Explore as paisagens mais selvagens e bonitas do Paquistão

Os picos dos Himalaias cobertos de neve, ursos-pardos raros e formações rochosas de outro mundo deslumbram os viajantes nesta região fascinante do planeta.

Por Gulnaz Khan
Publicado 26/09/2022, 11:57
Vale de Hunza, no norte do Paquistão

Na região do Vale de Hunza, no norte do Paquistão, os picos elevados das montanhas da cordilheira de Karakoram atraem caminhantes e fotógrafos. Esta é uma das muitas paisagens selvagens que os viajantes podem visitar neste país do Sul Asiático.

Fotografia por Matthieu Paley, National Geographic

Desde os picos escarpados da cordilheira de Karakoram até às planícies férteis do rio Indo, o Paquistão abriga uma diversidade de paisagens deslumbrantes. Dois novos parques foram designados em 2020 – o Parque Nacional dos Himalaias e o Parque Nacional de Nanga Parbat – cobrindo mais de 5.700 quilómetros quadrados de terreno de alta altitude e biodiversidade no território norte de Guilguite-Baltistão.

Embora a sua topografia espetacular e história fascinante remontem a milhares de anos, o Paquistão é uma nação relativamente jovem, formada em 1947, quando a Partição dividiu o subcontinente indiano em dois países separados.

Os viajantes podem explorar monumentos culturais (extensões da antiga Rota da Seda e as ruínas de Mohenjo-daro), parques nacionais deslumbrantes, lagos alpinos e fazer passeios com vistas panorâmicas. Descubra a melhor forma de entrar no lado menos conhecido e selvagem do Paquistão.

Parque Nacional de Deosai

Conhecido pelo nome de “Terra dos Gigantes”, o Parque Nacional de Deosai fica num planalto alpino cercado por montanhas cobertas de neve. Na primavera, este vale exuberante fica repleto de flores silvestres e borboletas raras – e é conhecido por “Palácio de Verão” pelos habitantes locais, que apreciam a vida selvagem após o degelo do inverno.

Os planaltos alpinos do Parque Nacional de Deosai, no Paquistão, são povoados por lobos-tibetanos, ursos-pardos dos Himalaias e pelo gado dos agricultores.

Fotografia por Nadeem Khawar, Getty Images

Este ponto de foco de biodiversidade é o lar do lobo-tibetano, dos íbex dos Himalaias, da raposa-vermelha-tibetana e das marmotas-douradas, contudo, o governo concedeu o estatuto de proteção ao parque em 1993 para proteger o urso-pardo dos Himalaias, que está em perigo crítico de extinção. Este parque também foi nomeado para o receber o estatuto de Património Mundial da UNESCO em 2016.

Parque Nacional do Vale Kaghan

O pitoresco Vale Kaghan, no norte do Paquistão, é um lugar que parece saído de um conto de fadas. De acordo com a lenda local, um príncipe da Pérsia apaixonou-se por uma fada princesa nas águas cristalinas do lago Saiful Muluk. Mas um gigante também ficou encantado com a princesa e manteve-a prisioneira. Um dia, o príncipe escapou com a princesa e, na sua fúria, o gigante inundou o vale e criou lagos com as suas lágrimas. Hoje, visitantes de todo o mundo viajam até ao Vale Kaghan para desfrutar das suas paisagens montanhosas, lagos alpinos e um céu noturno claro.

As lendas abundam em Saiful Muluk, um lago situado no Vale Kaghan, no norte do Paquistão, na extremidade ocidental dos Himalaias.

Fotografia por Ahmed S. Zaidi, Getty Images

Autoestrada Costeira de Makran

A Autoestrada Costeira de Makran é um passeio panorâmico ao longo da costa do Mar Arábico do Paquistão. Este trajeto começa em Karachi e atravessa Gwadar até à fronteira com o Irão, e é considerado um grande feito de infraestrutura. Formações rochosas peculiares que parecem lunares alinham uma secção desta autoestrada, conhecida por Desfiladeiro de Buzi, no Parque Nacional Hingol. Esculturas naturais de rocha, como o “Leão do Baluchistão”, em forma de esfinge, podem ser encontradas ao longo desta autoestrada.

Uma das estradas mais bonitas do mundo, a Autoestrada Costeira de Makran vai de Karachi até Gawadar. Neste trajeto encontra-se o Desfiladeiro de Buzi (na imagem), conhecido pelas suas formações rochosas naturais únicas.

