A disseminação global do coronavírus está a afetar os viajantes. Mantenha-se atualizado sobre a explicação científica por trás do surto>>

Quer tirar fotografias oníricas de inverno? Experimente os céus com um drone.

Os fotógrafos usam câmaras aéreas para criar imagens sobrenaturais de neve e gelo. Veja como pode conseguir um efeito semelhante.

Por Jennifer Barger
Fotografias Por CALEB KENNA
Publicado 15/02/2021, 15:50 WET

Elevando-se a 30 metros ou mais de altura, um drone com câmara consegue captar  vistas de um falcão – e padrões abstratos deslumbrantes – que normalmente são impossíveis de obter para os humanos confinados ao chão. Graças a uma variedade de faixas de preço e níveis de aptidão, as câmaras voadoras (ou drones que levam esse equipamento para um passeio) podem ser usadas por fotógrafos profissionais e amadores com resultados igualmente etéreos.

O fotógrafo Caleb Kenna de Middlebury, Vermont, usa os “superpoderes” conferidos pela câmara do seu drone DJI Mavic-2 para transformar as quintas bucólicas, os rios sinuosos e as florestas selvagens do seu estado natal em paisagens de sonho. O inverno é a sua estação do ano preferida para usar o drone. “A neve é uma tela maravilhosa onde encontramos sombras de árvores e casas”, diz Caleb. “Se a isto juntarmos a luz solar, conseguimos obter belos azuis.”

Assim que sabemos o básico – como pilotar os aparelhos e onde não os podemos usar – os drones oferecem inúmeras oportunidades para deixar a criatividade voar.

Dica: Conheça as regras para o uso de drones

“Há vários anos, comprei com entusiasmo um pequeno drone a um preço acessível, descarreguei a aplicação, carreguei o aparelho e liguei-o”, diz Brendan McCabe, editor de fotografia da National Geographic. “As hélices giraram, as luzes piscaram e o drone ergueu-se lentamente alguns metros do chão. Magia! Os meus filhos aplaudiram entusiasmados com a perspetiva de termos a nossa própria máquina voadora.”

(Fotografia digital: Conselhos de quem sabe.)

Brendan McCabe vive em Washington D.C., zona com um dos espaços aéreos mais restritos dos Estados Unidos. “Assim que o drone levantou voo, o GPS da aplicação descobriu onde estávamos e o drone pousou e desligou-se de imediato”, diz Brendan. “Os drones são proibidos aqui.”
 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados