”Os animais não têm uma vida descansada! Estão dependentes deles mesmos para procurar alimentos para si e para as suas crias e, ao mesmo tempo, evitar transformar-se eles próprios em comida. Por vezes, têm também de competir com outros da sua espécie por comida, território ou para acasalar. Armadilhas, engodos e mentiras são artimanhas bem conhecidas dos homens, mas são também habilmente utilizadas no reino animal. Armas como as hastes e os cornos funcionam como defesas naturais dos animais, e esta capacidade de autodefesa inata dos animais sempre fascinou o ser humano. Com estas armas disfarçadas, os animais podem desarmar as suas presas e atraí-las para a morte. Com os projéteis, talvez as mais antigas armas utilizadas pelos animais, desenvolveram as suas próprias versões de arpões com pontas venenosas, mísseis químicos e balas de alta potência. As estratégias de caça especializada exigem adaptações específicas do corpo, de dentes temíveis a garras e presas afiadas como cimitarras. No mundo natural, encontramos lâminas, guilhotinas, punhais, bastões e lanças; uma variedade de animais munidos de arsenais de armas para sobreviver e comer. Para se aproximarem, muitos servem-se de camuflagem, velocidade e surpresa. Estas armas naturais são também usadas em contextos de agressividade, para ameaçar e intimidar adversários e predadores. As criaturas que veremos nesta série de televisão demonstram o quão rica em recursos e inspirada pode ser a natureza para assegurar a sobrevivência do mundo animal."