Viagem e Aventuras

As 10 Melhores Cidades para Beber um Copo

Dê um gole nestas cidades conhecidas mundialmente pelos seus cocktails, cervejas e licores.terça-feira, 12 de junho de 2018

Por Erin Block
ver galeria

Há algo empolgante na descoberta de um bar e na degustação da bebida típica de um local, após um longo dia de viagem. Pode ser um momento de reflexão e de ideias ou uma oportunidade para fazer novas amizades ou manter a conversa em dia com paixões antigas. Partilhar uma bebida é uma velha tradição comum às gentes do mundo. Pouse por momentos esse cocktail e explore estas cidades para descobrir uma nova experiência no universo das bebidas.

CONHEÇA: O Top de 10 Bebidas de Praia

WASHINGTON, D.C. PARA UMA BEDIDA VINTAGE

O panorama do consumo de bebidas em Washington, D.C. vai muito além das bebidas fortes preparadas para lobistas e políticos. A capital da América está a atravessar uma fase de renascimento, sobretudo no que diz respeito aos cocktails artesanais. O bar Columbia Room situado no bairro de Shaw, em D.C. está a recuperar velhas bebidas, que reuniam as preferências de muitos, mas com um novo toque. Os cocktails são preparados artesanalmente e servidos em copos vintage, numa atmosfera que evoca, com nostalgia, os tempos da Lei Seca e das tabernas clandestinas da América. Beba num local de referência em Washington, D.C.

MUNIQUE PARA A TRADICIONAL CERVEJA BÁVARA

Homens brindam ao passado com cerveja em Hofbräuhaus München, na Alemanha.

Esta cidade alemã é mais conhecida pela Oktoberfest, uma antiga tradição com 184 anos de história, que celebra a cerveja e a cultura alemãs. Embora muitas pessoas planeiem as férias em torno da Oktoberfest, poderá visitar Munique em qualquer altura do ano para provar a deliciosa cerveja bávara. Jardins de cerveja e bares enchem as ruas de Munique. Muitos locais têm longas mesas de tamanho familiar, que fazem com que cada um se sinta parte de um ambiente em permanente festa. Hofbräuhaus München, fundada em 1589 por Wilhelm V., Duque da Baviera, é uma das cervejarias mais conhecidas em todo o mundo e uma visita obrigatória para todos aqueles que viajam à descoberta da cidade. O espaço tem todos os sinos, apitos e assistentes vestidas com indumentária a rigor, que o transportam às origens da cervejaria.

BUENOS AIRES PARA OS ENÓFILO

A produção de vinho regional é apresentada na loja de vinhos Grand Cru, em Buenos Aires.

A Argentina é considerada um dos maiores produtores e exportadores de vinho. Buenos Aires, a capital e a maior cidade do país, está no centro da atividade. Sinta o pulso à elegância urbana e rume ao Gran Bar Danzón para beber um copo de uma carta de 300 vinhos ou, melhor ainda, participar numa prova de degustação sob a orientação de um especialista. Desfrute do seu Malbec, porque não provará nada igual em qualquer outra parte do mundo.

SAIBA: Se os Animais Ficam Mesmo Bêbados

DUBLIN PARA O UÍSQUE PRODUZIDO NA TERRA NATAL

Transeuntes passam junto ao bar Temple Pub, na Irlanda.

Embora o uísque escocês venha sempre primeiro à mente, o uísque irlandês tem um número de apreciadores fiéis. A produção de uísque irlandês está em alta na Irlanda, com a abertura quase diária de destilarias artesanais e bares em cidades como Dublin. Locais como The Dingle Whiskey Bar, que leva o nome da destilaria The Dingle Distillery em County Kerry, celebram verdadeiramente o legado irlandês. As provas de degustação de uísque são organizadas com frequência para novatos e também para especialistas. Descubra os maltes de mistura, os maltes puros ou opções únicas produzidas em alambiques. Experimente-os a todos na meca dos amantes de uísque.

TÓQUIO PARA O SAQUÉ SUBTERRÂNEO

O distrito de Shinjuku, em Tóquio, tem um vasto leque de opções para os verdadeiros foliões.

Não há melhor cidade para beber saqué do que Tóquio, no Japão. Os japoneses têm uma longa tradição de produção de saqué, uma bebida feita a partir de arroz fermentado. A bebida encerra um passado cultural rico e cada gole bebido numa ochoko, uma taça de cerâmica tradicional, é uma verdadeira celebração. A cadeia Hasegawa Saketen tem um dos melhores saqués de Tóquio. Melhor ainda, pode desfrutar de uma taça de saqué numa das lojas da cadeia, situada no interior da estação de metro, enquanto aguarda pela chegada da composição que o levará à aventura seguinte. Por vezes, as melhores escolhas são aquelas que chegam sem aviso.

CONHEÇA: 10 Coisas para Jazer no Japão

NELSON PARA A SIDRA PERFEITA

Mesas de esplanada distribuem-se pela rua de Trafalgar, a principal via pública de Nelson.

A cidade de Nelson concentra o maior número de unidades de produção de sidra da Nova Zelândia, sendo, por isso, o paraíso para os verdadeiros apreciadores de sidra. Nelson acolhe ainda o primeiro festival de sidra da Nova Zelândia, altura em que afluem à cidade pessoas vindas dos quatro cantos do mundo para participar nas festividades. Assim sendo, onde ir primeiro? Embora cada local tenha uma especialidade própria, McCashins Brewery possui uma longa tradição no fabrico de sidra e inclui ingredientes orgânicos frescos em todas as variedades de sidra. Quando lá estiver, experimente a sidra quente e também a sidra granizada.

JÁ VIU: Estas Paisagens do Outro Mundo na Nova Zelândia?

CIDADE DO MÉXICO PARA A TEQUILA COM TRADIÇÃO

Clientes do Café de la Gran Ciudad desfrutam de uma bebida num terraço, com vista sobre o Palácio de Belas Artes.

A cidade do México é conhecida mundialmente pelos seus célebres tacos e, para os amantes de tequila, pelos seus magníficos reposados feitos de 100% agave. Ao longo de mais de 90 anos, a cantina Salón Tenampa é o local de referência para muitos turistas e habitantes locais, que afluem ao espaço para ouvir as melodias mariachi, e beber uns shots de reposado. Ainda que devam ser bebidos de um trago, estes shots são para ser desfrutados. Um reposado com qualidade, como os que se servem nesta cantina de referência, pode ser bebido puro ou com gelo.

LONDON PARA AS BEBIDAS “AGITA-SE, SEM MEXER"

Qualquer amante de gin pode tornar-se num aficionado no Ginstitute de Londres.

Embora o fascínio de James Bond por um gin martini tenha projetado a bebida para a esfera global, Londres tem uma longa tradição no fabrico de gin, com uma legião de apreciadores fiéis em todo país. O Portobello Star mantém-se aberto desde 1740 e atrai todo o género de personagens amantes de gin. A destilaria e o bar situam-se no bairro de Notting Hill e desafiam, discretamente, os visitantes a testar os seus conhecimentos sobre a bebida, organizando passeios e encontros no seu Ginstitute, situado a um quarteirão de distância. A antiga ementa lembra a sofisticação e o discurso de tempos mais simples, dos quais apenas Londres se pode gabar.

SÃO PETERSBURGO PARA UMA SELEÇÃO DE VODKAS DE LUXO

O Khroniki Bar oferece muito mais do que vodka em São Petersburgo, na Rússia.

São Petersburgo transformou-se numa salgalhada de bares possíveis e imaginários, mas existe ainda uma ampla variedade de espaços que proporcionam uma experiência genuína do vodka russo. À semelhança dos ryumochnaya tradicionais, os bares de vodka atraem uma clientela eclética. No passado, um ryumochnaya desafiava as normas sociais onde todas as pessoas podiam simplesmente desfrutar de uma bebida. Uma alta patente do governo podia sentar-se, alegre, ao lado de um operário. Embora o ambiente do Khroniki Bar seja mais distinto, este local destaca-se no panorama da região como um dos melhores bares de vodka, com uma clientela diversificada. Não saia sem pedir o cocktail de vodka Free Ingria, com uma mistura de arandos, licor de amora-branca-silvestre, sumo de maçã, vodka e um aperitivo Angostura.

E, já que está em São Petersburgo...

VÁ: Até ao Museu Russo

NOVA ORLEÃES PARA O PRIMEIRO COCKTAIL 

A Sociedade Secreta de Saint Anne desfila durante Mardi Gras ou terça-feira gorda.

Existem inúmeras razões para descobrir Nova Orleães, incluindo a celebração anual da terça-feira gorda ou Mardi Gras, a cultura em Bourbon Street e os pratos crioulos. Mas Nova Orleães é berço daquele que muitos acreditam ser o primeiro cocktail americano: o Sazerac. Em 1838, Antoine Peychaud usou brandy francês e um aperitivo Peychaud para criar um cocktail delicioso e iniciar uma revolução no universo das bebidas. Os restaurantes como o Compère Lapin mantêm-se fiéis ao espírito de Nova Orleães ao preparar opções inovadoras como o 17th Hour, uma mistura de gin, vinho, brandy de pera e aperitivo, que animam os amantes de cocktails.

Continuar a Ler