Fotografia por Yasir Nisar, Getty Images

Vale de Hunza

No território do norte de Guilguite-Baltistão, os picos gelados elevam-se por cima do rio Hunza. A cidade de Hunza, situada na margem do rio e rodeada por glaciares e desfiladeiros, servia tradicionalmente como local de descanso para os viajantes que desciam as montanhas Indocuche até ao Vale de Caxemira. Este vale é o lar de leopardos-das-neves, cabras-selvagens-paquistanesas, íbex e raposas-vermelhas.

Os picos da montanha Tupopdan elevam-se a mais de 6.000 metros acima do rio Hunza, no norte do Paquistão.

Fotografia por Jinho Choi, Alamy Stock Photo

Parque Nacional de Hingol

O maior parque nacional do Paquistão estende-se ao longo de centenas quilómetros junto à costa de Makran. Embora o Parque Nacional de Hingol seja famoso pela sua vida selvagem diversificada – leopardos de Sindh, gazelas-indianas, ratéis e pangolins-indianos – talvez seja mais conhecido pelo seu aglomerado de vulcões de lama ativos.

Durante uma peregrinação anual hindu, os visitantes atiram oferendas para o vulcão Chandragup, no Parque Nacional de Hingol.

Fotografia por Bashir Osman, Getty Images

Uma mistura entre atividade termal, gás e água reage quimicamente com as rochas circundantes para formar lama efervescente. Quando a lama é expelida, reconstrói continuamente os cones vulcânicos, que são facilmente erodidos. Um dos vulcões de lama mais famosos é o Chandragup, um local sagrado de peregrinação anual para milhares de hindus, juntamente com o templo Hinglaj nas proximidades.

Parque Nacional do Glaciar Baltoro

Na região oriental de Karakoram, no Paquistão, o Glaciar Baltoro é um dos maiores glaciares de vale do planeta. Apesar dos acessos difíceis, esta é uma das regiões mais movimentadas do Paquistão devido aos destinos de montanhismo, incluindo o K2, o Broad Peak e os picos de Gasherbrum. Esta área é conhecida não apenas pelas suas paisagens deslumbrantes, mas também como uma fonte de vida – grande parte da população do norte do Paquistão depende da água do degelo dos glaciares de Karakoram.

O Glaciar Baltoro cobre mais de 100 quilómetros quadrados na região leste da cordilheira de Karakoram.

Fotografia por Pierre Adenis, Laif, Redux

(Alpinistas nepaleses alcançam primeira escalada de inverno do K2.)

Parque Nacional do Vale de Neelum

Na região norte de Azad Caxemira, o Vale de Neelum, em forma de arco, fica ensanduichado entre cumes de mais 3.960 metros e está coberto por florestas verdejantes e riachos. A pequena vila de Arang Kel, pontilhada por casas tradicionais de madeira, é conhecida como a pérola do Vale de Neelum. Os trilhos de caminhada em torno do vale oferecem vistas privilegiadas das montanhas e cataratas.

A vila idílica de Arang Kel fica no Vale de Neelum, entre os picos altos das montanhas. Esta região atrai muitos caminhantes e esquiadores.

Fotografia por Yasir Nisar, Getty Images

Lago Attabad

Aninhadas no Vale de Hunza, as águas vibrantes azul-turquesa do lago Attabad atravessam terreno rochoso. Apesar de ser muito bonita, esta paisagem serena tem uma história de origem violenta. O lago foi formado em janeiro de 2010, quando um enorme deslizamento de terras na vila de Attabad inundou aldeias nas proximidades, bloqueou o fluxo do rio Hunza e deslocou milhares de pessoas. Hoje, é um ponto de paragem muito popular para os turistas que podem passear de barco no lago.

Formado por um trágico deslizamento de terras em 2010, o lago Attabad atravessa o sopé das montanhas rochosas do Vale de Hunza. Nos meses de verão, os viajantes podem passear de barco pelas águas azul-turquesa do lago.

Gulnaz Khan é editora climática na TED Talks e ex-editora da National Geographic. Pode encontrá-la no Twitter.


Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

 

Continuar a Ler

Também lhe poderá interessar

Viagem e Aventuras
Não dependa das redes sociais: eis por que deve manter um diário de viagem
Viagem e Aventuras
Fotografias Para Inspirar as Suas Viagens em 2020
Viagem e Aventuras
11 Fotografias Deslumbrantes do Parque Nacional de Torres del Paine
Viagem e Aventuras
As árvores mais antigas do mundo vivem neste parque dos EUA
Viagem e Aventuras
19 dos destinos mais românticos do mundo

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados