Estes Animais São Verdadeiramente Únicos

Os porcos-formigueiros, os aie-aies e os humanos estão entre as espécies sem parentes vivos próximos.

Publicado 28/02/2019, 15:40
Um porco-formigueiro emerge do solo no Vale de Luangwa, na Zâmbia. Estes mamíferos únicos são parentes ...
Um porco-formigueiro emerge do solo no Vale de Luangwa, na Zâmbia. Estes mamíferos únicos são parentes dos elefantes.
Fotografia de Frans Lanting, Nat Geo Image Collection

Existem 350.000 espécies de escaravelhos – uma quantidade enorme de parentes. No entanto, alguns animais, como os humanos, não têm espécies semelhantes. Estamos completamente sozinhos.

Biologicamente falando, os parentes vivos mais próximos dos humanos são os chimpanzés. Mas enquanto os humanos são classificados como Homo sapiens – o que nos coloca no género Homo – os chimpanzés pertencem ao género Pan. Todos os outros membros conhecidos do Homo estão há muito extintos, como o Homo neanderthalensis, mais conhecido como Neandertais.

“Reconstruir a Árvore da Vida é complicado e pode dar origem a algumas surpresas impressionantes”, diz Alex Dornburg, do Museu de Ciências Naturais da Carolina do Norte. “Informação nova pode mudar instantaneamente a nossa compreensão sobre as relações.” A análise de ADN, por exemplo, “revelou que alguns animais, considerados durante muito tempo como sendo intimamente relacionados, na verdade não são, ou vice-versa”.

Para além disso, a própria definição de "espécie" pode, por vezes, ser complicada. "As bactérias podem apanhar genes do seu ambiente", obscurecendo as linhas das suas diferentes espécies, diz Isaac Miller-Crews, estudante de doutoramento na Universidade do Texas, em Austin.

Mesmo optando por rotas variadas para obter resultados, quais seriam os animais que ficariam sozinhos no mundo?

PORCO-FORMIGUEIRO

Aparentemente, os porcos-formigueiros poderiam ser parentes de muitos animais; foram outrora considerados parentes dos papa-formigas, devido às suas preferências alimentares.

Na realidade, os porcos-formigueiros (Orycteropus afer) são parentes dos elefantes e foram separados dessa árvore genealógica há cerca de 80 milhões de anos. Atualmente, os porcos-formigueiros que conhecemos e adoramos são os únicos do seu género que sobreviveram e prosperaram nas suas pastagens nativas, na África Central.

Os porcos-formigueiros, como este em Mananara, em Madagáscar oriental, já tiveram um primo muito maior.
Fotografia de Thomas Marent, Minden Pictures/Nat Geo Image Collection

AIE-AIE

Este primata noturno, com os seus dentes grandes, olhos amarelos e dedos semelhantes aos do Guardião da Cripta está realmente sozinho, mas nem sempre foi assim.

Os aie-aies vivem ao longo da costa leste de Madagáscar. Em 1994, numa zona mais a sul, foram encontrados restos parcialmente fossilizados de aie-aies gigantes. Se nós achamos que os que existem atualmente são "demónios primatas", basta imaginar um que seja duas a cinco vezes maior do que o atual, que tem menos de dois quilos.

Em 2018, num exemplo perfeito de como as novas descobertas mudam as ligações entre os animais, um fóssil recém-analisado, que se pensava ser de um morcego, pertencia na realidade a um parente primata do aie-aie. Ao contrário do que se pensava anteriormente, a descoberta também sugere que o aie-aie não chegou a Madagáscar, a partir de África, ao mesmo tempo que os lémures.

Para além dos aie-aies terem subitamente um novo parente, a última vez que um morcego se transformou tão rapidamente num primata deve ter sido sob a forma de Drácula.

TUATARA

Apesar da sua aparência, os tuataras não são lagartos. Pertencem à sua própria ordem de répteis, são notívagos e preferem climas mais frios.

Estes animais, que caminharam entre os dinossauros, são um "fóssil vivo e a espécie mais solitária", tendo mudado pouco ao longo de milhões de anos e atualmente não têm parentes vivos, diz Miler-Crews.

Isso não significa que os tuataras não tenham evoluído ao longo do tempo, diz, mas houve pouca pressão ambiental para que mudassem muito. Os tuataras vivem apenas na Nova Zelândia e já lá estavam quando a ilha se separou do antigo supercontinente Gonduana, há 80 milhões de anos, diz Miller-Crews.

Pensava-se que na Ilha North Brother, na Nova Zelândia, habitava outra espécie de tuatara, mas novos testes genéticos, feitos em 2010, demostraram que esta é a mesma espécie, pelo que a espécie tuatara continua a ser a única do seu género.

Os coalas, nativos da Austrália, são marsupiais e estão bem adaptados, de forma singular, ao seu ambiente.
Fotografia de Joel Sartore, Nat Geo Image Collection

COALA

Tem sido debatido se alguns dos coalas da atualidade são na realidade subespécies, mas testes genéticos demostraram que o coala que conhecemos pertence apenas a uma única espécie de coalas fofos e adoráveis.

Porquê tão excecional? No livro Improbable Destinies: Fate, Chance and the Future of Evolution, Jonathan Losos escreve que os coalas evoluíram para se adaptarem à sua dieta de folhas de eucalipto, nativa apenas na Austrália. O seu estatuto individual pode refletir "a singularidade do seu ambiente".

RATEL

Os “texugos-do-mel”, como este em Masai Mara, não são realmente texugos, mas sim seus parentes.
Fotografia de Suzi Eszterhas, Minden Pictures/Nat Geo Image Collection

O “texugo-do-mel”, não é um texugo, nem é um doce, apesar da sua semelhança com o seu primeiro nome e o seu amor pelo segundo serem a verdadeira razão por ter adquirido o seu nome comum. O seu nome verdadeiro é ratel.

O ratel é parente das doninhas, das lontras e de outros texugos (todos da família Mustelidae), mas este feroz mamífero africano é único no seu género. Quem iria querer dizer o contrário?

 

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com

Continuar a Ler

Também lhe poderá interessar

Animais
Perda de Habitat Crítico Para Aves Ameaçadas na Península Ibérica
Animais
Observe Porcos a Comunicar com Humanos em Novo Estudo
Animais
Estranho Peixe de Alto Mar Consegue Suster a Respiração Durante 4 Minutos
Animais
Veja o Primeiro Vídeo Confirmado do que Pode Ser o Luto de um Hipópotamo
Animais
Girafas: Conheça a Mais Recente Espécie em Vias de Extinção

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados