1:52

Veja: Como Uma Orca Faz Girar Tartaruga Marinha com Barulho

17 de setembro de 2018 - Esta orca pode estar a "brincar com a sua comida", como as orcas fazem regularmente, ou pode ser uma rara observação de um macho adulto a ensinar jovens orcas a caçar. A orca macho mais velha fez girar a tartaruga marinha com a frente da sua cabeça, chamada púlpito e depois um dos dois jovens carregaram outra tartaruga marinha pela sua barbatana. Filmado perto da ilha Isabelain, nas Galápagos, as orcas foram observadas a brincar com tartarugas durante meia hora - depois nadaram sem as comerem. As jovens orcas aprendem mecanismos de sobrevivência ao verem as orcas mais velhas. Apenas algumas espécies animais, incluindo as orcas, ensinam comportamento com instruções passo a passo. As orcas não costumam caçar tartarugas marinhas, mas são dos poucos animais com força maxilar suficiente para partirem as suas carapaças.
1:25

Orca Salva em Resgate Dramático numa Praia

5 de setembro de 2018 - Esta orca ficou presa numa praia em Nueva Atlantis, na Argentina. As orcas conseguem lançar-se para a costa para apanharem crias de leões marinhos. Este lançamento foi provavelmente resultante de uma tentativa mal calculada de caça. Sem intervenção humana, os órgãos vão colapsar devido à força da gravidade, que a puxa para terra. Também podem afogar-se se a maré alta cobrir o seu buraco respiratório. Felizmente, uma equipa de resgate conseguiu manter o buraco respiratório acima da água. A orca pesava quatro toneladas e o resgate durou 20 horas. O momento em que a orca conseguiu regressar ao mar foi emotivo.
1:35

Veja Uma Orca a Bater com a Cauda Numa Raia - Para "Brincar"

Um encontro tão próximo com orcas na Baja California é raro. O mergulhador e cineasta Jorge Cervera Hauser, e esta raia, estão surpresos com o sucedido. Uma das orcas usa a poderosa cauda para atordoar a raia. Por vezes, as orcas agitam a cauda como “brincadeira”, mas acabam por comer o animal atordoado ou morto. Embora as orcas comam raias, Hauser acredita que estas estavam a “exibir-se”. Elas bateram e cercaram a raia durante mais de uma hora, antes de a deixar afundar no mar sem ser ingerida. Ainda que ele pudesse ter sido esbofeteado pela cauda, diz Hauser, “foi a experiência subaquática mais incrível que tive na minha vida”.

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados