A disseminação global do coronavírus está a afetar os viajantes. Mantenha-se atualizado sobre a explicação científica por trás do surto>>

As melhores fotografias de viagem de 2021

Explore o mundo através de 18 imagens impressionantes dos nossos colaboradores.

Por Starlight Williams
Publicado 6/12/2021, 11:33
ZERMATT, SUÍÇA

As respostas diferentes de dois países à COVID-19 levaram a encostas divididas: algumas desertas, outras ...

ZERMATT, SUÍÇA

As respostas diferentes de dois países à COVID-19 levaram a encostas divididas: algumas desertas, outras lotadas na estância Matterhorn Ski Paradise, que fica na fronteira entre a Itália e a Suíça. Aqui, os visitantes apreciam as encostas do lado suíço da estância, enquanto que o lado italiano permanece encerrado.

Fotografia por Davide Bertuccio

Apesar de um regresso conturbado às viagens, 2021 foi um período de novas aventuras. As fotografias que publicamos este ano refletem uma intimidade que surge do facto de termos ficado mais perto de casa e de olharmos mais profundamente para as paisagens e tradições culturais que nos rodeiam.

Os colaboradores da National Geographic partilharam vislumbres surpreendentes de regiões que conhecem bem, incluindo os trilhos urbanos de São Francisco, as terras indomadas da Patagónia e as curiosidades selvagens do Alasca. Estas imagens revelam a essência duradoura de lugares inspiradores.

(Best of the World: 25 Viagens incríveis para 2022.)

O ano que se avizinha promete um regresso às viagens, e estamos ansiosos para nos fazermos à estrada. Esperamos que estas fotografias despertem novamente o seu desejo de descobrir, a sua imaginação aventureira e o conduzam na sua próxima jornada, quer seja perto ou longe.

VERNAZZA, CINQUE TERRE, ITÁLIA

Raffaello Lercari, um trabalhador da vinícola Cantina Cheo em Vernazza, Cinque Terre, Itália, desce um caminho estreito com uma caixa de uvas colhidas à mão na “vigneti eroici”, ou vinha heroica. Protegidas pela lei italiana, as “vinhas heroicas” são vinhas onde as videiras crescem em climas, geografias e condições de trabalho hostis.

VULCÃO FAGRADALSFJALL, ISLÂNDIA

Lava flui sobre rochas de basalto negro no vulcão Fagradalsfjall da Islândia, que entrou em erupção, pela primeira vez em quase 800 anos, em março de 2021. O mundo tem mais de 1.500 vulcões ativos, que atraem anualmente turistas que querem ver as consequências de uma erupção. No entanto, apesar do perigo, o turismo de vulcões cresceu muito na última década, uma tendência que deve permanecer quando a pandemia eventualmente terminar.

DREŽNICA, ESLOVÉNIA

Drežnica, no Vale do Soča, no oeste da Eslovénia, é o lar da única cabra indígena do país. Popular entre caçadores e, mais recentemente, os praticantes de parapente, a vila de Drežnica é rica em quedas de água e prados exuberantes.

Fotografia por Ciril Jazbec
Esquerda: Superior:

SINGAPURA

Uma mulher experimenta um cucuk sanggul (pente) tradicional do povo Peranakan na Straits Enclave, uma casa-museu com visitas por marcação em Singapura. A valorização dos Peranakan – um grupo cultural que une de forma única a estética, herança e valores chineses, malaios e ocidentais – está a passar por um renascimento em Singapura.

Fotografia por Ore Huiying, National Geographic
Direita: Fundo:

KARPATHOS, GRÉCIA

Duas adolescentes vestidas com trajes gregos tradicionais junto à Igreja Agios Onoufrios em Karpathos, a segunda maior das ilhas gregas do Dodecaneso. Em Olympos, uma vila matriarcal na parte norte da ilha, as mulheres estão a traçar novos rumos para o ecoturismo, mantendo vivas as antigas tradições.

Fotografia por Ciril Jazbec, National Geographic

ABRUZZO, ITÁLIA

Um casal a bordo do comboio que faz a ligação entre Sulmona e Carpinone contempla a beleza da região italiana de Abruzzo – com montanhas íngremes, paisagens exuberantes e cidades no topo de colinas. Com o apelido de “pequena transiberiana”, esta rota histórica de 117 quilómetros reacende a paixão pela grande época de viagens de comboio na Europa.

Fotografia por Chiara Negrello

ILHA WALRUS, ALASCA

Uma raposa-vermelha salta perto de dois crânios de morsas no alpendre de uma cabana na ilha Round, no Alasca. Esta é uma das sete ilhas escarpadas da Baía de Bristol que compõem o Santuário de Caça Estadual das Ilhas Walrus do Alasca. Desde 1985, um programa de visitas gerido pelo estado permite aos viajantes acamparem no coração do habitat das morsas durante o verão.

PARIS, FRANÇA

Esta fotografia, tirada por volta do final do século XIX, mostra o rio Bièvre a fluir através de um parque nos subúrbios de Paris, um dos poucos lugares onde o rio pode ser visto acima do solo. Nos últimos anos, secções deste rio foram reabertas nos subúrbios a montante. Existe a esperança de que a revitalização do rio desencadeie uma mudança sustentável no desenvolvimento urbano de Paris.

