10 Dicas para reduzir o desperdício alimentar em casa

Evitar o desperdício alimentar em casa é algo que todos podemos fazer. Eis algumas dicas práticas para reduzir a sua pegada alimentar.
Publicado 4/10/2021, 10:12

Se pensa que o desperdício alimentar não o afeta, pense melhor. Certamente já abriu o frigorífico e percebeu que era tarde demais para socorrer um alimento estragado. Também é bastante provável que já tenha comprado mais comida do que necessitava, aumentando a probabilidade de a desperdiçar.

Todos os dias toneladas de alimentos são desperdiçados. Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, cerca de um terço dos alimentos produzidos no mundo para consumo humano é desperdiçado. De acordo com um estudo da Universidade de Aveiro, Portugal tem a maior pegada alimentar per capita do Mediterrâneo. A alimentação tem um peso de 30% na pegada ecológica dos portugueses – superior ao dos transportes ou do consumo de energia.

Cada um de nós pode contribuir para diminuir estes números. Existem muitas formas simples de reduzir, reutilizar e reciclar o seu desperdício alimentar. Deixamos-lhe algumas dicas por onde pode começar.

1. Compre apenas aquilo que precisa

Planear as compras de supermercado é o ponto de partida para a redução do desperdício alimentar em sua casa. Através de um planeamento semanal das refeições, é possível combater parte do desperdício, evitando comprar produtos em excesso.

Ao organizar previamente aquilo que vai cozinhar ao longo da semana, fará compras de forma mais consciente e conseguirá reduzir a sua lista de supermercado, diminuindo as compras por impulso.

2. Reorganize o seu frigorífico

Arrumar na parte da frente do frigorífico os alimentos que têm um prazo de validade mais curto, vai ajudar a evitar que se esqueça de os consumir antes que se estraguem. Pode ainda dedicar uma zona do frigorífico a todos os produtos já abertos para se lembrar de os incluir nas suas refeições, utilizando um recipiente transparente para os armazenar.

Olhe frequentemente para o frigorífico para manter-se a par do que ainda tem e daquilo que tem de ser usado mais rapidamente.

3. Prolongue a vida das frutas e legumes

A forma como conserva os alimentos pode ajudar a reduzir a sua pegada alimentar. Ao utilizar recipientes com um pouco de água para colocar tudo o que tiver talo, como as couves, os brócolos e as ervas aromáticas, pode ajudar a prolongar o seu tempo de consumo. Para as folhas verdes como os espinafres e o agrião, envolva-as num pano húmido e reserve-as no frigorífico. No caso da fruta, pode estender o seu tempo de validade armazenando-a no frigorífico e ir retirando para um cesto à medida que a vai consumindo.

4. Evite ter a despensa cheia

Uma despensa ou frigorífico cheios podem causar um maior desperdício alimentar. Além do planeamento de refeições semanal, pode fazer uma listagem de tudo o que já tem em casa para pensar em receitas que incluam esses ingredientes. Desta forma poupará tempo e evitará que os produtos se estraguem.

5. Lembre-se do gás etileno

Certas frutas e legumes, como o abacate, a banana, o cebolinho e o tomate, emitem gás etileno ao longo do seu processo de amadurecimento. Esse gás faz com que outros alimentos sensíveis ao seu efeito, como o pepino, a cenoura, a alface e as batatas, amadureçam mais depressa. Separar os alimentos que produzem naturalmente gás etileno dos produtos sensíveis a esse gás, pode mantê-los frescos durante mais tempo.

6. Com as sobras, seja criativo

Quanto a tudo o que sobrar, tem pano para mangas. Desde utilizar a água da cozedura dos legumes para a sopa até reaproveitar as cascas de batata para fazer chips no forno. Quando tiver fruta ou vegetais muito maduros, pode cortá-los e congelar em pedaços para fazer batidos. No caso do limão, após usar o seu sumo, pode colocar uma das metades na máquina de lavar loiça para ajudar a eliminar odores desagradáveis. 

7. Faça doações de alimentos

Em Portugal existem várias organizações onde pode doar alimentos que de outra forma seriam desperdiçados. Procure um Banco Alimentar ou programa de recolha de alimentos perto de onde vive e contribua para o bem-estar de outras famílias.

8. Conserve produtos em cubos de gelo

Outra forma de evitar o desperdício de alimentos que se estragam mais rapidamente é conservá-los em cubos de gelo. As possibilidades são infinitas: pode juntar ervas aromáticas e azeite, para incluir nos seus cozinhados, rodelas de limão ou frutos vermelhos e água para aromatizar outras bebidas, etc.

9. Se tiver um quintal ou jardim, experimente fazer compostagem

Em vez de deitar fora os restos de comida, experimente fazer compostagem doméstica. A compostagem é um processo natural a partir do qual se reciclam resíduos biodegradáveis através da decomposição da matéria orgânica. Ao fazer compostagem devolve nutrientes à terra e reduz a sua pegada de carbono.

10. Faça da causa um desafio familiar

Fale com os seus familiares sobre a necessidade de combater o desperdício alimentar e lance um desafio: descubra quem consegue aguentar mais tempo sem desperdício alimentar. Com as sobras, pode criar um concurso para nomear quem cria a melhor receita.

Em sua casa, pode estabelecer a regra de utilizar tudo o que comprou na última ida ao supermercado. Registe o progresso – poderá surpreender-se!
 

Pequenos hábitos na sua rotina podem ter um enorme impacto global. Ao adotar melhores práticas em sua casa pode ajudar a conservar alguns dos recursos mais importantes do planeta.

Convidamo-lo a implementar algumas destas dicas e partilhá-las com os seus familiares e amigos. O seu contributo para a saúde do planeta começa em casa.

EXPLORAR MAIS DICAS

   

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados