqueiam áreas de Washington D.C. e do Capitólio dos EUA, onde o próximo presidente da América será hoje empossado. As autoridades querem evitar outra invasão ao edifício como aconteceu no dia 6 de janeiro por uma multidão violenta que tentava impedir a certificação das eleições de novembro.

Nos últimos dias, os nossos fotógrafos cobriram este silêncio assustador em Washington, enquanto governadores de outros estados também destacaram os seus regimentos da Guarda Nacional para defender as suas casas estaduais.

20 de janeiro de 2021: Terri McClain veio de Seattle, Washington, para assistir à tomada de posse, embora o perímetro de segurança dificultasse qualquer vislumbre dos procedimentos.

Fotografia de DAVID GUTTENFELDER, NATIONAL GEOGRAPHIC

20 de janeiro de 2021: JaNelle Latney (à esquerda) e os seus dois irmãos celebram o primeiro dia da administração Biden/Harris à porta de sua casa no bairro LeDroit Park em Washington D.C.

Fotografia de JARED SOARES, NATIONAL GEOGRAPHIC

20 de janeiro de 2020: Durante um comício em Washington D.C., momentos antes de Biden tomar posse enquanto presidente, Rubin Israel, apoiante de Trump vindo da Califórnia, grita durante uma intensa discussão com um habitante local, Bobby Blassingame, que estava a acusar Rubin de racismo.

Fotografia de JOHN STANMEYER, NATIONAL GEOGRAPHIC

Esquerda: 20 de janeiro de 2021: No dia de posse, foram destacados milhares de polícias e militares para garantir uma transição ordeira de poder. O acesso à zona de Washington D.C. com os edifícios federais era muito limitado.
Direita: 20 de janeiro de 2021: Uma casa em Washington D.C., conhecida pelas suas exibições da boneca Barbie, foi decorada para comemorar a posse de Kamala Harris enquanto primeira mulher vice-presidente da América.

Fotografia de NINA BERMAN, NATIONAL GEOGRAPHIC (ESQUERDA) E JARED SOARES, NATIONAL GEOGRAPHIC (DIREITA)

19 de janeiro de 2021: Quase 200.000 bandeiras representam a multidão que iria assistir à tomada de posse de Joe Biden, se não fosse a pandemia e as recentes ameaças à segurança. O plano para se realizar uma cerimónia socialmente distanciada foi cancelado depois de uma multidão ter invadido o Capitólio dos EUA no início deste mês.

Fotografia de Stephen Wilkes, National Geographic

19 de janeiro de 2021: Polícias de todo o país reúnem-se no centro de convenções de Washington D.C. para prestar juramento para o dia de posse.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

19 de janeiro de 2021: Nos dias que antecedem a tomada de posse, embora as ruas estejam assustadoramente silenciosas, o receio de violência é visível por toda a cidade. Na área em torno do Capitólio, funcionários do governo removem latas do lixo por razões de segurança.

Fotografia de Andrea Bruce, National Geographic

19 de janeiro de 2021: Com o trânsito e os transportes públicos limitados, Washington D.C. está vazia, exceto pelos sem-abrigo e transeuntes.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

19 de janeiro de 2021: As ruas que normalmente estão congestionadas em torno da estação de metro Union Station estão abertas, mas há poucos carros. Esta estação de metro foi encerrada temporariamente, mais uma das muitas precauções de segurança implementadas nesta semana.

Fotografia de Andrea Bruce, National Geographic

19 de janeiro de 2021: A funcionária de um restaurante olha pela janela enquanto a polícia se reúne para fazer o serviço de segurança, antes da tomada de posse desta quarta-feira. A semana deste evento atrai normalmente milhares de pessoas a Washington D.C. Este ano, a dupla ameaça de COVID-19 e o terrorismo interromperam todos os ajuntamentos de pessoas.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

18 de janeiro de 2021: No National Mall, quase 200.000 bandeiras dos EUA simbolizam as pessoas que não podem comparecer na tomada de posse devido à COVID-19. Na terça-feira, dia 19 de janeiro, o presidente eleito Joe Biden e a vice-presidente eleita Kamala Harris iluminaram o Espelho de Água do Memorial Lincoln para homenagear os 400.000 americanos que morreram com o vírus.

Fotografia de Stephen Wilkes, National Geographic

18 de janeiro de 2021: Para evitar ameaças de violência na tomada de posse, as autoridades locais e os militares dos EUA implementaram medidas de segurança sem precedentes no centro de Washington D.C. Um perímetro de guardas armados e uma vedação com 2.10 metros de altura impedem que indivíduos não autorizados alcancem o Capitólio dos EUA.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

18 de janeiro de 2021: Vedações, barricadas de betão e fitas da polícia delimitam as ruas em torno do Capitólio dos EUA. O Serviço de Parques Nacionais encerrou o acesso do público ao National Mall até 21 de janeiro, um dia após a tomada posse.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

18 de janeiro de 2021: Transeuntes param para observar os guardas nacionais destacados em torno do Capitólio. A presidente da câmara de Washington D.C., Muriel Bowser, e os governadores da Virgínia e de Maryland pediram às pessoas para não comparecerem à tomada posse e, em vez disso, para assistirem à cerimónia virtualmente.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

Esquerda: 18 de janeiro de 2021: Enquanto a cidade se prepara para o presidente eleito Joe Biden assumir o cargo, itens sobre Donald Trump são vendidos ao desbarato no Centro de Receção de Washington, em Washington D.C.
Direita: 18 de janeiro de 2021: Uma habitante de Washington com um cartaz de protesto que ecoa as alegações feitas pela Presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, de que o presidente Trump era um “perigo imediato”, durante o seu discurso no dia 13 de janeiro, enquanto defendia a sua impugnação.

