Animais

Veja um Mangusto Baloiçar-se numa Serpente Mortífera

Apesar de não figurarem entre os maiores predadores do parque, os mangustos são animais bastante ferozes. Terça-feira, 31 Outubro

Por Sarah Gibbens

A maioria das pessoas visita o Parque Nacional Kruger, na África do Sul, na expetativa de ver os "cinco grandes": leões, leopardos, rinocerontes, elefantes e búfalos. Mas um dos animais mais ferozes deste extenso parque é bem menos imponente: o mangusto.

Quando passava férias no Kruger, em junho passado, a sul-africana Delia Bronkhorst viu um mangusto a saltar e a morder uma serpente de grandes dimensões, que se encontrava suspensa numa pequena árvore. O vídeo de Bronkhorst mostra a serpente enlaçada nos ramos da árvore, com a cabeça pendente em direção ao chão, enquanto o mangusto tenta soltá-la das ramagens, mordendo-a repetidamente na cabeça.

Segundo Bronkhorst, isto decorreu durante quase cinco minutos, de tal forma que ela parou de filmar, pensando que o mangusto não iria conseguir libertar a sua presa. Mas mal ela e o seu grupo se preparavam para partir, a serpente caiu.

Bronkhorst e a sua mãe, que a acompanhava na viagem, não conseguiram ver o que o mangusto fez a seguir. A erva era demasiado alta e não lhes foi permitido desviarem-se do trilho. Mas ambas presumem que o mangusto se terá banqueteado com a sua presa.

"Foi uma cena inacreditável", recorda Bronkhorst. "Os mangustos são animais deveras aguerridos."

Os funcionários do Kruger que publicaram o vídeo na página do YouTube do parque descreveram-no como um mangusto que se baloiça numa serpente, como se o animal estivesse apenas a brincar.

"Diria que o mangusto está, sem dúvida, a tentar predar a serpente", afirma Jennifer Sanderson, professora de ciências e especialista em mangustos. "Não seria nada invulgar, uma vez que a maioria das espécies de mangusto matam e alimentam-se de serpentes."

Kathleen Alexander, professora no Virginia Tech e exploradora National Geographic, concorda. Alexander crê que o mangusto no vídeo de Bronkhorst é um animal pertencente à espécie Paracynictis selousi, um caçador tipicamente solitário, e que a serpente é uma mamba-negra venenosa. Várias outras espécies de mangusto caçam em grupo, podendo também adotar esta estratégia social para se defenderem de predadores, formando aquilo que Alexander descreve como "uma unidade amorfa."

Encontram-se com frequência mambas nas árvores, e, muitas vezes, os audazes mangustos predam estes perigosos animais trepando no seu encalço. É bastante provável que a serpente do vídeo tenha sido morta pelo mangusto enquanto se encontrava na árvore, ainda antes do mamífero ter dado início à sua tarefa laboriosa, para a soltar das ramagens.

Ainda que as mambas tenham uma reputação temível, é o mangusto que, geralmente, leva vantagem num confronto entre ambos. Os mangustos possuem células mutantes, que bloqueiam a entrada das neurotoxinas da mamba na corrente sanguínea, o que lhes confere a capacidade de sobreviver à mordedura fatal desta serpente venenosa.

"Imagino que este mangusto tenha feito um belo lanche nessa tarde", diz Sanderson.

Continuar a Ler