Natal na Serra da Estrela: Preparado para Um Natal Branco?

Portugal tem ótimos destinos para passar o natal. Hoje damos-lhe 10 razões para descobrir o Natal na Serra da Estrela.sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Por National Geographic

A Serra da Estrela deslumbra, há séculos, escritores e cantores, turistas e viajantes, e quem lá vive, claro está. Miguel Torga chamou-lhe “alta, imensa, enigmática”. Aquilino Ribeiro diz que “a Serra da Estrela é uma personalidade.” Até Herman Melville se deslumbrou com a Serra da Estrela, no conhecido romance Moby Dick.

E se há 1001 razões para visitar a Serra da Estrela na Primavera, Verão e Outono, apresentamos-lhe 10 razões para passar o Natal na Serra da Estrela este ano.

 

1. Há Um Manto Branco de Neve

A Serra da Estrela é bem conhecida (não só, mas também) pela neve. Durante alguns meses de Inverno, o parque natural cobre-se de branco, por longos quilómetros.

Este manto de neve, vem quase invariavelmente acompanhado de temperaturas negativas, às vezes até abaixo dos 10 graus negativos! Aproveite para descobrir o artesanato feito de lã na Serra da Estrela... Meias típicas e casacos quentinhos para enfrentar o frio!

 

Veja estas fotografias magníficas da Serra da Estrela coberta de neve:

2. Ski na Única Estância Nacional

Portugal é um país com imensa costa, e com ela, praias, praias, praias. Algumas, até são frequentadas a meio do Outono, ou bem no início da Primavera. Mas desengane-se quem pensa que em Portugal só há atividades típicas do Verão!

Na Serra da Estrela encontra a única estância de ski de Portugal, com nove pistas, por entre os fósseis dos vales glaciares, num total de quase 8km de extensão. Aqui pode praticar-se desportos de Inverno como ski ou snowboard.

 

3. Natureza e Paisagens em Estado Natural

A Serra da Estrela, sendo uma área protegida, um Parque Natural criado em 1976, é casa de uma natureza bem cuidada e preservada, inigualável no nosso país e no Mundo.

Com fauna e flora características, a Serra da Estrela presenteia os que a visitam com belíssimas paisagens, nasceres e pores-do-Sol de tirar o fôlego, mas também com relevos de proporções colossais como o Cântaro Magro. Além disso, três rios nascem aqui: O Zêzere, o Alva e o Mondego.

 

4. Em Cabeço, a Aldeia Natal

Durante o Natal na Serra da Estrela, a aldeia de Cabeço transforma-se em Aldeia Natal, com quase um mês de espírito natalício, enfeites feitos à mão, e outras decorações amigas do ambiente.

Esta Aldeia Natal da Serra da Estrela é, entre outras coisas, um evento sustentável: são usados LEDs para iluminar as ruas com cores garridas, as decorações são feitas com materiais naturais – que provêm em grande parte das ações de limpeza e desbaste florestais – e o consumo de plásticos e materiais sintéticos é mínimo.

Conheça 20 mercados de Natal a visitar em Portugal!

 

5. Gastronomia e Doçaria Demasiado Boas

Não é novidade para ninguém que a gastronomia da Serra da Estrela não pode ser provada uma única vez. Quem experimenta, repete, com toda a certeza. Falamos do afamado Queijo da Serra, que delicia quase todos os sentidos, do arroz de Zimbro, das papas de milho – que aquecem os pequenos almoços -, as sardinhas doces e o ensopado de borrego, o cabrito assado em forno de lenha ou o guloso arroz de míscaros.

Mas olhe que o Natal também traz outros pratos! A doçaria conventual da zona da Serra da Estrela é de comer e chorar por mais! E já provou as Rabanadas da Beira, feitas com leite de cabra?

 

6. Ar Puro e Tranquilidade

A Serra da Estrela não é para quem gosta de correrias e do stress caraterísticos dos centros urbanos. Nesta área privilegiada não há poluição, não há buzinas de carros, não há transito ou azáfama da cidade.

Em boa verdade, pode encontrar algum engarrafamento pelo caminho. As vacas e ovelhas que se passeiam pela Serra podem provocar um atraso de cinco minutos na sua exploração desta área. Mas além das conversas misteriosas das vacas e ovelhas, na Serra da Estrela ouvirá o chilrear das freirinhas, dos chascos e dos guarda-rios, o ladrar dos cães da Serra da Estrela, ainda um lobo ou raposa que passem distraídos, ou até o mergulhar de uma lontra. Com sorte, consegue ver uma geneta!

Sabia que estes animais existem em Portugal?

 

7. Ponto Mais Alto de Portugal Continental

A Torre, ponto mais alto da Serra da Estrela e de Portugal Continental, não é, ao contrário do que pensa, um cume de uma montanha. É, sim, o ponto mais alto de uma serra, onde se consegue chegar sem necessidade de escaladas ou montanhismo: pode chegar confortavelmente de carro, ou a pé se quiser.

No cimo da serra, na Torre, encontrará um miradouro com uma vista deslumbrante para vales de xisto e granito. A Torre da Serra da Estrela, que se encontra no limite das freguesias de Unhais da Serra, São Pedro de Manteigas, Loriga e Alvoco da Serra, está a 1993 m de altitude, e conta-se que o Rei D. João VI mandara construir um monumento em pedra para que se atingisse o número redondo de 2000 m. Não é o topo do mundo, mas é o topo de Portugal Continental, que já é incrível. O ponto mais alto de Portugal, com 2351m, é o Pico, nos Açores.

 

8. Lagoas, Covões, Vales e Túneis de Água

Na Serra da Estrela pode ainda visitar lagoas, naturais e artificiais, como a Lagoa do Urso, a Lagoa Comprida (a maior!) e a Lagoa Redonda, ou o Poço do Inferno e a sua cascata, o Covão do Forno e o Covão dos Conchos, o Covão D'Ametade, o Vale Glaciar ou a Nave da Mestra...

E se ficou curioso em relação ao túnel, fica no Covão dos Conchos. Foi construído nos anos cinquenta, e através de quilómetro e meio de comprimento, leva as águas recolhidas da Ribeira das Naves para a Lagoa Comprida.

 

9. Aldeias com História, Histórias e Lendas

Ao passear pela Serra da Estrela, que engloba a vila de Fornos de Algodres, e as cidades Gouveia e Seia, encontrará dezenas de aldeias históricas e com muitas histórias, aldeias de montanha, pitorescas, medievais ou com herança judaica... a diversidade não falta na Serra da Estrela.

Além disso, toda a área e a própria serra estão envoltas em lendas, que têm como protagonistas o deus Mercúrio, o guerreiro lusitano Viriato, ou a belíssima amizade entre um pastor e uma estrela.

Conhece a lenda da Atlântida Perdida?

 

10.  Águas Terapêuticas e Relaxantes

Mas na Serra da Estrela não há só oportunidade para ver e aproveitar a neve, para conhecer os encantos da serra ou para se maravilhar com as gentes e costumes. Na Serra da Estrela, onde a natureza é generosa, as águas frescas e límpidas são terapêuticas. As cinco termas e estâncias termais espalhadas pela Serra da Estrela têm águas com propriedades que ajudam em várias maleitas, desde problemas de ossos ou musculares, respiratórios ou de pele.

A Serra da Estrela é a combinação perfeita de natureza, património histórico e natural, diversão, turismo sustentável, diversão e atividades de Inverno, e tradições e costumes antiquíssimos. Um sítio para se perder de amores.

 

O nosso conselho é: não passe o Natal na Serra da Estrela. Pode apaixonar-se pela região e nunca mais querer sair de lá.