15 de Janeiro de 2009, menos de dois minutos após descolar do aeroporto de LaGuardia, o vôo US Airways #1549 colide com um bando de pássaros. Ambos os motores perdem força de propulsão, e o Airbus A-320 inicia uma rápida descida. A equipa desesperadamente tenta reinicar os motores mas sem sucesso. Com Manhattan de um lado e New Jersey do outro, o capitão Chesley Sullenberger começa a ficar sem opções. Tentando rapidamente perceber quais as hipóteses de aterrar num aeroporto por perto, Sullenberger avisa os passageiros para se prepararem para o impacto e avisa a torre de controlo de que vai tentar amarar o avião no rio Hudson. Através de um trabalho notável, a equipa consegue fazer uma amaragem bem sucedida e sobrevivem as 155 pessoas a bordo. Os investigadores tentam perceber de que forma os pássaros poderiam ter danificado dois dos motores mais modernos de aviação e tentam encontrar alguma forma para que o sucedido não se repita.