10 Curiosidades Sobre os Oceanos

segunda-feira, 26 de março de 2018

Por National Geographic
Créditos: Florian Ledoux

Este ano, o National Geographic Summit propõe levá-lo numa viagem sensacional em torno do globo: uma visita ao ESPAÇO, com o astronauta Terry Virts, uma descida à TERRA com o fotojornalista Charlie Hamilton James, um mergulho nos OCEANOS com a exploradora pioneira Sylvia Earle, e a descoberta de uma realidade da HUMANIDADE, com a ativista Hyeonseo Lee e a repórter Mariana van Zeller.

 Os OCEANOS, constituem a força vital da Terra, fluindo por quase três quartos da sua superfície e fornecendo metade do seu oxigénio. São responsáveis pelo regulamento da temperatura, existência de diversos tipos de clima e albergam cerca de 80% das espécies existentes no planeta Terra.

Sabia que…?

 1.   A maior parte do oxigénio da Terra é produzido não pelas árvores, mas pelas algas marinhas? 

2.    A área dos oceanos equivale a cerca de 70% da superfície da Terra?

3.    A área mais profunda dos oceanos é conhecida como a ‘Fossa das Marianas’ e fica no Oceano Pacífico. O ponto mais profundo fica a 11 km de profundidade. É um longo mergulho até là! 

4.    A National Geographic simulou o que aconteceria ao planeta se o gelo do Ártico e da Antártida derretesse: o nível médio do mar subiria por volta de 66 metros, com consequências devastadoras para as zonas costeiras continentais - Adeus Lisboa! E Porto, Setúbal, Faro... Quase todo o litoral de Portugal continental simplesmente desapareceria. 

5.    A maior cadeia de montanhas do mundo fica no oceano Atlântico? Infelizmente não a podemos ver uma vez que se encontra submersa. Trata-se da ‘dorsal mesoatlântica’ ou ‘crista oceânica do Atlântico’, também referida pelo acrónimo DMA (ou MAR, do inglês: Mid-Atlantic Ridge), é uma cordilheira submarina que se estende sob o Oceano Atlântico e o Oceano Ártico.

6.    Foi descoberto no Oceano Pacífico um amontoado de lixo que já é maior do que todo o território francês? O plástico no oceano prejudica os animais e transforma-se em micropartículas que se alojam nos peixes que nós, humanos, acabamos por ingerir. Um estudo da Ellen MacArthur Foundation prevê que em 2050 a quantidade de plástico nos oceanos seja maior do que a quantidade de peixe se não forem tomadas medidas urgentes.

7.    Cerca de sete milhões de toneladas de resíduos são despejados nos mares e oceanos do planeta todos os anos. Pneus de automóveis, garrafas, sacos de plástico, redes de pesca contam-se de entre os resíduos mais comuns. É estimado que isto afeta mais de 600 espécies de fauna marinha, das baleias às tartarugas, e ainda as aves, e que 100 mil mamíferos marinhos morrem todos os anos por causa do lixo.

8.    Os peixes de profundidade média do Oceano Pacífico Norte ingerem, anualmente, entre 12 mil a 24 mil toneladas de plástico - o que equivale a 480 milhões de garrafas de plástico de dois litros ou ao peso de 132 baleias azuis? 

9.    Sabia que a pesca excessiva e insustentável é responsável pela extinção de diversas espécies, e que se continuar a este ritmo já nada haverá para pescar por volta do ano 2048? Muitos cientistas dizem a situação pode ser revertida através de medidas legislativas apropriadas e maior recurso à aquicultura. Em muitas regiões, há razões para a esperança. Mas a pesca ilegal e insustentável é muito preocupante. E um público mal habituado e essencialmente apático relativamente a esta situação dos oceanos complica os esforços para reparar o dano causado. 

10.    Os recifes de corais também são vítimas visíveis da atividade humana. O aquecimento global, o assoreamento, a poluição e outros fenómenos estão a desgastar os corais até a morte, e a pesca excessiva retira alimentos da água do que aquilo que os recifes podem restaurar.

Saiba mais sobre o National Geographic Summit e compre já o seu Bilhete Early Bird com 25% de desconto até dia 08 de Abril, aqui:

10 Curiosidades Sobre os Oceanos
10 Curiosidades Sobre os Oceanos
Continuar a Ler