Parques em Portugal – Sinta a Natureza

O turismo ecológico está na moda, e é fácil perceber porquê. Venha conhecer os parques nacionais e o que eles têm para mostrar.

Publicado 8/02/2019, 16:29 WET, Atualizado 5/11/2020, 06:02 WET

Existem atualmente 13 áreas protegidas em Portugal e um parque nacional. Cada um deles tem uma vasta riqueza para lhe oferecer: sejam fósseis ou animais selvagens, vestígios de outros povos ou uma biodiversidade imensa, tudo é melhor rodeado de natureza.

PARQUES NACIONAIS PARA VER ANIMAIS

Se procura uma fauna diversa, animais que talvez nunca tenha visto, temos boas notícias! Todos os parques nacionais, naturais e áreas protegidas são ricos em fauna, desde os insetos aos anfíbios, sem esquecer claro os mamíferos e os peixes e, com sorte, ainda encontra vários morcegos.

Na senda do lobo-ibérico, mais a norte, visitamos as reservas naturais no Parque Natural de Montesinho, no Parque Natural do Alvão, no Parque Nacional Peneda-Gerês e no Parque Natural do Douro Internacional. Precisamos de sorte, claro, já que o lobo-ibérico é tímido e difícil de avistar.

Então e o lince-ibérico? Bom, este prefere o Sul. Foi reintroduzido há pouco tempo no Parque Natural do Vale do Guadiana – e, felizmente, está a resultar.

No que toca a animais em perigo de extinção ou ameaçados, há muitos parques em Portugal que funcionam como santuários para estas espécies. Falamos, por exemplo, da águia-real, que pode ver nos parques de Alvão, Montesinho e Tejo Internacional. Nestes dois últimos também encontra a cegonha-preta, uma espécie rara hoje em dia, no nosso país.

Para apreciar aves, o melhor sítio é mesmo o Parque Natural da Ria Formosa: de toda a fauna deste parque nacional destaca-se a avifauna, onde se incluem numerosas espécies consideradas ameaçadas, um dos principais interesses da conservação da natureza.

Mas ainda há mais, para aqueles animais mais raros ou inesperados em Portugal. Já viu uma geneta, um gato-bravo, um veado, um saca-rabos ou uma lontra? Só precisa de visitar os parques naturais de Serra Daire e Candeeiros, Serra da Estrela, ou do Tejo Internacional.

Vizinhos Inesperados: sabia que estes animais existem em Portugal?

Porém, descanse, já que em qualquer um dos muitos parques nacionais que visite poderá observar uma fauna muito variada. Há raposas, raposas, javalis, cabras, texugos, coelhos-bravos e muitos outros, de Norte a Sul.

PARQUES NACIONAIS PARA DESCOBRIR ARTE RUPESTRE

Sim, há muita arte rupestre espalhada por Portugal! Incluindo nos parques nacionais. No Parque Natural do Douro Internacional encontrará, entre povoados fortificados, castros ou sítios romanos, arte rupestre do Paleolítico Superior. Na Serra da Estrela, também! De facto, pelas Serras da Estrela, do Açor e Lousã, descobriu-se uma das maiores concentrações de arte rupestre da Europa.

Não podemos, no entanto, ignorar o Parque Natural do Tejo Internacional. Neste parque nacional está o Geopark Naturtejo – um geoparque com 5 mil km quadrados que se estende pela área composta pelos municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão. O Geopark Naturtejo está integrado na Rede Mundial de Geoparques da UNESCO desde 2006.

No Vale do Tejo encontra o maior complexo de arte rupestre da Península Ibérica, composto por cerca de 40.000 gravuras, compreendidas entre o Neolítico antigo e a primeira Idade do Bronze.

