Conhece a livraria mais antiga do mundo? É portuguesa.

A livraria mais antiga do mundo é portuguesa e já foi distinguida pelo Guinness World Records. Localiza-se em Lisboa e está em funcionamento desde 1732.

Publicado 13/09/2021, 11:06
Livraria Bertrand do Chiado

Em 2011 a livraria Bertrand do Chiado foi reconhecida pelo Guinness World Records como a livraria mais antiga do mundo em funcionamento.

Fotografia de Livraria Bertrand

Um verdadeiro refúgio para escritores, revolucionários e conspiradores, a livraria mais antiga do mundo fica situada na Rua Garrett, n.º 73, na capital portuguesa. É uma Bertrand diferente das demais, que mereceu um reconhecimento pelo Guinness World Records, sendo certificada como uma das mais emblemáticas livrarias portuguesas.

Fundada em 1732, a que é hoje a livraria mais antiga do mundo, nasceu de um negócio de uma família francesa. Inicialmente instalada na Rua Direita do Loreto, acabou por ser destruída pelo terramoto de 1755 e uma série de incêndios que arrasaram parte da cidade de Lisboa, sobretudo a região da Baixa Pombalina, próxima do Chiado.

Apesar da catástrofe, o conceito por detrás do negócio Bertrand sobreviveu, sendo a loja transferida para perto da Capela da Nossa Senhora das Necessidades. Em 1773, após a reconstrução do Chiado, a livraria voltou à sua zona inicial, e aí permanece até aos dias de hoje. Esta foi a primeira, das mais de cinquenta lojas Bertrand, atualmente espalhadas pelo país.

Na Baixa Pombalina, esta livraria ainda em funcionamento, teve como frequentadores assíduos Aquilino Ribeiro, Alexandre Herculano, Eça de Queirós, Antero de Quental, Ramalho Ortigão, Oliveira Martins e outros tantos intelectuais da Geração de 70.

Acolheu várias celebridades literárias

Ao longo do século XIX, várias foram as personalidades do meio literário que circularam pelos corredores da livraria, debatendo literatura e política. Por volta do ano de 1950, em plena ditadura salazarista, autores que se opunham ao regime como Fernando Namora, Urbano Tavares Rodrigues e José Cardoso Pires, ali se reuniam.

Logo à entrada, do lado direito, é possível reparar numa placa que assinala o “Cantinho de Aquilino”, em homenagem a Aquilino Ribeiro, o escritor que ali ficava tranquilo a ler. Personalidades como Alexandre Herculano, além de visitantes assíduos da livraria, escolhiam-na para lançar os seus livros e participar em tertúlias diárias que ali ocorriam.

Entre lançamentos, reuniões e tertúlias, a livraria mais antiga do mundo era também um clube literário, um ponto de encontro para grandes celebridades da literatura portuguesa. Entre histórias de revolucionários utópicos e conspiradores que ali teciam os seus planos, surge a crónica de José Fontana.

Este reconhecido defensor dos trabalhadores e fundador da Associação Fraternidade Operária que deu origem, mais tarde, ao Partido Socialista Português, era também sócio-gerente da Livraria Bertrand. Com apenas 35 anos de idade decidiu suicidar-se, devido ao tormento que sentia em tempos de tuberculose.

O Almanaque Bertrand é parte integrante da história da livraria mais antiga do mundo

Uma peça que faz também parte da história da livraria é o Almanaque Bertrand, publicado anualmente entre 1899 e 1969, que resulta de uma compilação de efemérides, poemas, caricaturas, passatempos, contos, adivinhações e outros mais. O Almanaque voltou a circular no ano de 2011, o mesmo ano em que a livraria foi considerada a mais antiga do mundo.

A livraria Bertrand do Chiado na atualidade. 

Fotografia de Livraria Bertrand

O certificado que a distingue como a livraria mais antiga do mundo em funcionamento, pode ser observado em lugar de destaque na loja. Nela também pode, para além de ler e comprar as suas obras preferidas, parar para apreciar pratos e criações inspirados na cozinha portuguesa, no Café Bertrand.

Por fim, pode contar com um espaço intimista e tranquilo, num conceito verdadeiramente livresco, cuja ementa é inspirada em livros de gastronomia, de vinhos e de poesia. À chegada, cada visitante é recebido por um enorme mural de Fernando Pessoa, da autoria da artista Tamara Alves.

A livraria é considerada parte obrigatória de uma visita a Lisboa que, além de um espaço emblemático e histórico, com um excelente acervo, é um local onde é possível pedir para carimbar os livros com o selo da livraria na hora do pagamento. Uma bela alusão ao facto de os livros terem sido adquiridos naquela que é a livraria mais antiga do mundo.

Continuar a Ler

Descubra Nat Geo

  • Animais
  • Meio Ambiente
  • História
  • Ciência
  • Viagem e aventuras
  • Fotografia
  • Espaço
  • Vídeos

Sobre nós

Inscrição

  • Revista
  • Registrar
  • Disney+

Siga-nos

Copyright © 1996-2015 National Geographic Society. Copyright © 2015-2017 National Geographic Partners, LLC. Todos os direitos reservados