Fotografia de NINA BERMAN, NATIONAL GEOGRAPHIC

18 de janeiro de 2020: O Trump International Hotel está protegido com camadas de vedações em preparação para a transferência de poder presidencial. Nos últimos quatro anos, este hotel atraiu lobistas e líderes estrangeiros na esperança de conseguir favores para Washington D.C.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

18 de janeiro de 2020: Membros da Guarda Nacional do Texas reúnem-se no átrio do hotel Homewood Suites às 5 da manhã, no centro de Washington D.C., antes de iniciarem as tarefas do dia.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

Esquerda: 18 de janeiro de 2021: Guardas Nacionais armados patrulham as estradas que fazem a ligação ao Capitólio dos EUA. As autoridades de Washington também encerraram 13 estações de metro e redirecionaram 26 rotas de autocarros devido ao perímetro de segurança.
Direita: 18 de janeiro de 2021: Num ano normal, Anacostia, um bairro no sudeste de Washington D.C., estaria a celebrar o Dia de Martin Luther King Jr. com um desfile, bandas filarmónicas e grupos de dança. Este ano, o bairro está tranquilo devido à pandemia, mas as referências ao reverendo ainda são visíveis na Avenida Martin Luther King Jr.

Fotografia de DAVID GUTTENFELDER, NATIONAL GEOGRAPHIC (ESQUERDA) E ANDREA BRUCE, NATIONAL GEOGRAPHIC (DIREITA)

17 de janeiro de 2021: No domingo, soldados da Guarda Nacional marchavam pelo cruzamento entre a New York Avenue e a H Street NW, no centro de Washington D.C., com o brilho dos postes de iluminação e o nascer do sol a iluminar o caminho.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

16 de janeiro de 2021: Postos de controlo de veículos da Guarda Nacional, como este na 7th Street NW, marcam o perímetro de uma “Zona Verde” fortificada.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

16 de janeiro de 2021: Um homem observa o posto de controlo de veículos da Guarda Nacional a partir de casa, perto da 7th Street SW.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

15 de janeiro de 2021: Antecipando motins e manifestações, as lojas e empresas no centro de Washington D.C. protegeram as suas portas e janelas.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

17 de janeiro de 2021: Fora da “Zona Verde” fortificada, a vida continua como habitual. Em Dupont Circle, no noroeste de Washington D.C., Winter Smith, de 6 anos, prepara-se para fazer um piquenique com a sua mãe, Sydney Smith, e a sua tia, Mikaela Smith. “Gostávamos de poder celebrar a tomada de posse, mas não podemos ir”, disse Mikaela Smith.

Fotografia de Andrea Bruce, National Geographic

17 de janeiro de 2021: Fotografias de estátuas sorridentes na rua 10 NW deserta, no Museu de Cera da Madame Tussauds, em Washington D.C.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

17 de janeiro de 2021: Uma loja de souvenirs aberta, apesar do reforço de segurança perto de um posto de controlo da Guarda Nacional, exibe produtos para a tomada de posse iminente do presidente eleito Joe Biden e da vice-presidente eleita Kamala Harris.

Fotografia de David Guttenfelder, National Geographic

16 de janeiro de 2021: Luz refletida nas vedações erguidas em torno do Monumento de Washington que, juntamente com o National Mall, está isolado devido às medidas de segurança que antecedem a tomada de posse.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

15 de janeiro de 2021: Uma barricada dupla cobre a entrada do Trump International Hotel em Washington D.C. Embora as autoridades municipais tenham desencorajado as viagens para assistir à tomada de posse, os principais hotéis permanecem abertos com medidas de segurança reforçadas e preços premium – alguns quadruplicaram os preços.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

15 de janeiro de 2021: Dezenas de ruas de Washington D.C. em torno do National Mall e do edifício do Capitólio estão encerradas e são monitorizadas pela Guarda Nacional. Conhecida por “Zona Vermelha”, esta área está restrita apenas a veículos autorizados, num encerramento inédito da cidade.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic

Esquerda: 15 de janeiro de 2021: Vedações rodeiam todo o perímetro do National Mall e do Memorial de Washington, tornando a zona impenetrável.
Direita: 17 de janeiro de 2021: Um agente da Polícia Metropolitana de Washington D.C. impede que os transeuntes entrem numa das áreas restritas, entre as ruas 14th e H – um importante centro comercial da cidade que normalmente está cheio clientes e turistas, mas que agora está interdito no interior da “Zona Vermelha”. Há vários pontos de controlo na cidade que limitam o movimento a pé.

Fotografia de JOHN STANMEYER, NATIONAL GEOGRAPHIC (ESQUERDA) E NINA BERMAN, NATIONAL GEOGRAPHIC (DIREITA)

16 de janeiro de 2021: Bandeiras e música estridente na Black Lives Matter Plaza – um trecho na 16th Street NW, em frente ao Parque Lafayette e à Casa Branca – que permanece aberta para pedestres, transformando-se numa ilha de ruído num mar de silêncio assustador.

Fotografia de Nina Berman, National Geographic

15 de janeiro de 2021: Uma coroa de flores solitária adorna a base do Memorial Martin Luther King em Washington D.C.

Fotografia de John Stanmeyer, National Geographic


Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados