Viagem e Aventuras

Este é o País Menos Visitado da Europa

É também uma das nações mais antigas e mais pequenas do mundo. Quinta-feira, 5 Abril

Por Christine Blau

Segundo a Organização Mundial do Turismo da Nações Unidas, a Europa atrai mais turistas internacionais do que qualquer outra região do mundo. Os 616 milhões de pessoas que surpreendentemente visitaram o continente no ano passado enfrentaram a difícil escolha de dezenas de destinos, cada um com a sua estimulante oferta de história, tipos diferentes de oferta cultural e paisagens épicas. França é, de longe, o país que mais viajantes seduz, mas quem está em último lugar?

A pairar num penhasco rodeado por Itália, o pequeno país sem costa chamado São Marino tem o título de país menos visitado da Europa, um pequeno ponto no mapa com apenas 61 quilómetros quadrados. Eis as razões pelas quais viajantes de todos os tipos deviam visitar este microestado que tem passado despercebido.

Para Apreciadores de História

Fundada no século IV e uma das repúblicas mais antigas do mundo, São Marino existe desde o tempo em que as cidades-estado proliferavam na Europa – uma fase muito importante do desenvolvimento de modelos democráticos em todo o mundo. Passeie pela capital sem carros deste país, que também se chama São Marino, e que é património da humanidade da UNESCO. Tem uma disposição medieval pontuada por três imponentes fortalezas, testemunho de um passado conturbado.

Para Paisagens Épicas

O Monte Titano, parte dos Apeninos, domina a paisagem de São Marino, rodeada por Itália e com vistas desimpedidas do Mar Adriático. Velhos bancos de pedra salpicam os socalcos, oferecendo um lugar onde nos podemos deliciar com o espaço verdejante que se estende até às cidades vizinhas. Apanhe o funicular de uma destas cidades, Borgo Maggiore, até ao centro histórico, para ver paisagens arrebatadoras de Itália em todas as direções.

Para Amantes de Comida

Todas as regras da comida do norte de Itália se aplicam aqui também, com uma forte tradição de produção de queijo. A gastronomia de São Marinho, com muita massa e pratos de carne, é um equilíbrio entre o rico e o fresco, com produtos de produção local. Nesta zona, existe uma predileção pelo pão achatado e recheado chamado piada, semelhante a uma piadina da vasta região de Emilia-Romagna. E não se esqueça do vinho: São Marino produziu vinho durante quase dois mil anos, e envelheciam as garrafas em adegas com temperaturas adequadas.

Para Fãs de Arquitetura

Os visitantes fazem uma viagem no tempo no museu vivo de história da antiga capital, onde estão conventos do século XIV e XVI, o Titano Theatre, do século XVIII, e uma basílica neoclássica construída no século XIX. O edifício central, o Palazzo Pubblico lembra o Palazzo Vecchio de Florença, numa escala muito mais pequena.

Para Compradores Experientes

A isenção de impostos de São Marino faz com que seja mais barato fazer compras do que na vizinha Itália. As cerâmicas modernas datadas de meados do século passado atraem os colecionadores, bem como os selos de correio, criados no final do século XIX para uso nacional.

Para Viajantes de Um Só Dia

São Marino pode não ser um membro da União Europeia, mas também tem abertura de fronteiras com Itália, para turistas que fiquem menos de dez dias. A localização ideal que tem faz com que seja fácil fazer viagens de um só dia a cidades como Florença ou Bolonha, ambas situadas a menos de três horas de distância.

Continuar a Ler