Esboço de ‘Mona Lisa Nua’ Pode Ser da Autoria de da Vinci

“Monna Vanna”, um trabalho cuja autoria era, até agora, atribuída a um discípulo de da Vinci, é alvo de uma nova investigação. terça-feira, 14 de novembro de 2017

A famosa “Mona Lisa” permanece nas paredes do Louvre, em Paris, enquanto peritos analisam um esboço com características semelhantes datado do mesmo período.
A famosa “Mona Lisa” permanece nas paredes do Louvre, em Paris, enquanto peritos analisam um esboço com características semelhantes datado do mesmo período.
fotografia de Christian Marquardt, Getty Images

Segundo especialistas do Museu do Louvre, um desenho a carvão conhecido como “Mona Lisa Nua”, cuja autoria é há muito atribuída a um discípulo de da Vinci, pode, efetivamente, ter sido desenhado pelo próprio mestre.

É difícil ignorar as semelhanças entre o mais famoso quadro de da Vinci, datado do séc. XVI, e a personagem seminua de “Monna Vanna”, um esboço monocromático que tem permanecido na coleção do Museu Condé, em Chantilli, a norte de Paris, desde 1862. O quase-sorriso demora-se acima de um queixo pontiagudo, enquanto as mãos estão pousadas sobre o colo exatamente da mesma maneira que no quadro do Louvre.

A "Monna Vanna," ou "Mona Lisa Nua", está a ser estudada, enquanto é preparada uma nova exposição dedicada a da Vinci, em Paris, com inauguração planeada para 2019.
A "Monna Vanna," ou "Mona Lisa Nua", está a ser estudada, enquanto é preparada uma nova exposição dedicada a da Vinci, em Paris, com inauguração planeada para 2019.
fotografia de Fine Art Images, Heritage Images, Getty Images

Debruçando-se, ainda, sobre outras semelhanças encontradas, os peritos continuam a estudar as origens da peça, enquanto é preparada uma exposição que terá lugar no Museu Condé em 2019, por ocasião dos 500 anos da morte de um dos nomes mais importantes do Renascimento em Itália.

O desenho data do mesmo período de “Mona Lisa”, e o papel onde foi esboçado é de fabrico italiano, explicou à Agência Reuters Mathieu Deldicque, subcurador do Museu Condé.

Até agora, e desde o séc. XX, a autoria de “Monna Vanna” era atribuía a um aluno de da Vinci, Andrea Salai, havendo quem defenda que a versão de Salai é uma cópia do original perdido da autoria de da Vinci

Com o auxílio da tecnologia, uma equipa de investigadores estudou a peça, acreditando que esta poderá, de facto, ser o trabalho de um aluno, mas, possivelmente, acompanhado de perto pelo próprio da Vinci.

"Estamos a indagar se a mão de da Vinci passou, efetivamente, pelo desenho”, disse Deldicque à artnet News. “É bem possível, mas ainda não temos provas.”

Os investigadores ainda têm um mês de trabalho pela frente antes da peça ser devolvida ao Museu Condé. Independentemente das suas conclusões, é provável que o mistério se mantenha por detrás do sorriso mais enigmático da história da arte.

Continuar a Ler