Meio Ambiente

Vídeo: Salvamentos Dramáticos Mostram Intensidade de Inundações Mortais na China

Profissionais de socorro e vizinhos prontos a ajudar deram a sua contribuição no sul e centro da China, auxiliando as pessoas em dificuldades devido a fortes inundações.Thursday, November 9, 2017

Por Heather Brady

As recentes inundações na China colocaram muitas pessoas em dificuldades — e obrigaram a salvamentos dramáticos.

O vídeo acima mostra profissionais de socorro e vizinhos que vieram em auxílio a tirarem pessoas de situações de perigo na zona das inundações. A força das águas levou à queda de edifícios e fez com que camiões de grandes dimensões fossem arrastados de um momento para o outro.

Historicamente, é comum haver inundações no sul e no centro da China durante a estação das chuvas, que começa em junho e termina em setembro, mas o governo chinês declarou que os eventos climáticos extremos, como as tempestades e os tufões, estão a acontecer com mais frequência nos últimos anos. As inundações desta estação mataram dezenas de pessoas e desalojaram mais de um milhão de habitantes até ao momento.

A China Global Television Network assinala que as equipas de busca e socorro estão a melhorar as suas competências no salvamento de pessoas em dificuldades por ação das inundações graças ao desenvolvimento de tecnologia mais capaz, numa informação que é corroborada pelo New York Times. O governo chinês tinha emitido em maio uma outra declaração na qual afirmava que as equipas de socorro de emergência tinham de estar preparadas para a temporada de inundações deste ano.

Durante a estação das chuvas de 2016, as inundações foram mais intensas do que é habitual e provocaram mais de 150 mortes. Durante todo o ano de 2016, o nível de precipitação foi 16% superior à média.

As inundações extremas acontecem quando os aguaceiros torrenciais duram vários dias, sobrecarregando os rios. É provável que estejam a ser agravadas pelo aumento das temperaturas no mundo inteiro, uma vez que há vários estudos que sugerem que o clima mais quente agrava as monções na Ásia. De acordo com o Observatório da Terra da NASA, é frequente a China sofrer elevados níveis de precipitação nos anos em que o El Niño é mais forte, e há estudos que mostram que as mudanças climáticas podem estar a fortalecer o El Niño. No entanto, é difícil apontar um único fenómeno climático extremo como causador direto das mudanças climáticas.

Além disso, o impacto das inundações na região agravou-se devido às mudanças feitas no ambiente para efeitos de promoção imobiliária e construção de infraestruturas. Os elementos naturais, como os mangues e as florestas que circundavam os rios da região e serviam de barreira às águas das inundações, atenuando os seus efeitos, foram eliminados e pavimentados e deram lugar a estradas e edifícios.

Muitas pessoas mudaram-se para a região nos últimos anos em busca de emprego em fábricas que produzem artigos vendidos no mundo inteiro. As inundações colocam em risco as pessoas e os produtos que fabricam, pelo que os danos potenciais são imediatos para as pessoas e, mais a longo prazo, para as empresas que ali construíram fábricas.

Continuar a Ler