Cinco formas de nos lavarmos com menos água

Estando o abastecimento mundial de água doce sob crescente pressão e a água no centro das rotinas de cuidados pessoais da maioria das pessoas, a questão que nos devemos colocar é: como podemos usar menos?

Por National Geographic
Publicado 6/06/2022, 16:36
Pode a beleza usar menos água?
A fotógrafa de conservação e exploradora da National Geographic Jenny Adler aborda a complexa ligação entre a água e a beleza.

Quer se trate de um duche matinal ou lavagem do rosto antes de ir para a cama, a maioria de nós tem por hábito abrir a torneira e usar água nas rotinas de limpeza diária. Mas o mundo está a ficar sem água: até 2025, cerca de 1.8 mil milhões de pessoas podem enfrentar escassez de água, não havendo quantidade suficiente deste líquido precioso para satisfazer as necessidades básicas de uma vida saudável – beber, cozinhar e limpar. Este facto torna a conservação da água mais prioritária na agenda ecológica. Em média, os europeus usam cerca de 144 litros de água por dia e os americanos cerca de 310 litros. Uma vez que mais de um terço dessa água é usada em higiene pessoal, a indústria da beleza desempenha um papel fundamental no que se refere a ajudar-nos a usar menos água. Apresentamos cinco formas de nos lavarmos usando menos água.

Duches mais breves (e nada de banhos de imersão!)

Embora, por norma, um duche use cerca de metade da quantidade de água do que um banho de imersão, ambas as práticas continuam a ser responsáveis por um grande desperdício de água, todos os dias. Em média, um duche requer cerca de 7,5 litros de água por minuto, pelo que tomar um duche mais rápido e eficiente é uma excelente forma de poupar água. Tente fazer uma lista de reprodução de músicas curtas, com três a quatro minutos de duração, e saia do duche quando a música terminar. Deixar a água a correr enquanto espera que aqueça é outra grande causa de desperdício – até 19 litros de água vai pelo ralo de cada vez que o faz. Mas, já existem sistemas de água quente que conseguem recircular a água quente de forma a sair diretamente na torneira ou no chuveiro sem haver o desperdício da espera.

Cerca de um terço da nossa utilização diária de água vai para a higiene pessoal,1 mas existem formas simples de reduzir o nosso consumo, incluindo tomar duches mais rápidos e fechar a torneira quando nos estamos a lavar.

Fotografia por Photograph via Shutterstock

Passar rapidamente por água ou sem passar por água

Também estão a ser desenvolvidos produtos de beleza que nos ajudam a tomarmos duches mais rápidos. A rotina tradicional de lavar com o champô e passar por água, depois usar o amaciador e passar novamente por água, leva tempo e pode consumir muita água. As marcas de beleza responsáveis têm explorado formas mais eficientes de lavar o cabelo, como a tecnologia de enxaguamento rápido da Garnier que se dilui mais facilmente na água sendo enxaguado mais rapidamente. Para poupar ainda mais água, feche a água do duche enquanto está no processo de fazer espuma! Mais ainda, já existem amaciadores sem enxaguamento e champôs secos que podem ser aplicados a seco, fazendo o cabelo parecer mais limpo sem ser lavado, enxaguado ou mesmo sem recorrer a um duche.

Desligar as torneiras

Fornecendo as torneiras cerca de 5,7 litros de água por minuto, uma forma fácil de poupar água é fechar a torneira quando não está a utilizar a água. Sabemos que não devemos manter a água a correr enquanto lavamos as mãos ou durante os dois minutos em que nos dizem para escovar os dentes – é um mau hábito que a maioria de nós já perdeu. Agora, podemos aplicar o mesmo conhecimento às rotinas de beleza e fechar a torneira quando estamos a aplicar o produto de lavagem ou então colocar apenas a água necessária no lavatório para enxaguar. E quando precisarmos de água corrente, abrir só um pouco a torneira irá reduzir o caudal de água para uma taxa mais controlada. Instalar um emulsor na torneira pode realmente reduzir para metade o caudal sem haver uma perda percetível na pressão da água.

Produtos secos

Outra grande inovação na poupança de água é o desenvolvimento de produtos de beleza que não necessitam de água. Houve um movimento positivo por parte de marcas de beleza responsáveis para retirar a água, transformando produtos que normalmente requerem água, como o champô, em produtos mais concentrados e “secos”. As barras de champô sólido da Garnier foram concebidas para usarem cerca de 20 por cento menos água ao longo do seu ciclo de vida. Também os produtos de limpeza e sérums estão a ser formulados na forma de pós finos, sendo ativados ao adicionar-se apenas um pouco de água ou dissolvidos num hidratante. Da mesma forma, o algodão presente nos discos desmaquilhantes requer muita água para ser produzido, pelo que a Garnier desenvolveu os discos desmaquilhantes reutilizáveis Eco Pads que, em geral, necessitam de menos 95 por cento de água.

Alguns produtos de beleza líquidos são removidos com água, mas os consumidores podem reduzir esse consumo de água utilizando produtos concentrados seguindo o princípio de que “menos é mais” ou regressando aos conceitos tradicionais como o sabonete sólido e as barras de champô.

Fotografia por Photograph via Shutterstock

Reutilizar água

É pouco provável eliminarmos totalmente a água da nossa rotina diária, mas existem sempre formas de reciclar a água que usamos. A instalação de um sistema de reciclagem de águas “cinzentas” irá captar a água residual dos lavatórios, chuveiros e eletrodomésticos, como máquinas de lavar loiça e roupa, e filtrá-la para ser reutilizada em casa e no jardim – por exemplo, nos autoclismos e na rega das plantas. Mas também é fácil improvisar: coloque a tampa no lavatório quando estiver a lavar o rosto e depois use essa água para regar as plantas em casa, ou tenha um balde no duche para recolher a água que corre e que pode ser usada para descarregar a sanita ou lavar o chão.  

Não é difícil reciclar água em casa. A água “cinzenta” recolhida no duche ou da lavagem no lavatório pode ser armazenada e usada para outras finalidades, como a lavagem do chão ou a rega do jardim.

Fotografia por Photograph via Shutterstock

Marcas de beleza responsáveis como a Garnier estão a ajudar-nos a poupar água nas nossas rotinas diárias, com recursos que vão desde a tecnologia de enxaguamento rápido aos discos desmaquilhantes reutilizáveis. A Garnier também está a trabalhar no sentido de poupar água nos seus próprios processos diários com o compromisso de reduzir significativamente o seu consumo de água industrial. As cinco fábricas com ciclo de água da Garnier foram especialmente concebidas para serem eficientes. Nelas 100% da água é re-processada, reciclada ou reutilizada para limpeza e arrefecimento, de forma a que a água não seja continuamente obtida no abastecimento público. Embora as marcas responsáveis estejam a tornar possível a poupança de água, cabe-nos a nós, enquanto consumidores, repensar individualmente as nossas rotinas diárias e fazer escolhas mais conscientes em relação à água, desde os produtos que utilizamos à forma como são utilizados.

Para saber mais sobre a jornada transformadora do mundo da beleza, clique aqui.

Continuar a Ler

Também lhe poderá interessar

Meio Ambiente
Pode a beleza usar menos água?
Meio Ambiente
Efeitos do aquecimento global
Meio Ambiente
Especialistas temem que as inundações mortais na Alemanha sejam um vislumbre do futuro climático
Meio Ambiente
Flor nunca antes documentada desabrocha numa das árvores mais raras do mundo
Meio Ambiente
Sylvia Earle e uma equipa de biólogos marinhos estão a trabalhar para proteger o ecossistema dos nossos oceanos

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados