História

Descobertas Ruínas de uma Fortaleza no Fundo de um Lago na Turquia

Um vídeo mostra os vestígios de uma antiga fortaleza escondida sob a superfície de um lago.Monday, November 27, 2017

Por Sarah Gibbens

À superfície, o lago de Van, na Turquia, parece-se com qualquer outro grande corpo de água. O lago, o maior da Turquia, situa-se no extremo oriental do país, próximo do Irão. As suas águas são de um azul extraordinário, e fazem dele uma atração turística, da qual usufruem todas as povoações circundantes. Contudo, abaixo da superfície, um outro povoado se esconde, tendo permanecido praticamente oculto durante milhares de anos.

Recentemente, num mergulho de exploração ao lago, arqueológos da Universidade de Van Yüzüncü Yil e uma equipa de mergulhadores independentes descobriram uma fortaleza subaquática.

(Descubra também a "Obra-prima" da Grécia Antiga Revelada em Pedra Preciosa)

Em entrevista à agência noticiosa turca Andalou, Tahsin Ceylan, o líder da equipa de mergulho, relatou que outros arqueólogos que conheciam a região tinham-lhes disto que não iriam encontrar nada digno de nota nas águas do lago.

Mas a equipa prosseguiu com as suas pesquisas, fundamentando-se em histórias populares, que falavam de antigas ruínas escondidas sob as águas.

Em conversa com a imprensa local, Ceylan disse que o sítio arqueológico tem cerca de um quilómetro, e que as porções visíveis das paredes da fortaleza têm entre três e quatro metros.

Um vídeo filmado por Ceylan mostra os arqueólogos a nadarem nas águas azul-turquesa do lago. Grandes pedras empilhadas umas sobre as outras formam uma parede, que corta as águas. As estruturas que ainda restam desta fortaleza vão desde pilhas de pedras soltas, a lisas paredes quadrangulares.

Baseada nas suas observações, a equipa calcula que estes vestígios tenham cerca de 3000 anos, o que significa que poderão ter sido contruídos durante a Idade do Ferro do período urartiano da região.

Urartu foi um antigo reino, que se estendia até ao que é atualmente a Turquia, a Arménia e o Irão. De acordo com o Departamento de Arte do Próximo Oriente do Met, o lago Van era o epicentro desta antiga sociedade. Podemos encontrar uma inscrição na rocha em Van, que corresponde ao mais antigo registo urartiano documentado.

Os arqueólogos creem que o aumento do nível das águas do lago foi, paulatinamente, submergindo partes da cidade com o avançar do tempo. Podemos também encontrar ruínas de grandes povoações desta época em torno das margens do lago, acima do nível da água atual.

Os arqueólogos e os mergulhadores tencionam continuar a explorar o lago para saber mais acerca destes vestígios milenares.

Veja também:

Continuar a Ler