Viagem e Aventuras

Visite os Dez Locais Mais Felizes do Mundo em 2016

Não há dúvidas de que os locais mais felizes do planeta Terra merecem ser visitados.

Por Angie McPherson
ver galeria

12 agosto 2016

 

Está a procura de um destino de viagem com paisagens fantásticas e um povo simpático? Experimente seguir as sugestões do 2016 World Happiness Report.

Todos os anos, as Nações Unidas medem a qualidade de vida dos cidadãos de todo o mundo através de inquéritos e análise de dados. Desde que a elaboração do relatório teve início, em 2012, o top da lista tem sido sempre ocupado pelos mesmos 13 países. O que faz com estes países sejam os mais felizes do mundo? Todos têm uma fórmula vencedora que inclui boa governação, forte sentido de comunidade, respeito pelos conterrâneos e, na generalidade, uma elevada qualidade de vida.

Apesar de os resultados não terem em conta as experiências dos turistas relativas à visita de um determinado país, o relatório é uma excelente referência para viajantes. "Os países que se encontram no top 10 receberam uma classificação elevada no que respeita à confiança e generosidade do público", refere John Helliwell, um coautor do relatório. "As pessoas são simpáticas, costumam ter um bom serviço ao cliente e, tendo em conta a minha experiência pessoal, há locais maravilhosos para conhecer." Aqui ficam os 10 principais locais para onde pode viajar e onde pode ser feliz.

Fila de esplanadas na praça Stortoget, a mais antiga de Estocolmo.

10. SUÉCIA

A Suécia é um dos cinco países nórdicos que ocupa de forma constante uma posição próxima do topo do Relatório de Felicidade, destacando-se assim o elevado nível de satisfação relativo a esta região do mundo. Para perceber o que torna este país feliz, basta visitar um café: a Suécia é um dos três maiores consumidores de café do mundo. O sentido de comunidade é fortalecido através de uma tradição conhecida por fika, cuja tradução livre é "pausa", que consiste no momento em que os habitantes locais se encontram num café para conviver, falar sobre as novidades e comer um doce. Experimente participar numa fika no histórico Vete-Katten, em Estocolmo, um local para saborear algo, fundado em 1928.

Um cruzeiro em Yellow Water Wetlands para absorver a vida selvagem ímpar da Austrália.

9. AUSTRÁLIA

A Austrália é o sexto maior país do mundo em área. Tem níveis muito baixos de poluição, níveis elevados de participação cívica e uma população unida. O popular barbecue australiano reúne toda a gente. Na maioria dos parques nacionais, dos espaços exteriores e de outros espaços onde as pessoas se juntam, há à disposição grelhadores para utilização gratuita ou que funcionam a moedas. Os viajantes que não tenham amigos australianos que os possam acolher podem fazer o tour à cervejaria e churrascaria XXXX. Assim, terão a oportunidade de conhecer os habitantes locais nas cervejarias e experimentar uma variedade de pratos de peixe e carne. Ou desfrutar de uma refeição com vista para o pôr do sol, durante o cruzeiro BBQ no Lago Kununurra, na Austrália Ocidental. (Relacionado: Felicidade é... Ser um australiano).

As lagoas cor de esmeralda no Parque Nacional de Tongariro, na Nova Zelândia.

8. NOVA ZELÂNDIA

O país insular de Nova Zelândia está ocupado por humanos há apenas cerca de 800 anos. Desde as Blue Mountains (montanhas azuis) aos pinguins selvagens na zona sul, chamada South Island, há muitas paisagens maravilhosas que contribuem para o bom humor dos habitantes neste próspero paraíso ecológico. Atualmente, os níveis de poluição são baixos e a Nova Zelândia é conhecida como uma das ilhas com maior biodiversidade do mundo. Os neozelandeses têm orgulho na sua ecologia local e esforçam-se para protegê-la. Não perca a oportunidade de visitar o vulcão, os antigos locais dos Maori e as crateras nos parques nacionais de Tongariro e Whanganui.

Um turista faz um tour gratuito por Amesterdão utilizando a empresa holandesa Yellow Bike.

7. PAÍSES BAIXOS

Os cidadãos que vivem nos Países Baixos registam as taxas de atividade física mais elevadas do mundo. O país orgulha-se de ter ciclovias com uma extensão total de mais de 30 mil quilómetros, onde se pode circular com segurança, e a capital, Amesterdão, é considerada uma das cidades que mais promove o uso de bicicletas em todo o mundo. Alugue uma bicicleta para experimentar o método de transporte preferido do país e divirta-se fazendo exercício durante um passeio. Pode definir por si o circuito de bicicleta por Amesterdão ou contratar um guia local para lhe mostrar a cidade.

O Glacier SkyWalk permite-lhe desfrutar de vistas exuberantes para a Icefields Parkway, no Parque Nacional de Banff.

6. CANADÁ

O Canadá, um país diversificado e extenso, é o segundo maior país do mundo no que respeita a área total, estendendo-se para norte até ao Círculo Polar Ártico. Há muito para explorar neste vasto país culturalmente diverso. Em certas zonas do noroeste, ao longo da antiga autoestrada Trans-Canada, os visitantes podem aprender a arte de conduzir trenós puxados por cães durante o inverno. Se prefere manter os dois pés no chão, suba as encostas das Rocky Mountains (também conhecidas por Montanhas Rochosas) canadenses, no Parque Nacional de Banff ou na maioria dos parques nacionais do Canadá.

As saunas proporcionam a forma perfeita de relaxamento, na Finlândia.

5. Finlândia

Desvaneça as suas preocupações numa sauna tradicional finlandesa, um hábito venerado por toda a nação. Apesar de ter apenas 5,2 milhões de habitantes, há cerca de 3,3 milhões de saunas espalhadas pelo país. Pode encontrá-las ao lado de casas do lago, edifícios de escritórios e até mesmo do parlamento. (Relacionado: A obsessão da Finlândia por sauna).

Turistas a observar aves entre os fiordes da Noruega.

4. NORUEGA

Se estiver a visitar a Noruega, classificado como um dos melhores países do mundo pelas suas paisagens deslumbrantes, aproveite os espaços ao ar livre. Pode montar a sua tenda onde quiser enquanto caminha pelos magníficos fiordes da Noruega. Nos meses de verão, tente escalar o Skala, uma das montanhas mais altas do país, e usufrua de uma vista arrebatadora sobre as montanhas da região e os glaciares. (Espreite também esta lista do top 10 de experiências de verão na Noruega).

A Lagoa Azul é apenas uma das opções para quem quer mergulhar nas águas geotermais com poderes curativos da Islândia.

3. ISLÂNDIA

A Islândia surpreendeu muitas pessoas por se ter mantido no top 10 do World Happiness Report, depois da recessão económica de 2008. De acordo com Helliwell, a recessão "aproximou e uniu as comunidades" e ajudou a impulsionar uma nova era para o turismo. Neste momento, a Iceland Air disponibiliza voos a custo baixo para a Europa, com escalas alargadas na capital do país, Reykjavík. Quando chegam ao país, os turistas encontram mercados cobertos e piscinas exteriores na capital, bem como muitos parques nacionais facilmente acessíveis. Se tiver tempo, faça uma viagem pela Ring Road para ver os vulcões e as praias da ilha, assim como outros pontos de interesse ao ar livre.

Procure novas alturas percorrendo os céus de Interlaken de parapente, na Suíça.

2. SUÍÇA 

A Suíça, classificada em 2015 como o país mais feliz do mundo, é conhecida por ser uma nação próspera com extraordinárias pistas de esqui e um maravilhoso chocolate. Os espaços exteriores dinâmicos da Suíça também ajudam os cidadãos a adotarem um estilo de vida saudável: O país apresenta as taxas de obesidade mais baixas da Europa. Poderá ddescobrir alguns dos espaços selvagens na Suíça, a bordo de uma canoa ou de um caiaque, ou ainda explorar de parapente a vasta paisagem montanhosa, em Interlaken.

1. DINAMARCA FOTOGRAFIA POR GERALD HAENEL, LAIF/REDUX 2. SUÍÇA FOTOGRAFIA POR FRANK HEUER, LAIF/REDUX 3. ISLÂNDIA FOTOGRAFIA POR PEP BONET, NOOR/REDUX 4. NORUEGA FOTOGRAFIA POR GERALD HAENEL, LAIF/REDUX 5. FINLÂNDIA FOTOGRAFIA POR FRANK HEUER, LAIF/REDUX 6. CANADÁ FOTOGRAFIA POR THOMAS LINKEL, LAIF/REDUX 7. PAÍSES BAIXOS FOTOGRAFIA POR REMKO DE WAAL, EPA/REDUX 8. NOVA ZELÂNDIA FOTOGRAFIA POR BERTHOLD STEINHILBER, LAIF/REDUX 9. AUSTRÁLIA FOTOGRAFIA POR DESIGN PICS INC/NATIONAL GEOGRAPHIC CREATIVE 10. SUÉCIA FOTOGRAFIA POR GREGOR LENGLER, LAIF/REDUX

1. DINAMARCA

Esta não é a primeira vez que a Dinamarca é nomeada o país mais feliz do mundo. A Dinamarca disponibiliza uma grande variedade de serviços públicos gratuitos, tais como a saúde e a educação, e orgulha-se do seu forte sentido de vida social e comunidade. Pode experimentar visitar a exposição "Royal Copenhagen Christmas Tables" para ficar a saber mais sobre o hygge, uma identificação cultural vagamente definida como uma sensação acolhedora e reconfortante na companhia de amigos e familiares, durante uma refeição.

 

Angie McPherson é uma redatora freelancer para a National Geographic Travel.

Pode segui-la no Instagram e no Twitter. 


Continuar a Ler