Animais

Peixe-Lagarto Descoberto Parece Saído de Um Pesadelo

Uma equipa de investigadores que explorava as profundezas abissais australianas capturou esta criatura de ar ameaçador, raramente observada.Thursday, November 9, 2017

Por Sarah Gibbens

Uma viagem de um mês, com o objetivo de explorar as profundezas oceânicas da Austrália, revelou uma multiplicidade de criaturas abissais, tão temíveis que nos poderiam assombrar os sonhos.

Até agora, a equipa a bordo do Investigator, um navio de investigação pertencente ao Instituto Marítimo Nacional australiano, descobriu um peixe-dragão que brilha no escuro, esponjas carnívoras que têm armas mortíferas, uma aterradora aranha-do-mar e um peixe que não tem cara.

"Gelatina e presas," foi assim que Tim O'Hara, o cientista responsável por esta investigação, descreveu o abismo onde efetuou a captura mais assustadora até à data—o peixe-lagarto-abissal (Bathysaurus ferox).

O animal foi recolhido de uma rede de arrasto de vara que percorria as profundezas abissais a leste da Austrália, e John Pogonoski, da Australian National Fish Collection (Coleção Ictiológica Nacional Australiana), identificou-o de imediato este predador raramente avistado.

“Reparei na longa base da barbatana dorsal, característica do Bathysaurus ferox (a outra espécie pertencente a este género, Bathysaurus mollis, possui a base da barbatana dorsal curta, bem como uma pequeníssima segunda barbatana dorsal próxima da cauda)," esclareceu Pogonoski num comunicado de imprensa. "Os grandes olhos e os dentes longos são características clássicas de um predador de emboscada.”

O peixe-lagarto-abissal pode atingir um comprimento na ordem dos 70 centímetros. Além dos dentes tipicamente ameaçadores, possui ainda grandes e protuberantes olhos negro-esverdeados.

Este peixe pode ser encontrado a uma profundidade que vai dos 900 metros aos 2500 metros abaixo da superfície do mar, razão pela qual raramente é observado. A sua população distribui-se quer pelas profundezas do oceano Atlântico, quer pela região Indo-Oeste do oceano Pacífico.

Abrigados nas profundezas oceânicas, os peixes-lagarto-abissais são animais solitários, esparsos. São predadores de emboscada, aguardando pacientemente que as suas presas venham até eles. Quando uma presa se aproxima destes monstros das profundezas, estes capturam-na nas suas bocas repletas de dentes flexíveis, dentes esses que vão deslocando a presa até ao fundo da cavidade oral.

Encontrar alimento pode ser uma tarefa árdua para estes peixes-lagarto. As presas escasseiam no fundo do oceano, e o mesmo sucede com os parceiros. Por forma a aumentar as suas hipóteses de reprodução, estes animais são hermafroditas. Significa que têm tanto órgãos sexuais masculinos como femininos, o que lhes permite acasalar com qualquer outro membro da sua espécie que cruze o seu caminho.

A equipa internacional de 30 cientistas e técnicos continuará a explorar as zonas abissais do leste australiano até meados de junho. Contam usar as suas pesquisas dos fundos oceânicos para mapear e melhor compreender a biodiversidade da região.

Continuar a Ler