História

Relembrar o 11 de Setembro em Imagens

Fotografias que revelam um dos dias mais negros na América.

Por Brian Handwerk & Brian Clark Howard
ver galeria

Clique na Imagem para ver a Galeria

Dezasseis anos mais tarde, os ataques de 11 de setembro de 2001 são ainda bastante sentidos.

Renascendo das cinzas da estaca zero, o novo "One World Trade Center" abriu em novembro do ano passado; o observatório no topo do edifício de 94 andares foi abriu aos turistas apenas no início deste ano. Esta semana, um novo museu memorial abriu em Shanksville, na Pensilvânia, onde o voo 93 se espetou depois dos passageiros interferirem com os sequestradores da Al Qaeda.

Depois dos terroristas liderados por Osama bin Laden sequestraram os passageiros de quatro aviões nesse dia, cerca de 3.000 pessoas em Nova York, Virginia e Pensilvânia perderam as suas vidas. O sofrimento continua de mãos dadas com a memória - entre aqueles que perderam os seus entes queridos e os sobreviventes que sofreram lesões ou que viram as suas vidas para sempre mudadas pelo terrível acontecimento.

Em agosto de 2013, uma dos sobreviventes mais famosos das torres gémeas, Marcy Borders, faleceu de cancro do estômago, que se acredita que poderá ter sido causado pela sua exposição a materiais tóxicos no 11 de setembro. Borders foi fotografada coberta de pó naquele dia enquanto saía da torre sul, quando ela tinha 28 anos. A imagem dramática de Borders como a "Lady Dust" foi passada em todo o mundo.

A imagem de Borders é uma das 27 que o editor de fotografia da National Geographic, Chris Combs, escolheu para contar a história de um dos dias mais sombrios do país.

Clifford Chanin, um executivo do Museu e Memorial Nacional do 11 de setembro, de Nova Iorque , diz que "muitas das imagens do 11 de setembro ainda transmitem a crueza e brutalidade do ataque ... Elas ainda têm a capacidade de chocar as pessoas."

Aviso: Esta galeria tem conteúdos violentos.

Continuar a Ler