Leonardo Da Vinci – o Inventor e as Suas Invenções

As invenções de Leonardo Da Vinci impactaram profundamente todo o mundo. No ano em que se assinalam 500 anos da sua morte, lembramos algumas das suas invenções.

Publicado 28/03/2019, 15:58 WET
Leonardo Da Vinci por Cosomo Colombin,1812.
Leonardo Da Vinci por Cosomo Colombin,1812.
Fotografia de Library of Congress

Em 2019 assinalam-se 500 anos da morte do génio que foi Leonardo Da Vinci – será que sabe o fazia dele um génio? -, e apesar de já não estar entre nós, o seu legado permanece.

Hoje em dia há aparelhos, máquinas e engenhos que nos parecem vulgares e de uso quotidiano, mas que há no século XV foram autênticas revoluções. Alguns destes foram teorizados e prototipados pelo grande Leonardo Da Vinci. Será que os conhece?

O PARAQUEDAS

Embora o crédito pela invenção do paraquedas seja dado a Sebastien Lenormand, em 1783, Leonardo da Vinci concebeu, centenas de anos antes, uma versão daquilo que é o paraquedas moderno.

Num esquiço de da Vinci lia-se: “Se um homem tiver uma tenda de linho com a trama bem vedada, e medindo 12 braças (26,4 metros) de largura por 12 de altura, será capaz de lançar-se de qualquer altura sem se ferir.” Este esquiço mostrava uma cobertura de linho com formato triangular, sustentada numa armação de madeira.

Da Vinci nunca chegou a construir este paraquedas pelo que se duvidava da sua eficácia. Em 2000, Adrian Nichols não só construiu como testou a invenção e provou que, sim, funcionava.

HELICÓPTERO

O helicóptero de Leonardo Da Vinci foi inspirado num brinquedo originário do Extremo Oriente, e introduzido na Europa. Este helicóptero chamado de parafuso helicoidal aéreo consistia numa estrutura de madeira, tecido e arames, em forma de parafuso, espiral, e que deveria ser operada por quatro homens. “Se este artefacto em forma de parafuso for bem construído - ou seja, feito de linho recoberto com goma e girado rapidamente, o dito artefacto em forma de parafuso vai perfurar o ar com sua espiral e subirá alto.”

O problema desta invenção era o peso da estrutura, que seria de cerca de uma tonelada. Se houvesse na altura um terço da inovação de hoje em dia, este aparelho poderia muito bem ter sido construído e posto em prática.

Reprodução de uma página do diário de Leonardo Da Vinci onde se vê uma engrenagem a ser montada e desmontada, 1894-1904.
Fotografia de Library of Congress

O SISTEMA EIXO-ROLAMENTOS

Algo tão mundano como um sistema de rolamentos, que encontramos facilmente em cadeiras de escritório, era muito inovador para a altura. Leonardo Da Vinci conseguiu imaginar este aparelho, com o propósito de ser usado em rodas de carroças, de forma a diminuir o atrito e a facilitar o movimento.

O TANQUE BLINDADO

O precursor dos modelos atuais, o tanque blindado de Leonardo Da Vinci, movia-se em qualquer direção, era controlado inteiramente a partir do interior, contava com uma cobertura cónica para desviar o fogo inimigo e estava equipado com um grande número de canhões.

O objetivo desta invenção era assustar o inimigo, e certamente que, a ter sido construído, teria surtido efeito. O combustível deste tanque eram oito homens que rodariam manivelas para fazer as rodas andar.

Página de diário de Leonardo Da Vinci que mostra a operação de uma asa mecânica (1894-1904)
Fotografia de Library of Congress

FATO DE MERGULHO

O fato de mergulho inventado por Leonardo Da Vinci em 1500 tinha como objetivo ser usado para ataques a navios inimigos debaixo de água. Feito de couro, estava equipado com uma máscara em forma de saco que cobriria a cabeça do mergulhador. Na zona do nariz, dois tubos flexíveis ligavam esta máscara a uma boia de cortiça à superfície da água.

O fato estaria também equipado com um balão operado por uma válvula que permitia ao mergulhador subir ou descer com mais facilidade e, ainda, por uma pequena bolsa para urina. Esta invenção não ficou conhecida até à publicação póstuma do famoso Codex Atlanticus, um conjunto de 12 volumes dos seus desenhos e notas.

O RELÓGIO

Vamos clarificar: Leonardo Da Vinci não inventou o relógio. Mas melhorou uma versão anterior, tornando-o muito mais sofisticado e permitindo contar os minutos. Os modelos de relógios que marcavam horas e minutos só começaram a tornar-se populares no século XV, e Da Vinci, claro, conseguiu pensar num ainda melhor.

O relógio de Da Vinci usava dois mecanismos separados: um para horas e outro para minutos. Cada um destes estava constituído de pequenos pesos, engrenagens e molas, e ainda incluía um disco que indicava a fase da lua.

ORNITÓPTERO, A MÁQUINA DE VOO

A máquina voadora de Leonardo Da Vinci é, talvez, a mais conhecida invenção. Em boa verdade, a denominação ornitóptero é posterior à invenção de Leonardo Da Vinci, que se chamava aeroplano. Esta máquina, claramente inspirada no voo dos pássaros, consistia num equipamento feito com asas acopladas aos braços.

O problema do ornitóptero não foi a impossibilidade de voar, já que se prevê que, uma vez no ar, este “voaria”. O problema era a dificuldade – ou impossibilidade – de levantar voo, já que uma pessoa não teria a força suficiente para dar esse impulso.

Mas esta é apenas uma pequena parte das invenções de Da Vinci. Este homem que foi cientista, matemático, engenheiro, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico, entre mais uma mão cheia de títulos, foi um dos maiores inventores do mundo e continua a ser uma inspiração 500 anos depois da sua morte.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados