O Roteiro de Inverno Para 2 Dias no Porto

Condecorado como melhor destino turístico da Europa e como uma das 20 melhores cidades pequenas do mundo, pode ter também o roteiro de inverno perfeito. Saiba como visitar a cidade do Porto, mesmo em dias de chuva.

Publicado 17/02/2020, 15:53 WET, Atualizado 5/11/2020, 06:02 WET
Palácio da Bolsa do Porto
Palácio da Bolsa do Porto, localizado na baixa portuense.
Fotografia de Palácio da Bolsa

É possível passear na cidade Invicta mesmo em dias de chuva. Preparamos um roteiro de inverno, para usufruir ao máximo da cidade em dois dias, partindo à descoberta do centro histórico do Porto.
 

Roteiro de Inverno, para dois dias na cidade Invicta

Estação de São Bento
Se chega à cidade de comboio, pode já riscar da sua check list de viagem a visita a este edifício monumental. O edifício que alberga a Estação de São Bento remonta ao século XX e é conhecido pelos seus vinte mil azulejos. Para além de poder observar uma autêntica obra de arte em tons de azul, o azulejo português conta-lhe a história da vida dos trabalhadores portugueses durante os períodos de colheita da uva. A evolução dos caminhos de ferro, o Torneiro de Arcos de Valdevez, entre outros episódios históricos que estão representados pelos diversos artefactos em cerâmicas e de tonalidade azul.

Palácio da Bolsa
De partida da Estação de São Bento, pode optar por descer a famosa Rua Mouzinho da Silveira ou a renascida e vivaça Rua das Flores até ao Palácio da Bolsa.
O Palácio da Bolsa remonta ao ano de 1842 e é um dos locais mais visitados por quem passa pelo Porto de visita. Portanto, perfeito também para incluir num roteiro de inverno pela cidade. É um espaço luxuoso, tendo como principal atração o seu Salão Árabe. Conte com uma visita de 45 minutos aproximadamente, não esquecendo a importância da marcação da sua visita.

Igreja de São Francisco
Mesmo ao lado do Palácio da Bolsa, esta igreja é considerada um museu e é exemplar do trabalho em talha dourada. Prepare uma visita sem pressa, para apreciar todos os pormenores desta autêntica obra de arte.

Caves do Vinho do Porto
É indiscutível que uma visita às caves do vinho do Porto façam parte do seu roteiro de inverno. A não ser que não seja apreciador de vinho e que a sua história lhe seja indiferente, não pode deixar uma visita às caves e uma prova de Porto de lado. As caves situam-se na margem ribeirinha de Vila Nova de Gaia e vale mesmo a pena visitar mais do que uma cave. Entre elas temos a Croft, Taylor’s, Graham’s, Cockburn’s e Sandeman.
Pode aproveitar para atravessar a pé a Ponte Luís I, construída pelo Engenheiro belga Theóphile Seyrig, numa estrutura metálica com dois tabuleiros, construída entre os anos de 1881 e 1888. É comum assistir aos jovens residentes saltarem do tabuleiro inferior da ponte para o rio Douro a troco de umas moedas atiradas por turistas ou, simplesmente, a troco de mais nada para além da diversão. Naturalmente que num roteiro de inverno não assistirá a tal ritual que dura gerações, mas poderá ter a perceção da altura e imaginar os saltos na imensidão das águas escuras do rio.
Chegando às caves, um guia local irá elevar o seu conhecimento sobre o vinho mais popular e conhecido de Portugal e, poderá degustar e aquecer-se com um bom cálice de vinho do Porto.

Estação de São Bento, um dos ex-libris da cidade do Porto.
Fotografia de Câmara Municipal do Porto

Catedral da Sé, Claustro e Paço Episcopal
Pode optar pelo regresso ao centro histórico de autocarro ou entregar-se de corpo e alma às calçadas da cidade. Sugerimos que suba o Funicular dos Guindais e aprecie toda a paisagem que este lhe permite alcançar sobre o rio Douro.
Com saída junto da Batalha, dê um salto à Catedral da Sé, na parte mais alta e mais antiga da cidade. O imponente edifício trasmuta beleza e o seu claustro apresenta diversos exemplares de painéis de azulejos, com uma excelente coleção de arte sacra. Ao lado da catedral encontra-se o Paço Episcopal, atual residencia do Bispo do Porto. Este edifício é um belo exemplo da arquitetura barroca e tem uma enorme importância na história da cidade.

Salão do Café Majestic, localizado na baixa do Porto.
Fotografia de Café Majestic

Café Majestic
Deambule pela Rua de Santa Catarina até ao mítico café Majestic. Este é um café histórico, com uma relevância que decorre tanto do ambiente cultural que o rodeia, como a tradição de acolhimento do café, levando a que seja considerado, em 2011, como o sexto café mais bonito do mundo. Por ele passaram várias personalidades da vida cultural e artística da cidade.

Mercado do Bom Sucesso
O Mercado do Bom Sucesso é dos mais importantes da cidade do Porto. Tal como o Mercado do Bolhão era a referência na oferta dos melhores frescos. Situado na freguesia de Massarelos, com inúmeros acessos disponíveis até si, o Mercado do Bom Sucesso sofreu uma remodelação total, terminando no ano de 2013.
Este novo mercado envolve as cores e os aromas do passado com a modernidade da época atual. Agora encontramos um mercado que se enche de oferta de iguarias e serviços, com uma atmosfera moderna. Para além disso, o mercado de frescos, com legumes, frutas, peixes, carnes, flores e outros produtos, continua disponível.
Aqui poderá absorver diferentes sensações num ambiente retro, intimista e cosmopolita. A animação expande-se por atividades que acontecem semanalmente, como pequenos concertos, peças de teatro, exposições ou workshops, que se estendem a todas as idades.
Não deixe de enriquecer a sua visita ao experimentar algumas das diferentes iguarias de Portugal e do mundo, disponíveis nas 44 bancas. Poderá ainda usufruir de uma série de serviços como papelaria, livraria, roupa, cosmética, entre outras. Por cima da praça principal encontram-se escritórios e um hotel.

Livraria Lello
Considerada a livraria mais bonita do mundo, a livraria Lello disponibiliza visitas guidas a este museu literário.
A Lello serviu também de inspiração à saga Harry Potter, da autora J. K. Rowling, através das suas escadarias de madeira, que levaram à criação das escadarias de Hogwarts.
A par com a livraria Bertrand, em Lisboa, esta é uma das livrarias mais antigas de Portugal, colocando-se em terceiro lugar da melhor do mundo nas listas da Lonely Planet e The Guardian.

Torre dos Clérigos
A Torre dos Clérigos é um símbolo da cidade do Porto, datada do século XVIII. De estilo dominantemente barroco, foi construída entre 1732 e 1763, pelo arquiteto Nicolau Nasoni.
Este ex-libris da cidade integra três elementos principais: a Igreja dos Clérigos, a Torre dos Clérigos e a Casa da Irmandade, que liga a igreja e a torre. Foi classificado como Monumento Nacional no ano de 1910.
Aproveite e refugie-se da chuva nesta torre de 75 metros de altura, composta por seis andares, com dois campanários e um carrilhão com 49 sinos. Ganhe coragem para subir os desafiantes degraus até ao topo e disfrute de uma ampla vista panorâmica sobre a cidade do Porto e seus arredores, numa perspetiva de 360º. Esta visita é possível ser realizada quer de dia ou de noite quando, em épocas especiais, a torre encerra as suas portas apenas pelas 23h00.

Exposições, Concertos ou Espetáculos
Se é fã de exposições, enriqueça a sua cultura abrigando-se também da chuva. Na cidade não faltam opções. Entre elas estão o Museu dos Transportes e Comunicações, o Museu de Serralves e o Centro Português de Fotografia. As galerias de arte da Rua de Miguel Bombarda também são uma referência da arte e da cultura.
Na parte mais moderna da cidade encontra outro dos edifícios mais visitados, a Casa da Música. Esta possibilita visitas guiadas e oferece um leque de concertos para todos os gostos.
Falar de espetáculos obriga-nos a falar do inegualável Teatro de Sá da Bandeira ou o Teatro Rivoli. Ambos oferecem um conjunto de peças de teatro, musicais, comédias e outros mais para todos os gostos e para todas as idades.
 

Um roteiro de inverno no Porto é o ideal para conhecer a cidade de outra perspetiva e para visitar locais que poderia deixar de lado em outras ocasiões mais solarengas. Contudo, não é por andar mais abrigado que deixará de conhecer o que de melhor a cidade tem para lhe oferecer. Com criatividade, construa o seu próprio roteiro e entregue-se à magia e envolvência da cidade Invicta.

Continuar a Ler