Viagem e Aventuras

Veja o Rio de Janeiro Como Um Explorador Nat Geo

Desde florestas vastas a bairros vibrantes, descubra o Rio de Janeiro com estas dicas. Wednesday, March 20

Por Leonardo Moutinho Lanna
A famosa estátua do Cristo Redentor, rodeado pela Floresta da Tijuca, sobre o Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro, conhecido como Cidade Maravilhosa, é famoso pelas suas paisagens de tirar a respiração, praias deslumbrantes, pessoas acolhedoras e, claro, pelo Carnaval. Lar da estátua do Cristo Redentor, da samba e da bossa nova, e da vasta Floresta da Tijuca, esta cidade brasileira é um cruzamento perfeito entre cultura e natureza. É uma combinação de maravilhas selvagens e criatividade humana que me faz nunca querer sair desta cidade.

O MEU TRABALHO

A Expedição Mantis foi uma jornada na Mata Atlântica, para encontrar o ardiloso louva-a-deus. A equipa explorou lugares incríveis – desde as montanhas da Serra dos Órgãos às dunas de Itapebussus – onde seres humanos e animais selvagens coexistem. Na nossa busca por louva-a-deus, descobrimos a rica biodiversidade do bioma ameaçado e as histórias daqueles que nele habitam.

SUSTENTABILIDADE

O Navegador, no Centro do Rio de Janeiro, é um restaurante acolhedor que tem comida tradicional brasileira e um menu orgânico local. Os ingredientes do restaurante são fornecidos por diversas quintas familiares da zona, ajudando assim a desenvolver uma rede de produção sustentável.

O QUE TENHO NA MOCHILA

Eu nunca me esqueço de levar uma lanterna. Quando o sol se põe, a vida selvagem é muito abundante, pois a maioria dos animais está mais ativa durante a noite. Enquanto muitas pessoas passeiam pelas áreas naturais e ficam satisfeitas com algumas aves e borboletas, eu estou sempre ansioso para regressar durante a noite e encontrar os seus habitantes escondidos. As investigações noturnas são relaxantes, cheias de maravilhas e acessíveis a qualquer pessoa que tenha uma lanterna. No Rio, certifique-se sempre de saber quais são as áreas seguras para explorar à noite: evite explorar sozinho e pergunte sempre a um habitante local quais os locais a evitar, pois estes podem mudar com frequência.

ARTES TRADICIONAIS

Os artesãos locais podem ser encontrados em algumas feiras, como a Feira de São Cristóvão, a Feira da Praça XV, a Feira de Copacabana e a Feira do Lavradio. O bairro de Santa Teresa, para além das suas belas casas antigas, ruas e restaurantes tradicionais, tem muitos artesãos locais com pequenas lojas como a Tucum Brasil, que vende arte indígena.

Bar do Mineiro – uma das casas mais famosas do bairro boémio de Santa Teresa – serve comida tradicional de Minas Gerais.

ETIQUETA LOCAL

O Brasil é o único país de língua portuguesa da América Latina. O inglês é muito falado, especialmente em zonas de turismo, e os habitantes locais são geralmente muito prestáveis. Apesar do Rio ter praias maravilhosas e quedas de água, o nudismo não é permitido. A partilha de comida é uma prática comum, por isso, esteja à vontade para perguntar se a refeição pode ser partilhada. Vai reparar que os habitantes locais beijam-se e abraçam-se quando se cumprimentam.

LEITURA OBRIGATÓRIA

Um livro clássico para começar a aprender sobre países com florestas tropicais é In the Rainforest, da jornalista Catherine Caufield. Embora seja relativamente antigo, ainda retrata com precisão a beleza e a fragilidade destes lugares. Mas a verdadeira natureza do Brasil encontra-se na sua música. Antes de visitar o Rio, tem de ouvir Acabou Chorare da banda Novos Baianos, Tropicália ou Panis et Circensis, Clube da Esquina de Milton Nascimento e Lô Borges, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina, Vinícius de Morais e Tom Jobim (bossa nova), Nara Leão, Chico Buarque e Gal Costa (música popular brasileira) e Os Mutantes (rock brasileiro).

FAÇA UMA AULA

Durante algumas estações do ano os viajantes podem ter aulas nas escolas de samba e noutros locais, especialmente na altura do Carnaval. Antes do Carnaval, os viajantes podem comprar trajes nas comunidades locais, para participar nos desfiles das escolas de samba.

Bailarinos a dançar na escola de samba Salgueiro, uma de muitas que integra o famoso desfile de Carnaval que enche as ruas do Rio de Janeiro, com cerca de um milhão de turistas anualmente.

DICA ÉTICA DE VIAGEM

O Brasil é um país multicultural e diversificado. O Rio de Janeiro alberga todos os tipos de culturas e religiões, portanto, seja sempre amável e respeitoso. Não deite lixo para o chão, especialmente na praia. Não alimente os animais selvagens.

PROVE OS SABORES

O pedido mais tradicional na praia é o Biscoito Globo (lanche de amido de mandioca) e o Matte Leão (chá frio). Nos quiosques da praia ou da lagoa, a água de coco fresco é obrigatória. O açaí congelado e os sucos frescos fornecem energia para as  caminhadas pela cidade. Para o pequeno-almoço, experimente o Café Jarbô (Jardim Botânico), a Casa da Táta (Gávea), o Empório Jardim (Leblon), ou o Tapi (Leblon ou Centro). Para o almoço ou jantar, experimente o Zazá Bistrô (Ipanema) ou o Fogo de Chão (Botafogo).

EXPLORE NOVOS CAMINHOS

A Prainha é uma praia virgem, longe da área da cidade, mas que merece realmente uma visita; depois, o marisco em Guaratiba é uma opção excelente. A Pedra Bonita tem um trilho fácil com uma vista maravilhosa da cidade. Para os caminhantes experientes, a Pedra da Gávea e o Bico do Papagaio têm as vistas mais belas da metrópole. Pode fazer um passeio de barco até a Ilha de Paquetá, uma pequena vila onde o tempo parece ter parado.

HERANÇA CULTURAL

Os habitantes locais adoram observar o pôr do sol. Dirija-se a Mureta da Urca, onde as pessoas se reúnem para uma tarde de cerveja ou caipirinha à beira-mar, ou à Pedra do Arpoador, onde termina a Praia de Ipanema, para desfrutar de um final de dia. Os locais turísticos típicos que merecem uma visita são o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar, a Praia Vermelha, o Theatro Municipal, o Real Gabinete Português de Leitura, a Escadaria Selarón, o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio. Eu nunca me canso destes locais. Se procura samba ao vivo, aos fins de semana a Lapa é um bairro boémio com uma vida noturna muito boa.

EXPLORE AO AR LIVRE

A vida selvagem pode ser facilmente observada no Jardim Botânico, lar de uma diversidade imensa de plantas e animais como tucanos, macacos-pregos, capivaras e pássaros da família Thraupidae. Reserve algum tempo para visitar as áreas especiais de orquídeas, bromélias, cactos, plantas carnívoras e abelhas. Se ficar até mais tarde, pode explorar o Jardim com uma lanterna. O Museu Nacional é o principal museu natural, e a Exposição Floresta Protetora é uma exposição moderna sobre a Mata Atlântica. Lembre-se de nunca alimentar os saguins que se encontram pelas ruas da cidade.

A maior floresta urbana do mundo, a Floresta da Tijuca, é uma floresta tropical plantada a mão no Rio de Janeiro, albergando centenas de espécies de fauna e flora, algumas raras e em perigo de extinção.

LOCAL OBRIGATÓRIO

O Parque Nacional da Tijuca protege todas as florestas em redor e é o lar de animais selvagens incríveis. Há trilhos com diversos níveis de dificuldade, quedas de água e cavernas. É imperdível para quem quer ver uma floresta tropical a apenas 10 minutos do movimentado Rio de Janeiro. Eu levo todos os meus hóspedes até à floresta e eles dizem sempre que foi a sua melhor experiência no Rio.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler