Viagem e Aventuras

Faça Uma Viagem Pelos Países Mais Felizes do Mundo

O Relatório Mundial de Felicidade das Nações Unidas, de 2019, classificou 156 países de acordo com fatores-chave que suportam o bem-estar.Thursday, April 4

Por Christine Blau, Gulnaz Khan
ver galeria

O que faz um país feliz? As Nações Unidas respondem a esta questão no seu Relatório Mundial de Felicidade anual, que abrange um total de 156 países. Os ingredientes-chave para o bem-estar incluem mais anos de vida saudáveis, mais apoio social, confiança no governo, um PIB mais elevado per capita e generosidade.

Os 10 países no topo da lista do ano passado são praticamente os mesmos que figuram na lista deste ano; contudo, alguns conseguiram subir posições enquanto outros desceram. A Finlândia continua em primeiro lugar, a Austrália saiu da lista para o décimo primeiro lugar e a Áustria subiu ao décimo. O Canadá, o único país das Américas na lista dos dez melhores, caiu de sétimo para nono. Os EUA também caíram para o décimo nono lugar, uma posição abaixo do ano passado.

O relatório deste ano centrava-se em felicidade e comunidade, avaliando fatores como tecnologia, internet, dados em grande escala e dependências.

"Vivemos numa era de tensões crescentes e emoções negativas", disse Jeffrey Sachs, diretor da Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável e coautor do estudo, através de um comunicado de imprensa. O objetivo do Relatório Mundial de Felicidade é fornecer aos governos e indivíduos uma estrutura para promover a felicidade.

Em 2012, as Nações Unidas reconheceram o dia 20 de março como o Dia Internacional da Felicidade, para destacar “a relevância da felicidade e bem-estar como metas e aspirações universais nas vidas de seres humanos em todo o mundo, e a importância do seu reconhecimento em objetivos políticos coletivos”.

Apesar das experiências dos turistas não terem sido o foco das atenções, o relatório estabelece um padrão para os lugares felizes a visitar. Verdade seja dita, os sorrisos são contagiosos. Eis os países mais felizes do mundo e o que os torna tão especiais.

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler