História

Descoberta: Três Túmulos Antigos Revelados no Egito

Os recém-encontrados artefactos abrangem várias décadas da história do Egito — o que sugere que os túmulos fariam parte do grande cemitério da cidade.

Por Michael Greshko
Este sarcófago foi encontrado num dos túmulos Ptolemaicos, de uma área conhecida como al-Kamin al-Sahraw, no vale do Nilo, província de Minya, a sul do Cairo.

O Ministério de Antiguidades do Egito anunciou a descoberta de três túmulos embutidos nas rochas, no noroeste do Egito, cada um com mais de 2000 anos.

O trio de túmulos foi encontrado a cerca de 201 quilómetros a sul do Cairo, numa zona chamada al-Kamin al-Sahraw, perto da cidade de Salamut. Em declarações à agência noticiosa egípcia, Ahram Online, os representantes do Ministério desvendam que os túmulos continham múltiplos sarcófagos em vários tamanhos, bem como fragmentos de argila.

Os fragmentos encontrados nos túmulos indicam que os artefactos lá contidos datam de um período que abrange a 27.ª Dinastia (525-404 A.C.), quando o Egito se tornou uma província do Império Aqueménida, bem como do período do Império Ptolemaico greco-romano, que começou quase um século mais tarde.

"Este facto sugere que a área foi um grande cemitério durante um longo período de tempo", disse em declarações ao Ahram Online Ayman Ashmawy, chefe do departamento dedicado ao antigo Egito do Ministério de Antiguidades.

As anteriores escavações feitas no local revelaram cerca de 20 túmulos construídos, no mesmo estilo das catacumbas, uma prática comum na arquitetura da 27.ª Dinastia. Mas os três túmulos recém-descobertos são diferentes.

O Ministério de Antiguidades do Egito diz que os arqueólogos descobriram três túmulos que datam de há mais de 2000 anos, do período Ptolemaico.

Dois dos três túmulos são constituídos por câmaras funerárias que se ramificam a partir de um poço funerário perpendicular, com 15 cavidades funerárias entre eles, incluindo uma pequena, esculpida para albergar o corpo de uma criança. Ali El-Bakry, chefe da missão de escavação, disse à Ahram Online que neste túmulo foi encontrada a primeira prova de um enterro infantil, em al-Kamin al-Sahraw.

Além disso, os ossos recuperados dos túmulos sugerem que as pessoas neles enterradas eram homens, mulheres e crianças de diferentes idades — facto que aponta no sentido de que o local fazia parte do grande cemitério de uma cidade, e não de uma guarnição militar.

É quase certo que mais descobertas sejam feitas em al-Kamin al-Sahraw: as escavações no terceiro túmulo ainda não foram concluídas.

 

Leia mais sobre uma descoberta semelhante em: http://www.natgeo.pt/video/tv/descoberto-tumulo-egipcio-com-3500-anos

Continuar a Ler