Antigo Templo Taoista Encontrado Após Vários Anos de Escavações

Uma equipa de arqueólogos encontrou finalmente os destroços do Grande Palácio de Shangqing, consumido pelas chamas nos anos 30.

Wednesday, February 7, 2018,
Por Sarah Gibbens
Veja Onde se Erguia um Antigo Templo Chinês
Veja Onde se Erguia um Antigo Templo Chinês
26 de janeiro de 2018 - Depois de um estudo de quatro anos, os arquelogistas confirmaram que se encontrava, neste local, o Grande Palácio de Shangqing. O Grande Palácio de Shangqing foi o primeiro local de adoração de uma seita Taoísta na China. Localizado na zona sudeste da China, o templo foi erguido durante a dinastia Song (960-1279), tendo sido devorado por um incêndio em 1930. Desconheceu-se por muitos anos a localização exata do templo. É a maior escavação destinada a um local Taoísta Chinês. Peças de cerâmica e outros objetos antigos foram ainda encontrados durante as escavações. Os arquelogistas pretendem perceber qual a data de construção do templo e qual a cultura que o caracteriza.

Ao longo de mais de meio milénio, o Grande Palácio de Shangqing foi o principal santuário dos taoistas chineses. Este edifício foi um local de culto para várias gerações de imperadores chineses.

Sabe-se que, na terceira década do século passado, o templo foi consumido pelas chamas e ardeu até que nada restasse. Depois disso, os arqueólogos não conseguiram determinar com exatidão onde se havia situado o antigo templo antes do incêndio.

Agora, após quatro anos de escavações, foram finalmente encontrados os destroços do antigo templo, confirmando-se assim a sua localização. Os destroços do Grande Palácio de Shangqing situam-se no sopé da montanha Longhu, na província de Jiangxi, na região este da China.

Trata-se da maior escavação alguma vez organizada em torno de monumentos taoistas chineses.

Para determinar a localização exata do palácio, os arqueólogos do Instituto de Investigação Arqueológica da Província de Jiangxi tiveram de conduzir buscas numa área de cerca de mais de 175 mil metros quadrados. Por fim, conseguiram escavar cerca de quatro mil quadrados de terrenos do próprio palácio.

Filmagens capturadas no local mostram-nos o quão extensa é a área das escavações. As antigas fundações de pedra são tudo o que resta, mas os arqueólogos planeiam proteger o local e organizar exposições que manterão viva a herança histórica do templo que em tempos existiu naquele lugar.

O Grande Palácio de Shangqing foi construído durante o reinado da dinastia Song, que governou entre 960 e 1279. O confucianismo e o budismo também ocuparam o seu lugar na paisagem religiosa da altura. Com o apoio dos governantes, a arte e produção cultural floresceram durante a dinastia Song.

Além de terem descoberto a localização do antigo templo taoista, os arqueólogos também encontraram alguns artefactos, como peças de cerâmica, porcelana e fragmentos de azulejos coloridos, correspondentes a pinturas antiquíssimas.

“Conseguimos ficar com uma ideia muito clara das caraterísticas fundamentais das atividades taoistas e descobrimos uma sobreposição de camadas geológicas das dinastias Song, Yuan, Ming, e Qing, e respetivos períodos arquitetónicos”, partilhou Xu Changqing, director do Instituto, à estação de televisão chinesa CCTV.

Apesar de os quatro anos de escavações terem finalmente chegado ao fim, o trabalho dos arqueólogos ainda não está terminado. Estes investigadores planeiam perceber ao certo quando foi construído o palácio, reconstruindo o enquadramento cultural da época.

Vídeo: Um Incêndio Queima Antigo Templo Peruano
Um mural com 4 000 anos, o mais antigo nas Américas, foi danificado pelas chamas incontroláveis provenientes de outro terreno.
Continuar a Ler