'Tatuagem' da Pepsi Numa Lagosta Realça Grave Problema dos Oceanos

A imagem é apenas um dos exemplos do impacto provocado pelos lixos oceânicos na vida marinha.quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Novamente, somos recordados de que o oceano está cheio de lixo.

No início deste mês, foi pescada uma lagosta ao largo de New Brunswick, no Canadá, com uma marca invulgar numa das suas pinças — algo que parecia ser a imagem de uma lata de Pepsi.

As imagens da pinça mostram claramente a parte superior da lata, com os detalhes do seu sistema de abertura e bordos arredondados bem visíveis. Além disso, consegue-se discernir ainda uma pequena porção do logotipo da marca, a vermelho. Não se sabe ao certo se a estampa terá tido origem diretamente numa lata de Pepsi, ou se na imagem de uma lata numa embalagem.

A notícia desta fotografia começou por se veiculada pela Canadian Broadcast Company (CBC), mas a imagem rapidamente se espalhou pela Internet, como um alerta simbólico de que os nossos oceanos se encontram pejados de resíduos humanos.

EIS A QUANTIDADE DE LIXO PLÁSTICO QUE ESTÁ A POLUIR A TERRA

A lagosta foi capturada pela pescadora Karissa Lindstrand, que, em entrevista à CBC, disse ter reconhecido a marca, pois bebe diariamente 12 latas do refrigerante. Nos quatro anos em que pesca nesta região, Lindstrand afirmou ainda nunca ter visto um pedaço de lixo estampado num animal. O lixo oceânico é um dos grandes problemas de New Brunswick, chegando mesmo a atingir profundidades consideráveis.

E não é apenas New Brunswick que tem um problema com os lixos oceânicos. Esta é uma situação que se estende a todo o globo.

Em setembro último, uma imagem de um cavalo-marinho a nadar com a cauda enrolada num cotonete ao largo da costa do Bornéu tornou-se uma recordação desoladora de que o lixo está em todo o lado.

Em 2015, estimava-se que existissem 5,25 biliões de pedaços de plástico a flutuar no oceano, e, ainda este verão, foi detetada uma mancha de lixo do tamanho do México no oceano Pacífico.

O lixo não tem apenas impacto sobre os habitats marinhos — os animais também se alimentam dele. Um estudo de 2016 determinou que os animais marinhos se alimentam de tão grande quantidade de detritos pois estes têm o odor da comida.

VÍDEO: 38 Milhões de Bocados de Lixo de Plástico Cobrem Esta Ilha Remota
Continuar a Ler