Fotografia por Tomas van Houtryve, National Geographic

ROMA, ITÁLIA

Uma jovem dama de honor espera que os recém-casados tirem uma fotografia na Via Ápia – uma tradição de casamento de longa data. Com 580 quilómetros, ligando Roma a Brindisi, foi a Via Ápia de Itália que inspirou a frase “todos os caminhos vão dar a Roma”. Esta via foi a artéria económica do Império Romano e um dos primeiros sistemas de autoestradas da Europa. Após séculos de abandono, um projeto abrangente foi aprovado este ano pelo governo italiano para melhorar e renovar toda a rota.

TIERRA DEL FUEGO, ARGENTINA

Alvino “El Chino” Velázquez supervisiona o gado, cavalos e cães enquanto capataz no rancho Bronzovich, na Patagónia argentina. Os chamados “gaúchos” como Alvino Velázquez – cavaleiros habilidosos, agricultores tradicionais e guias turísticos ocasionalmente – já navegam pela indomável Tierra del Fuego (Terra do Fogo) há séculos.

PARQUE NACIONAL DE GREAT SMOKY MOUNTAINS, TENNESSEE, EUA

Milhares de pirilampos (Photinus carolinus) em sincronia deslumbram os visitantes do Parque Nacional de Great Smoky Mountains com os seus padrões únicos. Todos os anos, o Serviço de Parques Nacionais dos EUA organiza um evento de oito dias no pico da época de acasalamento, que normalmente dura cerca de duas semanas no final de maio ou início de junho. Esta imagem é uma composição de exposições de 30 segundos feitas na mesma posição ao longo de 10 minutos.

OAXACA, MÉXICO

María Cruz López salpica um pedaço de argila vermelha com água para começar a moldar uma comal (grelha) em San Marcos Tlapazola, Oaxaca, no México, um lugar famoso pela sua olaria de argila vermelha. Ali perto, em San Bartolo Coyotepec, a tradição oleira com 2.500 anos está a regressar como uma alternativa sustentável aos plásticos descartáveis.

Fotografia por Mariceu Erthal García, National Geographic

MIAMI BEACH, FLÓRIDA

Pessoas refrescam-se no Parque de South Pointe em Miami, na Flórida, no último dia de verão. Esta é uma das milhares de piscinas públicas nos Estados Unidos que oferecem um lugar para as pessoas relaxarem e confraternizarem.

Fotografia por Rose Marie Cromwell, National Geographic

ATENAS, GRÉCIA

Stelios Gavalas é escultor e diretor de uma oficina de artesãos nos arredores de Atenas, onde artistas criam réplicas de obras antigas, como o Bronze de Artemísio aqui fotografado. Acredita-se que esta estátua representa Zeus ou Poseidon, mas o original está em exibição no Museu Arqueológico Nacional de Atenas. Desde a década de 1970 que a oficina dirigida por Stelios Gavalas promove o legado grego com a venda de réplicas de estátuas antigas nas lojas dos museus; e uma parte da receita das vendas beneficia a preservação histórica.

Fotografia por Demetrios Ioannou

SÃO FRANCISCO, CALIFÓRNIA, EUA

Englobando caminhos de terra batida, passagens sinuosas e ruas urbanas, o Crosstown Trail de 26.5 quilómetros em São Francisco, na Califórnia, combina as vistas idílicas da natureza com as aventuras mais agitadas da cidade. Os visitantes podem explorar esta rota num dia, vendo os bairros de cima ou caminhando por um dos muitos parques ligados ao trilho.

Fotografia por Alessandra Sanguinetti, National Geographic

SEUL, COREIA DO SUL

Habitantes locais passam de bicicleta pelo Parque Ttukseom Hangang, onde amigos e familiares desfrutam de um fim de semana de verão na relva. Apesar da ameaça contínua da pandemia de COVID-19, as pessoas tentaram passar bons momentos com os seus entes queridos.

Fotografia por Jun Michael Park, National Geographic

DELTA DO RIO PO, ITÁLIA

Serenella Binatti pesca amêijoas com uma rasca (um tipo de rede de arrasto) na Reserva da Biosfera do Delta do Rio Po em Itália. Esta área é mantida por uma próspera indústria pesqueira, mas poucos têm conhecimento da comunidade de mulheres que vive da apanha de mexilhão e amêijoas na região. Nas visitas guiadas, os visitantes descobrem as suas histórias e encontram mulheres que impulsionam o setor há anos.

Fotografia por Chiara Negrello


Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler

Também lhe poderá interessar

Viagem e Aventuras
Entrevista a Bernardo Conde, da Engenharia a Líder de Viagens
Viagem e Aventuras
Fotografias Para Inspirar as Suas Viagens em 2020
Viagem e Aventuras
5 Locais Ideais Para Uma Escapadela no Outono
Viagem e Aventuras
20 Paisagens Islandesas Majestosas
Viagem e Aventuras
25 Padrões naturais e espetaculares – e onde os pode encontrar

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados