Página do Fotógrafo

Menno Boermans

MANASLU — 1983-84: Sob a liderança de Lech Korniszewski, dois alpinistas de Zakopane, na Polónia, Maciej Berbeka e Ryszard Gajewski fizeram a primeira escalada de inverno na montanha Manaslu a 12 de janeiro. A sua escalada foi particularmente notável porque foi a primeira vez que um pico de 8 mil metros foi escalado no inverno, sem recurso a oxigénio suplementar.

NISEKO, JAPÃO Mais indicada para: adoradores de neve em pó com muitas milhas aéreas de viajante frequente e gosto por nascentes quentes e sushi. Graças ao próximos e constantes ciclos de tempestades ejetados da vizinha Sibéria, as montanhas da ilha japonesa de Hokkaido são globalmente reconhecidas por ter de forma mais consistente a neve mais fresca da Terra. Niseko é o sítio mais proeminente daqui, com uma amalgama de quarto resorts que pertencem a diferentes pessoas, mas estão interligados e modelam o Mount Niseko Annupuri, de 1307 m (esquiável com um único bilhete). Com uma média de 1499 cm de queda de neve por ano, são mais os dias em que há pó fresco do que aqueles em que não há em Niseko Annupuri e os seus abundantes e pouco concorridos terrenos para esquiar fora de pista (os Japoneses têm sido inexplicavelmente lentos a aderir ao vício do pó). A cidade de Niseko, com 4685 habitantes, fica a uma distância confortável para ir de carro desde as quatro áreas base de esqui, tem um ambiente descontraído que assemelha ao de uma cidade de surf e dúzias de onsen, ou nascentes quentes, para nos levar a comas pós-esqui. Aqui pratica-se muito esqui noturno e luzes enormes de estádio iluminam os 780 metros verticais que existem para esquiar. Pistas noturnas iluminadas de neve fresca e profunda no meio da floresta são uma especialidade de Niseko. Tendo em conta as tempestades de vento que fustigam periodicamente a montanha, as florestas de bétulas perfeitamente espaçadas são muitas vezes os melhores e mais abrigados sítios para esquiar e fazer snowboard. Pergunte a um habitante local: o canadiano Clayton Kernaghan visitou Niseko há muitos anos e nunca mais daqui saiu. Dirige, atualmente, o Black Diamond Lodge and Tours, que disponibiliza chalés na montanha e esqui em neve em pó com guia. Aqui estão as suas recomendações. Onde ficar: o Powder Lodge é o alojamento mais em conta da cidade. É muito simples. O Vale Niseko tem uma das melhores localizações da cidade, e tem ski-in e ski-out. Melhores sítios para comer: quando sujeito a um orçamento, encontre as suas refeições na Seicomart, a loja de conveniência. Pode soar estranho, mas a comida das lojas de conveniência daqui é realmente boa. É comida fresca e barata. A-Bu-Cha é um ótimo restaurante tradicional japonês. Experimente o salmão com miso. Melhor sítio para o après-ski: Gyu+Bar, também conhecido como o bar “porta do frigorífico”, passa vinis e serve uísque de malte único. A entrada é literalmente a porta de um frigorífico. Melhor atividade para o dia de descanso: apanhe o comboio e faça a viagem de duas horas e meia até Sapporo, a maior cidade de Hokkaido. A pista de esqui clássica de Niseko: apanhe o teleférico no cimo do Hanazono, passe pelo portão quarto ou cinco e desça pela Rob Roy, depois siga por Jackson, e venha terminar no sopé da montanha. Esta é uma pista de pó.

loading

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2021 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados