Fevereiro de 1916. A Primeira Grande Guerra tem estado a desenvolver-se durante os últimos dois anos e já matou mais de 3 milhões de pessoas. E, no entanto, nenhum dos lados conseguiu ganhar vantagem. Os Alemães, ao mobilizar mais artilharia e homens em Verdun do que em qualquer outra ofensiva, esperam tomar o destino nas suas mãos e ganhar a guerra. Mas os Franceses não se rendem. Durante 300 dias e noites, debaixo de constante fogo, os Alemães e os Franceses lutam determinados a vencer. Como é que as pessoas conseguiram sobreviver a este apocalipse? De um arquivo de mais de 500 horas restauradas e de imagens trabalhadas, ‘Apocalipse: A Batalha de Verdun’, de Isabelle Clarke e Daniel Costelle, leva os espectadores numa jornada de 90 minutos ao coração de uma das maiores batalhas de todos os tempos.