Quer Manter as Crianças Ocupadas Este Outono? Faça Algumas Destas Experiências Científicas com Folhas.

Bónus: Estas experiências também podem servir como projetos artísticos!

Publicado 3/11/2020, 14:44
Fotografia de Davidgn / Dreamstime

“Porque é que as folhas mudam de cor?”

Esta questão pode ser mais difícil de responder para os pais do que “porque é que o céu é azul?” Mas a resposta pode fazer não só com que os pais pareçam génios, como também pode inspirar explorações ao ar livre e curiosidade científica nas crianças. E quando combinadas com atividades divertidas que envolvem folhas, as crianças também podem desenvolver os seus músculos criativos.

Revelar a vida secreta das folhas às crianças
As plantas produzem pigmentos verdes, amarelos, vermelhos e laranja nas suas folhas. O pigmento verde chama-se clorofila. Na primavera e no verão, as plantas produzem uma enorme quantidade deste pigmento para captar a energia do sol e para produzir alimento. (Todos nos lembramos de aprender sobre a fotossíntese na escola, certo?) Há outros pigmentos que também ajudam na fotossíntese, mas a clorofila faz com que não consigamos ver todas as suas cores.

No outono, a luz mais fraca e as temperaturas mais baixas diminuem o fluxo de nutrientes e água entre uma árvore e respetivas folhas. A produção de clorofila diminui e o pigmento verde decompõe-se. É por esta razão que no outono conseguimos ver as outras cores. Como as folhas não produzem tanto alimento, a árvore não precisa delas. Desta forma, uma camada especial de células na base do caule da folha desaparece e as folhas caem no chão.

Agora que os pais já impressionaram os seus filhos com este novo conhecimento sobre árvores, podem surpreendê-los ainda mais com um pouco de diversão com folhas. Estas atividades artísticas ajudam a fomentar capacidades de observação e a criatividade – e são muito mais divertidas do que varrer folhas no quintal.

Extrair as cores outonais
Nesta atividade, as crianças podem brincar com os pigmentos das plantas. Peça aos seus filhos para apanharem folhas verdes, amarelas e vermelhas. Cerca de cinco a 10 folhas de cada tonalidade devem chegar. As folhas podem ser de um só tipo de árvore, ou de várias. (Dica de segurança: Peça às crianças para usarem óculos, como óculos de sol, para se protegerem de salpicos. Para além disso, leve em consideração que os pigmentos de plantas podem deixar nódoas na roupa.)

Também vai precisar de:
- Várias tigelas de cerâmica ou recipientes pequenos
- Tesoura
- Colher de sopa
- Álcool isopropílico
- Tiras de papel de 12 por 2 centímetros de comprimento para cada cor de folha – papel aquarela, filtros de café e guardanapos grossos funcionam melhor.

Como fazer:
- Separe as folhas por cor em pilhas.
- De cada pilha, escolha e corte três a cinco folhas em pequenos pedaços; quanto mais pequenos, melhor.
- Coloque cada pilha numa tigela e adicione cerca de uma a duas colheres de sopa de álcool isopropílico.
- Esmague a mistura de folhas com uma colher durante cerca de cinco minutos. Repita com as outras folhas em recipientes separados.
- Coloque uma das pontas de papel em cada recipiente de maneira até que toquem na mistura de folhas.
- Observe o que acontece! Passados 30 a 60 minutos, retire o papel e deixe secar sobre um guardanapo ou papel de jornal.

Esquerda: A tira de papel absorve o pigmento da mistura de folhas.

Fotografia de RUTH A. MUSGRAVES

O que está a acontecer: Esmagar as folhas quebra as células e liberta os seus pigmentos, que são do tamanho de uma molécula. O álcool ajuda a extrair o pigmento das folhas para o papel absorver a mistura.

Agora que as crianças já assimilaram estes princípios básicos, eis outras atividades divertidas com folhas.

Compare as cores. Junte todas as misturas. O que acontece se todas as cores das folhas forem usadas em conjunto? Que cor, ou cores, se espalham pelo papel? Outras opções: Apanhe folhas de diferentes tipos de árvores e, de seguida, use uma cor e tipo de folha por cada recipiente (por exemplo, folhas de ácer vermelhas e folhas de cornáceas vermelhas). Compare os resultados para descobrir se um tipo produz cores mais escuras ou mais claras.

Arte outonal em papel. Despeje cuidadosamente a mistura de folhas esmagadas sobre uma folha de papel e dobre o papel ao meio sobre a mistura. Use um rolo da massa ou uma colher grande para pressionar o papel e extrair a cor. Deixe repousar durante dois ou três minutos. Desdobre e raspe o excedente de folhas. (Pode reutilizar esta mistura para a atividade que se segue: “Arte de folhas polvilhadas”.) Deixe o papel secar na horizontal e use-o como material de escritório, ou para fazer outros tipos de artesanato como uma obra de arte outonal para decorar o quarto.

Fotografia de Ruth A. Musgrave

Arte de folhas polvilhadas. Peça ao seu filho para desenhar o tronco e os ramos de uma árvore com lápis de cera em qualquer tipo de papel. Passe cola líquida na zona dos ramos e no solo em torno do tronco. Use uma colher para polvilhar as folhas esmagadas nos ramos e no solo (como se fossem purpurinas). Depois de secar, retire o excesso de folhas e pode exibir esta obra de artesanato.

Folhas prensadas. Crie marcadores de livros, arte, ou papel de escritório com folhas secas. Selecione folhas que ainda retenham um pouco de humidade – são mais brilhantes e flexíveis. (As folhas secas que ficam no chão durante muito tempo são mais frágeis e quebradiças.) Siga estas instruções de prensagem de flores para as folhas.

Impressões de folhas: Segure uma folha pelo caule e pincele um dos lados com os dedos com uma tinta de tons outonais. Pressione suavemente o lado pintado da folha sobre papel (de qualquer tipo). Levante a folha pelo caule, como se fosse um selo. Repita este processo com tinta de outras cores e formas diferentes de folhas.

Documente uma árvore. Tire uma fotografia de uma árvore, sempre da mesma posição, todos os dias durante uma semana ou duas, enquanto esta muda de cor. As crianças podem observar as alterações na cor e a forma como a árvore perde as suas folhas. Crie um filme em time-lapse com uma aplicação de edição de vídeo para observar como a árvore muda desde o início ao fim.


Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site nationalgeographic.com.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados