Viagem e Aventuras

Veja Fotografias Majestosas das Maiores Árvores na Terra

Desde vales verdejantes e ventosos até à linha costeira em tons de azul safira, as antigas florestas da Califórnia são fósseis vivos. Quinta-feira, 5 Abril

Por National Geographic
Fotografias Por Emily Polar

Estendendo-se pela costa norte da Califórnia, o maior grupo sobrevivente de uma floresta primitiva de sequoias na Terra entra pelo céu acima.

As sequoias (Sequoia sempervirens) da costa da Califórnia podem crescer acima dos 91 metros de altura e viver mais de dois mil anos. Devem a sua dimensão gigantesca e vida extensa à casca e cerne ricos em polifenóis, o que as torna resistente a insetos e fungos nocivos. O clima costeiro também cria um véu espesso de nevoeiro sobre a floresta, fornecendo uma fonte constante de humidade e resistência ao fogo.

Em 1848, os EUA passaram a controlar a Califórnia e, pouco tempo depois, ali descobriram ouro. Milhares de pessoas invadiram o estado à procura de riqueza, e a indústria madeireira tirou o máximo partido do aumento populacional ao utilizar o "ouro das sequoias" para construir casas e infraestruturas.

Nos anos 20, a Save the Redwoods League começou a adquirir e preservar bosques; em 1968, foi criado o Parque Nacional de Redwood e, em 1980, o mesmo foi declarado Património Mundial pela UNESCO. No entanto, após mais de um século de exploração contínua, o que resta da floresta primitiva representa menos de 5% dos cerca de 809 mil hectares originais.

Apesar do seu estatuto protegido, continuam a surgir ameaças à sua sobrevivência. De acordo com a Save the Redwoods League, “As sequoias — os gigantes anciãos da Terra — estão numa nova encruzilhada de mudança ambiental, onde a urbanização, a fragmentação dos habitats, a poluição, as espécies invasoras e as alterações climáticas constituem ameaças ainda não enfrentadas no seu longo tempo de vida na Terra.”

Continuar a Ler