Para que todo o mundo tenha acesso ao café

A região de Jalapa, onde cresce algum do café de melhor qualidade do mundo, sofre com a erosão dos solos. Mas um programa agroflorestal está a ajudar os produtores a garantir o seu futuro e a fornecer café de qualidade a todo o mundo.

Wednesday, May 6, 2020,
Por Jack Neighbour
Como o programa agroflorestal ajuda a proteger o futuro do café na Guatemala
Como o programa agroflorestal ajuda a proteger o futuro do café na Guatemala

Todos adoramos café, mas, de acordo com um estudo de 2019, este nosso prazer matinal pode estar em risco. Cientistas da Royal Botanic Gardens da Grã-Bretanha afirmam que a desflorestação, as pestes e os patogénicos podem destruir 60% de todas as variedades de café selvagem nas próximas décadas. Só as alterações climáticas podem reduzir em metade a terra adequada para a produção de Arábica até 2050.

A Nespresso pretende garantir que nada disto irá acontecer. Foi por isso que criou o programa AAA Sustainable Quality que ajuda os agricultores de regiões produtoras de café premium a tornarem as suas plantações mais resistentes às alterações climáticas. Uma das formas de o fazer é através das árvores, essenciais para o futuro não só do café de alta qualidade, mas também da valiosa herança das culturas que aí crescem.

Através de uma iniciativa agroflorestal, os produtores estão a proteger as suas plantações com "árvores-barreira", que são espécies não produtoras de café que fornecem sombra, alimentam os solos e protegem as delicadas colheitas das condições climatéricas adversas. Desde 2019, foram plantadas 752 132 árvores-barreira.

Fotografia de Rena Effendi

Em 2020, a Nespresso tenciona plantar 5 milhões de árvores na Colômbia, Guatemala, Etiópia, Indonésia e Nicarágua, através do insetting, uma prática agroflorestal que equilibra as emissões de dióxido de carbono de uma empresa, plantando árvores na sua cadeia de abastecimento. O processo de insetting, implementado pelo parceiro florestal PUR Project, ajuda a que a pegada ecológica de uma empresa possa restaurar os ecossistemas locais e contribuir para a sustentabilidade.

Durante décadas, as condições climatéricas cada vez mais turbulentas nestas regiões fizeram com que a barreira de árvores que aí existia desaparecesse, levando consigo os nutrientes que alimentavam os solos e a vida selvagem que fortificava a terra. Mas, ao plantar as espécies certas de árvores jovens nas encostas montanhosas de elevada altitude, os pequenos produtores como o Willy Solares Aguilar de Jalapa, na Guatemala, estão a alimentar e a fazer prosperar a biodiversidade.

Como parte da sua formação, os habitantes locais e os agricultores plantam árvores jovens num campo de prova do cafeeiro. Estas plantas-barreira ajudam a evitar a erosão dos solos, um problema recorrente nesta região.

Fotografia de Rena Effendi

“As árvores são um recomeço para nós”, afirma Don Willy. “Os pássaros e a vida selvagem regressaram à minha quinta. A Nespresso está a ensinar-nos a proteger o planeta. Tenho a certeza que eu e a minha família vamos produzir café por muitos anos".

Desde 2014 que Don Willy trabalha
com os agrónomos da Nespresso para perceber como as árvores que está a plantar asseguram o futuro do seu café, enriquecendo o solo e protegendo contra o mau tempo. Mas existe ainda outra vantagem lucrativa. Don Willy e a esposa terão aqui uma fonte de rendimento adicional, graças à venda da fruta e da madeira destas árvores.

Jalapa, Guatemala
O rescaldo de uma derrocada. As árvores-barreira não se limitam a proteger os cafeeiros e os solos do mau tempo. As suas raízes criam uma rede que agrega toda esta paisagem montanhosa. Sem elas, a terra fica mais solta e vulnerável ao colapso.

Apaixonados pela cultura rica em café da sua região, os agricultores virados para o futuro como Don Willy estão a incentivar outros produtores a adotar as práticas agroflorestais sustentáveis da Nespresso. Afinal, são estas práticas que os vão ajudar a garantir que a sua herança e o fornecimento de café ao mundo irão prosperar nas próximas gerações.

MAIS INFORMAÇÕES

Continuar a Ler

explorar vídeos

Meio Ambiente3:00

Um produtor de café da Costa Rica caminha a passos largos rumo à sustentabilidade total