 

PARQUES NACIONAIS PARA SE PERDER EM GRUTAS, CASCATAS E TRILHOS

Portugal tem dos melhores sítios para encontrar a emoção da natureza sob a forma de cascatas, grutas e trilhos, para se aventurar e explorar. Quase todos os parques nacionais e naturais do país têm um tesouro escondido pouco conhecido, como uma cascata de tirar a respiração ou uma gruta onde se escondem centenas de morcegos. No entanto, são de destacar o Parque Natural do Alvão, pelas belíssimas cascatas como as Fisgas do Ermelo. Aqui não só se visita como se veraneia – mesmo ao lado das Fisgas, no Verão, monta-se uma excelente praia fluvial.

Mas um passeio pelo Parque Nacional Peneda Gerês não o vai desapontar: acredite que se vai deslumbrar com as cascatas, riachos e penedos que vir pelo caminho. Esperemos que esteja calor, para poder experimentar e disfrutar da água.

No que toca a grutas – e evidentemente, fauna cavernícola – as Serras de Aire e Candeeiros são uma ótima opção. As grutas de Mira de Aire, descobertas em 1947, são desde 2010 uma das maravilhas naturais de Portugal. São 11km de caminhos intrincados, mas só se pode visitar uma parte. Descendo mais de 600 degraus, é levado a mais de 100 metros de profundidade, ao interior de grutas calcárias.

PARQUES NACIONAIS PARA SONHAR COM OUTRAS CIVILIZAÇÕES

É certo que Portugal já foi casa de muitos povos, de muitas civilizações antigas, e que aqui foram feitas várias descobertas importantíssimas para a História. Mas onde pode encontrar sítios arqueológicos, e sonhar com outros tempos? A resposta é muito fácil: praticamente por todo o território nacional. Mas, para facilitar, selecionámos os parques nacionais onde pode espreitar para o passado.

Comecemos com o Parque Natural do Litoral Norte. Entre salinas medievais e cemitérios onde foram enterradas vítimas da Peste Negra, neste parque nacional há abundância de elementos de cerâmica romana, antas, mamoas, e até um povoado da Idade do Ferro, o Castro de São Lourenço.

Recuando um pouco mais na história, vá ao Parque Natural da Arrábida. Nas praias desta região terão sido produzidos os primeiros artefactos humanos, que remontam ao Homo Erectus. Há ainda grutas, como a lapa de Santa Margarida e a gruta da Figueira Brava, com muitos vestígios do Paleolítico Inferior.

Já na Ria Formosa, os vestígios arqueológicos foram deixados pelos fenícios, gregos, romanos e árabes, que se fixaram ou passaram pela região. Visite a antiga cidade da Balsa, na freguesia da Luz, ou a estação arqueológica de Marim, uma antiga vila. Vai perceber a dimensão da presença romana nesta área.

Sabe o que é a escrita do Alvão? Talvez tenha de ir Parque Natural do Alvão perceber.

Estando no Norte, dê um salto ao parque Peneda-Gerês. Este parque está recheado de castros, povoações fortificadas, antas e dólmenes... e o que diz de cruzar uma ponte romana?

PARA VER FÓSSEIS

E se achava que natureza e fósseis não andavam de mãos dadas... visite a Serra da Arrábida: na Pedra da Mua e na praia dos Lagosteiros há pegadas de saurópodes! Sim, em pleno parque nacional! O mesmo se passa no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, há mais pegadas de dinossauros para quem gosta de sonhar com o Jurássico.

E, o que dizer do Parque Natural do Tejo Internacional? Contendo um geoparque protegido pela UNESCO, o Geopark Naturtejo, aqui pode encontrar vários fósseis. Além de rico em icnofósseis - registos da atividade dos seres vivos no passado, como vestígios nas rochas deixados pelas trilobites – há ainda registos de estruturas sedimentares de origem não biogénica, como por exemplo marcas de ondulação. As rochas que aqui ocorrem e nas quais se incluem os fósseis, são principalmente do Ordovícico, período da era Paleozoica.

Para cada gosto seu parque nacional. Aproveite a diversidade que Portugal tem para lhe oferecer, e visite todos. Nenhum parque natural é igual ao outro, isso prometemos.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados